One Piece RPG
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Phantom Blood
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor Licia Hoje à(s) 2:53

» Escaping Mean! Run Ria, Run!
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 2:29

» [LB] O Florescer de Utopia III
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor Vincent Hoje à(s) 1:08

» As mil espadas - As mil aranhas
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 0:42

» Noskire M. Hughes
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:28

» Yami Sukehiro
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:22

» Yami Sukehiro
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:21

» [Ficha] Kuze Kyoji
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:43

» Vivian Strongwill
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:37

» The One Above All
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 23:18

» II - Growing Bonds
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:41

» Busca Implacável
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 22:07

» Do ferro ao aço
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor Anjodk Ontem à(s) 21:42

» 1º Ato - O Despertar
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor Chaitanya Mahaprabhu Ontem à(s) 21:39

» MINI - Abraço de Urso
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 20:34

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 20:24

» Fanalis B. Ria
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 20:19

» Enuma Elish
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 20:12

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor JaponeisLK Ontem à(s) 19:54

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Emptypor Pippos Ontem à(s) 19:53



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 9, 10, 11  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptyQua 9 Out - 16:41

Relembrando a primeira mensagem :

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) marinheiros Julian D'Capri, Noelle Eisenhower, Noskire M. Hughes. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ficha | Aventura

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: Regras | Mudanças Importantes | Crie seu Personagem | Mini-Aventuras
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
GM.Noskire
Sargento
Sargento


Data de inscrição : 22/02/2012

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptyQua 20 Nov - 23:21


Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O jovem Sargento gargalhou alto com os comentários dos irmãos-soldados. Com um sorriso brincalhão, se aproximou e começou a contestá-los. — Se a raça é Jade Casamenteira, não deveria ser o oposto? Um sinal de que irá se casar? — Começou olhando para o irmão de cabelos brancos e terminou olhando para o loiro de bandana. Como previsto, não lembrava o nome de nenhum deles, diferenciando-os apenas pelos tons dos cabelos. Por fim olhou para o de cabelo laranja e afirmou: — Bem, eu não sei você, mas eu olhei e tenho certeza que um dia eu me casarei com uma bela ruiva! Quem sabe esse peixinho… Ou melhor, peixão! Não veio me dizer que ela terá olhos verdes! — Suspirou imaginando a sua futura esposa ainda não conhecida, enquanto seu subconsciente o alertava de um possível chute na canela de sua pequena irmãzinha. — AI! Ei! Você sabe que sempre será minha irmã favorita, não precisa ter ciúmes! — Diria no caso de levar o chute ou algum outro ataque furtivo dela.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Depois da breve conversa, Noskire se afastou um pouco do tumulto, apenas observando enquanto o grupo decidia qual das duas loiras seriam a campeã. Asuna, a amiga de Julius, surgia e comentava sobre o peixe dourado que ele e sua irmã haviam pego. Antes, birrento, havia declarado que o seu era mais valioso, apesar de pequeno. Contudo, sua expressão era de pura surpresa ao ouvir a loira (mais uma) confirmar sua suspeita infundada. — Sério?! Quer dizer… Você também sabe? Hahaha...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Seu peito estufou de puro orgulho ao ouvir que eles eram pegos apenas pelos mais dignos. Engraçado que havia duvidado da superstição dos irmãos, mas não da crendice da loira. Mas, ao vê-la acariciando os cabelos da sua irmã (mais uma loira!!!) — com uma certa pontada de inveja, diga-se de passagem. —, percebeu que o chamariz para o animal provavelmente havia sido a sua irmã e não ele. "E, realmente, não conheço ninguém mais digno do que a minha irmãzinha!" Sorriu com orgulho — desta vez, um diferente tipo de orgulho — enquanto olhava para Elicia. — Obrigado pela informação e pela ajuda! — Disse, referindo-se a ajuda em conseguir o componente químico que queria. — Aliás, de onde você veio? Eu e Elicia viemos de Wars Island, por sinal.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Enquanto o trio conversava e o resto do grupo ainda debatia para determinar a vencedora da competição, Julius atraiu a atenção de todos ao fisgar um peixe ainda maior! Seguindo os outros marines, Noskire correu até próximo do espadachim e observou a disputa entre ele e o animal. — UAU! Talvez EU deva pintar o meu cabelo de loiro! — Comentou, ainda associando informações completamente aleatórias.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Por fim, Julius superou a Capitã, para a infelicidade da mesma e o temor dos demais tripulantes. "Contanto que ela não abra um buraco no navio..." Suspirou, olhando de soslaio para a sua superior. Porém, logo se animou, abrindo um sorriso e indo até o loiro. — Você ganhou um milhão! UAU! — Disse, sem o menor senso de valor e esquecendo-se que ele próprio tinha mais de cinco milhões no bolso. Ser pobre durante anos faz isso com as pessoas… — Ei, ei, Asuna-chan, o que você sabe sobre esta raça? — Indagou curioso, procurando pela loira dentre os outros marinheiros.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após a competição, sentou-se com a sua irmã próximo a amurada do navio e lá ficou, sentindo o leve sacolejar do navio abaixo de si e a brisa marítima no rosto. Ainda não havia parado para pensar sobre, mas realmente gostava de viajar. Naquele momento, tudo parecia tão calmo, tão pacífico. Quase perfeito. A saudade de sua ilha natal e, principalmente, da sua mãe o atacou novamente, deixando-o com um meio sorriso triste no rosto. Sacudindo a cabeça com veemência, forçou-se a abrir um largo sorriso, não queria que a sua irmã o visse assim. — O que está achando da viagem até agora?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A janta demorou um pouco a ser servida, mas o sargento esperou com paciência, contentando-se em conversar com a sua irmã sobre o que ela quisesse, ou ficar em silêncio com o seu pequeno peso em seu colo. Deliciou-se com ambos os pratos — Filé a la Noelle e sopão dos marines. —, deixando os pratos vazios ao seu lado após acabar e insistindo para a sua irmã comer tudo, caso não quisesse. — Se você comer tudo, eu lhe compro algumas maçãs na primeira oportunidade que tiver! — Diria caso ela teimasse, sabendo o quanto ela adorava aquelas frutas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se algum dos seus companheiros passassem próximo a si ou viessem até onde ele estava, diria:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Noelle — O filé estava delicioso! Só perde para o da minha mãe, claro! Hahaha! — E, no caso dela ter ficado aflita com os comentários dos soldados anteriormente, também diria: — E não se preocupe com a brincadeira dos irmãos, você com certeza vai se casar algum dia! — Finalizaria com um polegar em sua direção e uma piscadela. Antes dela se afastar, indagaria: — Só por curiosidade, de onde você é? — Ouviria a resposta e diria depois, mesmo se a pergunta não fosse retribuída. — Eu e minha irmã viemos de Wars Island. Asuna (e Julius) vieram de [ILHA], sabia? — Antes de qualquer resposta, Noskire gargalhou alto, percebendo como havia pego o costume estranho da loira dos peitões em tão pouco tempo. "Tenho que me policiar ou vou ficar igual a ela!"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Julius — Já falou com a Capitã? E aí? — Indagaria, curioso, absorvendo cada detalhe informado. — Você pegou um peixão! Não sabia que era tão habilidoso. Espadachim, médico, pescador... — Acenaria positivamente com a cabeça, com um bico de aprovação. Por fim, caso Asuna tivesse dito qual era a sua ilha natal, indagaria ao loiro: — Você é da mesma ilha de Asuna? Como é lá?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Irmãos — Ei, só por curiosidade, vocês são de Lvneel mesmo? — O jovem Hughes realmente estava determinado a saber a origem de todos ali! — Somos de Wars Island. — Diria apontando para si e sua irmã. — Enfim, se precisarem de algo, é só falar!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Capitã — Olá, Capitã! — Olharia para ambos os lados e colocaria uma das mãos lateralmente à boca, indicando que pretendia lhe contar um segredo. — O sargento Julius pode ter vencido a competição, mas o seu peixe com certeza era mais forte! Ótima caçada, por sinal! — Diria, acenando positivamente, antes de completar: — E não sou o único que penso assim! — Mentiu. Embora achasse ser bem improvável que ninguém pensasse assim. E, se alguém pensasse isso de fato, nem que fosse a própria capitã, aquilo ainda seria uma mentira? Tentou se confundir para tirar o peso da mentira das costas, pois fazia aquilo pensando no espadachim e no bem da tripulação como um todo. Uma capitã louca feliz era muito melhor para todos, inclusive para ela própria, do que uma capitã louca putassa!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após a refeição e as possíveis conversas, foi a vez de Asuna vir até o marine, com um frasco recheado de uma substância repugnante. — É isto mesmo! — Soltou uma breve gargalhada maquiavélica enquanto pegava o frasco com ambas as mãos e sentia o cheiro pútrido com seu olfato aguçado, sentindo uma forte ânsia de vômito logo em seguida. Afastando os objetos, respondeu com lágrimas nos olhos. — Isto é para os nossos inimigos! — Afirmou, não dando mais nenhuma informação para manter o suspense, enquanto acariciava o objeto com os braços completamente eretos, mantendo-o o mais afastado possível do seu nariz sensível.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]É verdade, já está na hora de você ir para a cama. — Daria um beijo na testa da sua irmã e acenaria em despedida, caso ela resolvesse ir com Asuna. Conhecendo ela e Noelle um pouco melhor, sentia-se mais tranquilo em deixá-las responsáveis por sua irmã, embora ainda sentisse um leve aperto no peito ao vê-la se afastar de si. — Se precisar de mim, é só chamar! — Acrescentou, antes dela desaparecer dentro do navio.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Pegando os pratos vazios dele e de sua irmã, se levantaria e iria atrás da cozinha, devolvendo os pratos e ajudando a lavá-los, caso fosse requisitado. Depois voltaria ao convés, indo até próximo a borda do navio, posicionado de tal forma que o vento levasse seu cheiro para além da embarcação.

— Confecção de Futum ("Peido de Rei do Mar") —
O que usa: Perícia Química, Olfato Aguçado, Kit Científico, 1x Componentes Químicos e 1 Frasco com Metilamina ("Fedor de peixe").

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sentado, pegaria os itens necessários do kit científico e o colocaria entre si e a borda do navio, de forma que o odor fosse levado não apenas para longe do navio, mas para longe de si também.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Similar à confecção do perfume, começaria medindo 100ml de álcool cereal e o colocaria no béquer. Ao invés de usar as essências com bons odores, usaria todo o conteúdo de Metilamina que tivesse no frasco lhe dado por Asuna. Antes de abrir o frasco, iria tampar o nariz com o auxílio de algum prendedor ou da própria farda, se necessário, para minimizar o odor captado pelas suas narinas. Desta vez, não precisava ser exato. Na verdade, quanto mais errado, melhor!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com a baqueta, mexeria bem a mistura, até tudo estar homogêneo. Não seria necessário o uso de corantes, já que a cor seria um translúcido escuro, como uma água suja, o suficiente para lhe indicar futuramente o conteúdo do frasco. O processo de maceração, provavelmente o mais complexo na confecção de perfumes, também não seria necessário, já que não se importava em retirar o forte odor de álcool da mistura.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com o auxílio do funil, passaria o líquido para um frasco de vidro e o tamparia com uma rolha, apertando-a até o fim, pois não pretendia o abrir novamente. Concluindo o processo, guardaria, com bastante cuidado, o frasco em sua mochila e faria o mesmo com os itens utilizados em sua fabricação (béquer, baqueta e funil), lavando-os bem antes de guardar para tirar o odor de peixe.

— Fim da Confecção do Futum. —

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Já cansado e sonolento, caminharia de volta ao dormitório, bocejando diversas vezes no caminho. Se algum imprevisto tivesse acontecido e o marine fedesse como um peixe podre, tomaria um longo banho antes de ir para o dormitório de fato, trocando de roupa no processo. Caso contrário, se jogaria na cama ainda de uniforme e esperaria o sono vir abraçá-lo.

- x -

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ao acordar, tomaria banho, caso já não tivesse tomado no dia anterior, e vestiria seu uniforme, boné inclusive. Também limparia seus óculos, até então esquecidos, e o colocaria no rosto abrindo um largo sorriso sem motivo aparente. "Hoje será um ótimo dia!" Pensou, novamente sem motivo aparente. Super animado, ainda sem motivo aparente, se pôs a cantar:


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Começando a cantar ainda no seu quarto, sairia do mesmo e bateria três vezes na porta a frente, pretendendo acordar não apenas seu colega de quarto Julian, mas também as três loiras dorminhocas. Terminando a pequena musica, repetiria o canto, desta vez se deslocando rumo ao refeitório.



Legenda:
Narração (#FFFFFF)
"Pensamento (#FF970B)"
Fala (#3399FF)
Fala da Elicia (#C7B299)


Histórico:
 

Objetivos:
 



Créditos: Julian D'Capri e Noskire
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 19
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptyQui 21 Nov - 0:35




Ganhando a competição!? História de pescador!
Julian D’Capri

Ver sua parceira ganhar já era uma vitória, se Noelle estava alegre pelo que havia acontecido, então isso já valia muito a pena, seu peixe de certo era monstruoso, a Grand line realmente era habitat de coisas surreais, um peixe de sete metros era muito incomum, tal fato surpreendia o espadachim, que estava acostumado a ver peixes bem mais modestos, se ele não estivesse vendo aquilo não acreditaria.

De fundo os irmãos pareciam comentar algo sobre a espécie daquele peixe, um “Jade Casamenteira”, esse nome não lhe era estranho provavelmente seu mestre já deveria ter falado algo, por sorte o jovem não tinha intenção alguma de se casar, então estava tudo bem olhar para ele, e de toda forma isso é apenas uma superstição, nem todas ocorrem, provavelmente o trio conseguiria prolongar a linhagem dos Feurbach por mais tempo.

Assim que sua ajuda não era mais solicitada no convés, o samurai retirava-se, ele queria matar o resto do tempo que tinha de luz natural para pescar, apesar de que ver a capitã estressada foi um ótimo alívio mental, provavelmente um troco do destino pelos disparos avulsos e totalmente desnecessários de mais cedo.

Calmamente o espadachim se alocava melhor na proa, por algum motivo ali era relaxante e parecia ser um ótimo ponto de observação, ele pensava que como a competição estava praticamente acabada os próximos peixes seriam menores e menos violentos, para seu azar (ou sorte), não foi o que ocorreu, rapidamente sua vara de pesca começou a tremer e tensionar forçando suas pernas a manterem-se firmes na madeira para não cederem.

Julian vendo algo fisgando a isca:
 

Ao final da árdua batalha o recém sargento D’Capri estaria de certo exausto, ele pensava que batalhas de alto grau poderiam apenas ser em palcos de batalha propriamente ditos, mas aparentemente a guerra se encontra, até mesmo, em uma pescaria esportiva, incrédulo com a situação que estava vivenciando o jovem apenas virava um espectador enquanto anunciavam o tamanho de seu pescado e também o encerramento da competição por parte da superior, mas ele podia jurar que a capitã apenas fez aquilo com medo de peixes ainda maiores virem para o convés. Se para o médico 7 metros, quase 8, de peixe era algo estúpido de enorme, o seu ele achava algo impossível de se acreditar, como o oceano poderia abrigar algo tão grande assim? Seria esse o seu primeiro pensamento, caso ele não lembrasse, quase que imediatamente, dos temidos “Reis dos mares”.

Era algo estranho de se pensar que o samurai havia pego algo tão grande com uma simples vara de pesca, suas mãos de certo estariam doloridas, assim como o resto de seu corpo, de tanta força que exigiu de seus músculos (agora ele entendia como seu mestre mantia-se em forma), ele massageava a área enquanto escutava a aproximação do marinheiro que lhe aconselhava.
- Lembrarei disso, obrigado. - Ele responderia de forma apática, mas com um certo tom de gratidão na voz. - Ela parece estar em uma eterna derrota então… - Era o que D’Capri pensava ao relembrar de todas as vezes que via a superior distribuir tiros a esmo.

Com a aproximação de Noskire, Julian responderia sua fala.
- Não me importo muito com o dinheiro. - Diria, neutro.

Como um flashback outro disparo irrompeu o ambiente a alertou a todos, talvez fosse um treinamento para quando estivessem conversando, ao ser fuzilado com os olhos da superior ele arquearia uma de suas sobrancelhas.
- Acho que o tiro saiu pela culatra. - Ele diria ao se mover, indo ao encontro da sala de sua capitã, sim, foi uma piada, o humor de D’Capri surge vez ou outra.

Inclusive, durante sua caminhada para o encontro mortal, o recém sargento perguntava-se a quanto tempo a tripulação deveria se conhecer, o marinheiro que havia o advertido parecia conhecer a capitã há algum tempo, pelo menos para falar com tanta convicção, deveriam ser um grupo amistoso, quem sabe ele não fizesse parte de algo assim um dia, Julian gostaria, mas não passava em sua cabeça como alguém poderia ou lhe recrutar, ou como ele poderia iniciar algo do tipo, Noelle e Noskire pareciam ter seus próprios objetivos e talvez o trio se desfizesse logo, o samurai tinha dificuldade para firmar e entender laços, mas tinha esperanças de deter esse conhecimento em breve.

Ao chegar na sala da capitã, o médico bateria na porta anunciando sua entrada.
- Capitã… Sargento D’Capri. - Dizia, esperando algum sinal que indicasse a permissão de sua entrada.

Caso a recepção fosse um disparo o jovem manteria-se no mesmo lugar e respiraria profundamente.
- Vou encarar isso como um não.

Se a ordem da capitã fosse para entrar, ele obedeceria e realizaria uma continência, procurando um lugar onde pudesse sentar logo em seguida, para ficar mais relaxado e tranquilo, além de ajudar em seu momento de preguiça. Ali Julian permaneceria, pelo tempo que fosse exigido dele.

Quando/Se fosse liberado, ele iria em busca de seus aliados, unindo-se a eles, já que segundo seu mestre, comer junto sempre torna a comida mais saborosa.
- Ah, sim, falei. - Diria. - Ela me tratou melhor que eu esperava. - Ele responderia, querendo finalizar o papo sobre o assunto, independente de como a capitã houvesse lhe tratado ele manteria essa resposta, pois achava que nem de lá sairia com vida.

Continuando a conversa com o sargento.
- Ah… Obrigado, eu também não sabia que era. - Responderia sinceramente. - Pelo menos o peixe de vocês teve um ótimo significado, acho que faz jus. - Comentaria após olhar ambos os irmãos de pé a cabeça, logo ele concentraria-se na pergunta de Noskire. - Teoricamente sim, mas passamos mais tempo fora de nossa ilha natal que nela em si, somos de Baterilla, no South Blue, mas eu fui para Karate Island muito novo e Asuna viveu boa parte do tempo em Torino Kingdom. Do lugar de onde ela vem é frio, e Karate é… Uma bagunça. - O médico repensaria suas palavra e logo voltaria ao assunto principal. - Bom, Baterilla é uma ilha tropical, não tem muito pra se dizer, tem um farol, é tranquilo e tem um sorvete bom o suficiente para Asuna sempre pedir para tomarmos juntos. - Ele diria apático como sempre. - É isso.

Ao finalizar a conversa com Noskire ele esperava encontrar Noelle por perto e puxaria conversa com ela, não que isso fosse seu forte.
- Você cozinha bem senhorita Noelle. - Seria um elogio ao prato feito pela sargenta. - Parabéns, e desculpe por tirar sua posição, só queria pescar mais um pouco, não era minha intenção realmente pegar um peixe. - Diria realmente desculpando-se. - Se precisar de algo pode me chamar… Sua presença é confortável. - Tentando achar palavras certas ele errava todas e decidia parar de tentar, dando alguns passos para longe. - Bom… Eu vou andar. - Despedia-se, indo atrás de algo para fazer, quem sabe encontrando alguém pelo barco, ou indo até algum lugar para deitar-se e deleitar-se com sua preguiça.

Caso encontrasse Asuna.
- Tudo bem Asuna? O que está fazendo por aqui? - Ele esperaria um resposta, caso a mesma estivesse com a pequena irmã de Noskire o samurai entregaria a ela um curto sorriso. - Olá pequena, como você está? Sou Julian, você é Elicia, certo? - Ao fim da resposta da pequena o marinheiro voltava seu olhar para sua amiga. - Vou estar por aí, se precisar de mim não hesite em chamar. - Ao olhar para Elicia ele reafirmaria sua fala para ela também. - Pode me chamar também se precisar, estamos aqui para cuidar uns do outros não?

Caso encontrasse Noskire em seus experimentos malucos.
- O que você está fazendo? - Caso o odor estivesse evidente ele taparia as narinas. - Que não seja uma arma química.


Histórico:
 

Compras:
 

Ferimentos:
 

Palpites:
 

Objetivos:
 



Créditos: Julian D'Capri e Noskire


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptySab 23 Nov - 22:30



Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!

Noelle Eisenhower
Todos pareciam bem servidos e alimentados com o que preparei e também com o que foi feito pelos outros dois que estavam na cozinha, assim ficava satisfeita com tudo e aproveitava também para colocar meu prato e comer caso ainda não houvesse feito, mas somente do que havia preparado. — Que bom que todos gostaram, agora acho que estamos prontos para a missão que está por vir. — Disse para todos que teriam me agradecido pela comida tentando parecer feliz e ao mesmo tempo mostrar seriedade no final do diálogo. É claro que não deixei de notar que o alegre Noskire queria saber sobre algumas informações minhas, apesar de jurar que já as havia falando em algum momento do passado, bom, de toda forma o respondo. — Eu sou de Loguetown no east blue, deve ter ouvido falar já que é uma ilha popular. — Respondo e depois peço licença para ir arrumar a bagunça que estaria aquela cozinha depois de tantos pratos de peixes feitos nela. Assim que termino vou direto tomar uma ducha e depois cair na cama para ficar descansando até chegarmos na bendita ilha das aranhas. E quando finalmente recebesse o chamado que estamos chegando ou aportando, pego minhas coisas e me dirijo às pressas para onde nossa capitã poderia estar me aguardando. — Noelle se apresentando para o serviço! — Batia continência no final de minhas falas ao ver oficial Kokai. Deixando um bocejo de lado sair volto minhas atenções para o que a capitã poderia nos falar e depois prossigo com os demais soldados para fora da embarcação caso fosse ordenado. Ainda não tinha nenhuma ideia de como nossa missão seria realizada, digo, no sentido de organização dos grupos, e mesmo não querendo divisão da equipe talvez seja necessário para explorar uma ilha caso esta fosse muito grande.

Noelle Eisenhower


Créditos: Julian D'Capri & Noskire



Objetivos e Informações:
 



Meu Histórico escreveu:

Nome: Noelle Eisenhower
Localização: Lvneel
Post: 08
Ferimentos:
Perdas: 30k
Ganhos:
kit gastronômico:
 
NPC/PLAYER: Capitã Kokai.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 46
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptyDom 24 Nov - 17:05

Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ainda no convés, os irmãos Feurbach discutiam uns com os outros, em razão da observação feita pelo Sargento Hughes — É claro, eu havia dito antes, mas os meus são um pouco burros para entender - Adam era o primeiro a falar — Vocês que não leram aquele livro que a nossa mãe nos deus quando éramos pequenos direito! E, Adam, você foi o primeiro a dar a entender que quem visse o peixe não se casaria - Ulrich continuava, dando um leve empurrão no irmão — Não, Sargento, você está certo, eles que são burr- - a briga continuaria a fim de bajular o superior, mas era interrompida após Elícia não só chutar a perna de Noskire, mas dar um pequeno soco em sua barriga — Nenhum de vocês irá se casar, nenhum! Só sabem brigar e, você, ser um bobão! - a garotinha regia, deixando todos calados e sem saber como reagir.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]As gaivotas voavam logo acima dos marinheiros que estavam em um círculo social, compartilhando informações sobre suas vidas e sobre o ocorrido. O pequeno alvoroço juntava novamente o trio, que parecia ter aumentado ainda mais — Bem, é isso que o Julian disse! - Asuna confirmava a versão do amigo, enquanto os irmãos contavam as suas próprias histórias, por intermédio do porta voz e irmão mais velho, Adam — Peço perdão por antes, meus irmãos mais novos são um tanto impulsos e não acreditam nas tradições... Mas sim, somos de Lvneel, todos nós - expôs, mostrando cada irmão — Inclusive o William, que não está aqui, mas logo estará! - dizia, animado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ali, o clima era descontraído e todos pareciam estar aproveitando bem a viagem, apesar de estarem partindo rumo a uma perigosa missão — Estou gostando! Viajar pelo mar é bom! As pessoas aqui são legais! - a garotinha respondia à indagação de Noskire, segurando a sua mão, colada em sua perna — Apesar que alguns são meio birutas - abria um riso brilhoso e contagiante.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Todos pareciam participar da roda de conversa, a qual estava cada vez mais informativa — Esse peixe que o Julian pegou é um Peixe Gato de Ágata, sabiam? - chamava o pessoal para se aproximar do animal — Olhem os bigodinhos e sua cor, realmente fazem jus ao seu nome. Sei disso pois na minha terra se conta muitas histórias de pescador e cresci as escutando. Cozinhar não é apenas assar a comida, sabiam? - dissertava, tocando o peixe — Eu só não sabia que eles cresciam até esse tamanho... - ficava tão impressionada que esquecia o seu bordão¹.

[...]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Após um tempo, na hora do jantar, Julian se separava do grupo e ia em direção à sala da Capitã, como foi instruído. Após perder a competição, era evidente que ela estava bastante estressada, razão pela qual deixara o tempo correr, sem pressa, assim como um outro soldado havia dado a dica. Chegando lá, bateu na porta e, franqueada a sua entrada, vislumbrou a sala escura, com um jantar à luz de velas o esperando na mesa da marinheira — E-essa é sua recompensa. Além do seu dinheiro, que está aí na mesa - a Capitã Kokai parecia falar forçosamente, como se estivesse bastante incomodada com o fato. Assim, o jantar passou com uma estranha tensão no ar, visto que a sua superior não parecia estar para conversa — Agora saia daqui, antes que eu seja obrigada a te dar um tiro, Sargento D'Capri - ordenava, após consumida a refeição.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Na saída, momentos depois, encontrava com Asuna, a qual se enroscava em seu pescoço, com um júbilo incomum — Como foi lá com a Capitã? Você recebeu uma bronca? Demorou muito, sabia?! - questionava, curiosa pelo ocorrido. Ao lado da mulher, estava Elicia. Elas estavam indo rumo ao quarto, após ter tirado a garotinha da companhia de seu irmão, o qual ainda encontrava-se no convés. Julian não pretendia ir para a cama agora, almejando por um bom local onde pudesse descansar ao ar livre. Indo para o lado externo da embarcação, deu de cara com Noskire e um cheiro pútrido, como se algo morto estivesse à espreita. O Sargento Hughes já estava de saída e, após trocarem umas palavras, voltou para o seu quarto, deitando e dormindo; era como se tivesse peidado e saído furtivamente. Não obstante, apesar dos malgrados, conseguiu adormecer no convés, respirando o ar puro que tanto apreciava.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ao mesmo tempo, Noelle organizava as coisas na cozinha junto à Sora, o cozinheiro chefe da embarcação — Eu soube que vocês terão uma missão bastante difícil, não é? - puxava conversa — Bem, portanto que se mantenham juntos e unidos, tudo dará certo! - complementava, mais em forma de torcida. Destarte, o recinto ficava completamente limpo após bastante esforço e, para o orgulho da Sargento, os pratos em que a sua comida havia sido distribuída haviam voltado praticamente limpos, sem sobras, diferentemente do sopão. Era um detalhe que poderia passar despercebidos a muitos, mas não para cozinheiros, os quais botavam seus esforços nos pratos que confeccionavam. Satisfeita, voltou para o quarto e dormiu, esperando que, no próximo dia, chegassem à ilha.

[...]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No outro dia. — ILHA À VISTA! ILHA À VISTA! - o megafone que ecoava na embarcação era o suficiente para acordar a todos. O primeiro a levantar foi D'Capri, o qual já tinha uma visão da ilha e da situação. Em seguida, os seus companheiros se arrumavam apressadamente — TODOS OS MARINHEIROS, EM POSIÇÃO. PARA O CONVÉS E PARA A SALA DOS CANHÕES! MÃOS À OBRA! - a voz era da Capitã Kokai, a qual convocava a todos. O dia já tinha amanhecido à todo o vapor e, para piorar, o som de bolas de canhões levantando colunas de água ecoavam do lado de fora; uma das balas acertava um dos mastros, fazendo um som ensurdecedor de uma das estruturas de madeira caindo sobre o próprio navio. Todos estavam sumariamente perdidos. Do convés, podia-se ver um porto, mais distante; dele, um navio havia engajado em combate com o navio da marinha. O local começava a se movimentar, dando indícios que outros navios também se juntariam ao combate — O MARINHEIRO QUE DORMIU EM SEU POSTO DE OBSERVADOR IRÁ SE VER COMIGO! SOLDADOS, TODOS A POSTOS! ISSO É UMA EMERGÊNCIA! - a Capitã continuava a gritar — DISPAREM OS CANHÕES! NÃO FICAREMOS PARA TRÁS! - ordenava.





¹ Me informaram que a Asuna acaba suas frases com "sabia?". Como só soube depois, acrescentando isso agora.

Aracne (6/6)

Off

Bem-vindos à Grand Line!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ficha - Karyo Shen, Ceifador Branco
I - Goatman Kill Streak
II - Do Espírito das Leis
III - [Divine Tools] Juntando as peças!
IV - Diante da Lei
V - Zarpando para Utopia!
VI - Caos em Utopia!
VII - [LB] O Florescer de Utopia
VIII - [LB] O Florescer de Utopia II
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptyQua 27 Nov - 15:26



Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!

Noelle Eisenhower
Estamos sendo atacados antes mesmo de desembarcar, o que me fez tomar um tremendo susto pois acreditava que existiam apenas aranhas fedorentas na ilha. Exceto se elas aprenderam a navegar e usar canhões, uma cena terrível que decidi apagar da cabeça para me concentrar nos ataques inimigos. — Ma-mas já estamos sendo mal recebidos? — Questionava enquanto tentava me manter de pé sem perder o equilíbrio nas prováveis balançadas que a embarcação estivesse sofrendo devido os tiros de canhão. Se algum deles viesse na minha direção ou qualquer outro objeto que fosse, faço questão de me jogar para o lado oposto sempre que possível realizando um rolamento no convés para depois voltar a ficar de pé. A essa altura dos acontecimentos já havia largado meus utensílios de medica e cozinheira para então sacar Chronophantasma em mãos e tentar mirar na direção de onde os inimigos nos atacavam. — Espero conseguir alcança-los daqui. — Dizia esperançosa de que seria capaz. De certo que nem sabia quem eram, mas que precisavam ser parados e para tal mirar com minhas duas armas no alvo que estivesse em posse do canhão seria o objetivo. Dois disparos seriam feitos de minhas armas, uma de cada, caso tivesse visão do oponente um tiro seria na altura do peito e outro do tórax, mas poderia muito bem acontecer dele estar por trás do canhão se escondendo, então ambos seriam no que estivesse de fora da sua cabeça. E se fosse daqueles canhões que ficam no centro do barco com apenas uma janelinha como visão, minha mira seria um pouco acima do canhão nem que fosse para atravessar a madeira. Aproveitava para dizer aos demais marinheiros a quantidade de inimigos se a minha visão aguçada os tivesse avistado. — Estou contando X inimigos abordo, tomem cuidado! — Dava a informação depois dos primeiros disparos, depois prosseguia tentando me posicionar melhor, agora no canto da embarcação, tanto para me proteger quanto para mirar com meu rifle e tentar atingir outro alvo ou o mesmo se este não fosse abatido antes. Quem sabe com a precisão do rifle o meu exito em derrubar algum oponente seria um sucesso, um tiro na cabeça seria então feito. E caso fosse necessário abandonar o navio literalmente; pego minhas coisas e até mesmo puxo algum marinheiro ferido junto e pulo no mar mesmo não sendo uma boa nadadora, claro que esperava que Kokai desse a ordem para tal e não fosse teimosa como achava que ela é. E mesmo se os barcos estivessem próximos não pretendia pular para onde os inimigos estão já que para uma atiradora seria mais propicio ficar longe deles e suar armas de curto alcance caso tivessem...

Noelle Eisenhower


Créditos: Julian D'Capri & Noskire



Objetivos e Informações:
 



Meu Histórico escreveu:

Nome: Noelle Eisenhower
Localização: Lvneel
Post: 09
Ferimentos:
Perdas: 30k
Ganhos:
kit gastronômico:
 
NPC/PLAYER: Capitã Kokai.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 19
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptyQua 27 Nov - 22:29




Jantar a luz de chumbo! O amanhecer vigoroso
Julian D’Capri

Talvez ainda próximo o suficiente do trio de irmãos o médico teria escutado sua apresentação e podia ter visto também o esporro que todos levaram da irmã mais nova de Noskire, as vantagens de ser mais nova, escutando falar do faltante, William, o sargento relembrava-se a conversa que teve com a Tenente em Lvneel, pelo tom de voz que ela usara é mais provável que o Feurbach continue em repouso, seria também melhor para sua recuperação, de qualquer forma agora aquilo não era algo para se comentar ou preocupar.

Outro adendo dado à atenção do samurai foram os comentários de sua amiga, “Peixe gato de Ágata” de onde ela poderia saber tanto de peixes? Como saberia distingui-los tão bem? Essas eram realmente surpresas.
"Será que Ágata foi uma pessoa ou lugar?" - Perguntava-se. "Apenas espero que não me dê mais má sorte." - Pensava, finalizando sua sessão de auto-comentários.

Após, ou durante, o tempo de janta deveria ser evidente que a superior não deveria querer dizer nada, apesar da situação em si já ser de confundir muito a cabeça do recém sargento, ele esperava uma reunião, um esporro ou qualquer outra coisa, menos isso, realmente parecia um encontro, tirando esse fator o marinheiro gostaria de comentar algo, talvez entender um pouco mais do que é sentir o máximo de sua vida, talvez o comentário pudesse não ser respondido ou ignorado, mas o loiro o faria mesmo assim.
- Do que a senhorita gosta capitã?

Independente de ser respondido ou não assim que terminasse a refeição o espadachim se retiraria e curvaria-se, agradecendo pela refeição e pegando o dinheiro com sua saída, mesmo sem saber o que fazer com ele, para falar a verdade ele nem mesmo queria o ter pego.
"O que será que eu compro pra ela? Será que se eu comprar ela vai ficar mais chateada? Sinceramente acho que se tivesse deixado o dinheiro lá ela teria me fuzilado de verdade." - Suspiraria ao final de seus múltiplos pensamentos. - Espero que ela não me odeie…

Enquanto estava absorto em pensamentos de como presentear e amenizar a raiva da capitã Kokai seu corpo sofre de um abalo incomum como se um corpo houvesse esbarrado no seu, o que realmente deveria ter acontecido já que o marinheiro simplesmente deixou seu corpo se guiar e andar pela embarcação, porém o abalo foi controlado por suas pernas então não foi algo severamente grave e analisando a situação não foi um esbarrão propriamente dito, apenas Asuna e uma alegria anormal.
- Ah Asuna, é você… - Comentaria aliviado por não ter esbarrado com um estranho. - Foi tudo bem, continuo inteiro. - Julian achava melhor não comentar sobre o jantar, pois sentia que a capitã poderia ficar ainda mais chateada com ele. - É bom que descansem bastante, teremos um grande dia. - O jovem falava para ambas as jovens, já imaginando que a viagem estava no fim e se despedindo, partindo para um outro local mais aberto e tranquilo.


Infelizmente o dia começou da pior forma possível, dessa vez o despertador não foram balas e sim gritos vindo de um megafone.
- Não se pode nem mais dormir em paz… - Resmungava o marinheiro levantando e piscando os olhos repetidas vezes para poder acordar apropriadamente. - Já chegamos? - Indagaria-se surpreso ao ver a ilha, vantagens e desvantagens de dormir no convés.

Para piorar, e completar, a infelicidade de mais um começo de dia desastroso o som característico de balas de canhão vinham até os ouvidos de D’Capri, era fácil reconhecer aquele barulho e provavelmente seria o que mais ouviriam daqui para a frente, no momento o sargento ainda tentava se localizar apropriadamente, sem tempo até para respirar uma bala irrompe o cenário e estoura um dos mastros, o barulho da madeira se rompendo é ensurdecedor e a cena não deveria ser nem um pouco agradável.

Ordens eram dadas e como o samurai já estava no convés ele decidia por lá ficar, era bem mais confortável do que ter que correr para outra área, apesar de estar igualmente preocupado, o importante agora era reagir contra o barco que já estava próximo, mas ele não sabia como, talvez do jeito mais simples, atirando com os canhões, sem ter qualquer instrução de como se usar aquilo ele sentaria-se no chão.
- "Mais ajuda quem não atrapalha", prefiro esperar explicações de como manusear isso.

O médico sabia que ali não era sua área de ação, portanto esperaria algum marinheiro mais experiente aparecer para ele ajudar ou aprender a manusear aqueles grandes tambores metálicos, ou então lhe dar outra instrução para seguir, a única coisa que ele poderia fazer no momento era esperar.
- Eu sou o cara das espadas, não canhões… Se eu soubesse navegação não precisaria estar aqui… - Reclamava consigo.


Histórico:
 

Compras:
 

Ferimentos:
 

Palpites:
 

Objetivos:
 



Créditos: Julian D'Capri e Noskire


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por jonyorlando em Qui 28 Nov - 0:37, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Noskire
Sargento
Sargento
GM.Noskire

Créditos : 48
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptyQua 27 Nov - 22:48


Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Havia acordado mais animado do que o costume. Havia se tornado um Sargento há dois dias e no dia anterior havia conseguido tantas coisas que era difícil lembrar de todas: Uma missão em grupo com diversos marinheiros interessantes — E sua irmã também, obviamente! — para a Grand Line, um novo conhecimento, a fabricação de perfumes — e odores podres também! —, havia se divertido com a pescaria, com a conversa com seus companheiros e tido uma ótima refeição noturna.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Sendo assim, hoje, quando finalmente chegasse a primeira ilha da Grand Line, tudo seria ainda melhor. Alguém, o qual não conseguiu reconhecer a voz, comunicava que a ilha já estava a vista e o marine ficou ainda mais animado. O que poderia dar errado, não é mesmo? O som de explosões e do que provavelmente fosse o mastro do navio se partindo em dois foram resposta o suficiente para o Sargento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]ELICIA!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ainda durante o grito, partiria em direção ao quarto da sua irmã. Caso ela não estivesse lá, correria pelo navio gritando por ela e parando qualquer um que passasse pelo seu caminho, indagando se eles haviam visto uma garota baixinha, loira, de cabelos e expressão angelical, além de mostrar uma das várias fotos dela que o marine carregava com si. — Provavelmente usando um vestidinho rosa ou com um mini uniforme da marinha, não? — A procuraria de cima a baixo, até encontrá-la, ou não pararia de procurá-la, caso contrário.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Com a sua irmã, se abaixaria e deixaria que a mesma se agarrasse as suas costas — Precisaria das suas mãos livres e não a deixaria andar largada ao seu lado, com receio de se afastarem e não perceber. Seguindo as ordens de sua capitã, seguiria em direção à sala dos canhões, onde imaginava ser mais seguro do que o convés. "Que Rhosta permita!"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Lembrando-se da outra vez em que seu navio foi atacado¹ e de como sua irmã havia ficado assustada, comentou: — Ok, já passamos por isso antes! Os Gobblers atacam novamente, mas a pequena Elicia e seu Guardião avançam para impedí-los! — Da última vez, havia a chamado de Lyra, o nome da protagonista do livro, mas agora usou o nome da irmã. Também havia se denominado apenas de Guardião, o que era verdade, ao invés de se chamar Pantalaimon, o nome do animal protetor da tal Lyra. Embora partisse seu coração, sabia que sua irmã não poderia viver na fantasia para sempre e era melhor que ela aprendesse sobre o que havia de errado no mundo aos poucos do que de uma vez, como havia acontecido com o jovem Noskire.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Enquanto corria para a sala dos canhões, se passasse por algum dos soldados, diria simplesmente: — Siga-me! — Se visse o médico Marcel, diria: — Adoraria tê-lo ao meu lado, mas você é um membro importante e será mais útil ao lado da Capitã do que ao meu lado! — Apertaria a mão do homem e seguiria em frente, desejando-o sorte. Se viesse a encontrar Julian, Noelle, Asuna ou a Capitã, apenas os informaria: — Estou indo para a sala dos canhões! — Se algum deles quisesse o seguir, agradeceria enormemente, continuando a correr com sua irmã agarrada às suas costas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Chegando ao seu destino, iria até algum canhão desocupado, olhando pelas aberturas em busca do navio atacante. "Que seja apenas um!" Se posicionando em algum canhão, verificaria primeiro se ele já estava carregado e, caso não estivesse, procuraria por uma bala para carregá-lo. Se algum soldado tivesse o seguido, diria, apontando para o navio inimigo: — Ali está nosso inimigo! Eles querem nos impedir, HÁ! Mal sabem que a Justiça é imparável, incansável e invencível! Carreguem os canhões e vamos detonar com esses esc—patifes! — Trocou o xingamento no último minuto, lembrando-se que a sua irmã ainda estava agarrada às suas costas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Caso houvesse mais marines do que canhões, diria: — Os mais fortes carregam e os mais habilidosos atiram. Vamos, vamos! — Neste caso, levando em consideração a sua pontaria razoável, ficaria no time dos carregadores. Após os canhões serem carregados, gritaria aos demais (se houvesse alguém além dele ali): — Mirar… Preparar… FOGO! — E acenderia o curto pavio do canhão, tampando os ouvidos e firmando a sua base para evitar ser derrubado. Ficaria de frente para o canhão para tentar proteger, ao menos um pouco, a sua irmã da pólvora e do estrondo. Independente do navio persistir ou não, gritaria: — Recarreguem! — E seguiria a própria ordem. Observando pelas frestas a movimentação do inimigo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Caso atirassem novamente contra o navio da marinha e o Sargento percebesse antes do impacto, gritaria para seus companheiros: — Preparem-se para o impacto! — Com um movimento de mãos e quadril, puxaria a sua irmã das suas costas e a colocaria à sua frente, aproximando-se de alguma pilar e deixando-a entre si e o pilar, abaixando-se e usando seu corpo como um escudo para ela, agarrando-se ao navio como se a vida de ambos dependesse disso, o que não era bem uma mentira.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se surgisse algum vazamento ou algo importante ocorresse, ordenaria a algum soldado: — Você! Avise a Capitã sobre o ocorrido! — Caso não houvesse nenhum soldado para o qual ordenar, esperaria pelo fim do combate para avisar sua superior.



Legenda:
Narração (#FFFFFF)
"Pensamento (#FF970B)"
Fala (#3399FF)
Fala da Elicia (#C7B299)


Histórico:
 

Objetivos:
 

OFF:
 



Créditos: Julian D'Capri e Noskire

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Noskire M. Hughes
[Extra] — Elicia's Diary

Aventuras:
Bolero of Fire
Megalovania
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!
Busca Implacável
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 46
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptySab 30 Nov - 17:59

Narração


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Os Sargentos, acordados no calor do momento, de forma desesperadora, eram obrigados a reagir tão rápido quanto podiam. O primeiro a fazer alguma coisa era Noskire, levado ao extremo desespero ao pensar em sua pequena irmã, o que o levava a bater na porta das garotas. Todavia, antes que pudesse fazê-lo, a porta se abria abruptamente, jogando-o para trás. De lá, Noelle e Asuna saiam nas pressas, correndo pelos corredores — O que está acontecendo?! Estamos sob ataque?! - Asuna indagava, não dando muito tempo para Hughes responder, sumindo do corredor ao ir em direção ao convés. Lá no quarto, não havia mais ninguém, Elicia estava desaparecida.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ao menos, foi o que Noskire percebeu. Logo, ao perceber seu irmão, a garotinha saia debaixo da cama e ia correndo em sua direção, abraçando as suas pernas, enquanto chorava demasiadamente — Está acontecendo de novo?! - choramingava, bastante aflita. Decerto aquele não era um ambiente para uma criança indefesa estar. Era um fardo que o Sargento Hughes devia arcar. E, colocando-a em suas costas, ele suportava esse ônus, como já havia decidido.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No caminho, à metade do corredor, Noskire se deparava com o médico Marcel carregando um marinheiro na maca, junto a um dos irmãos Feurbach - provavelmente Ulrich, pelo que se lembrava. O marinheiro ferido estava com um lesão grave em sua perna, a qual foi causada por um objeto muito pesado - o qual depois viria a descobrir ser o mastro — Vá com o Sargento Noskire! Eu cuido daqui pra frente, a enfermaria é logo ali! - o médico insistia, colocando a maca no chão e o arrastando — Vá! O navio precisa ser defendido, senão haverão ainda mais feridos! - clamava.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No caminho, Ulrich havia encontrado o seu irmão Thomas, o qual imediatamente se juntou a Noskire, que se dirigia à sala dos canhões. Lá, encontrou, também, Adam Feurbach, o último dos irmãos que estava presente no navio. Proativo, ele já estava preparando as balas de canhão — Sargento Hughes! As ordens, por favor! - dizia, com uma bola de canhão na mão, recarregando a arma assim que instruído pelo Sargento — Irmãos, vocês escutaram o Sargento! Mãos à obra! - o irmão mais velho tocava a ordem, auxiliando Noskire, ao qual Elícia se agarrava com todas as suas forças — JUNTOS! VAMOS BOMBARDEÁ-LOS AO NOSSO JEITO! - os irmãos se uniam, disparando os canhões ao mesmo tempo. Naquele momento, apenas os três e o Sargento encontravam-se na sala. Os três disparos eram feitos — NÃO PERCAM O RITMO! MAIS UMA VEZ! - os mais novos, além da autoridade exercida por Hughes, também tinha o irmão mais velho em alta vista, o que facilitava a disciplina.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Enquanto isso, Noelle e Asuna já haviam chegado ao convés, encontrando D'Capri no local — O que você está fazendo, Julian?! - Asuna se enraivecia e corria a pessoas pesados em direção ao marinheiro, dando um forte tapa em sua face, com o rosto vermelho - que nem o seu consequentemente ficava — Perde o juízo?! Não é hora de ficar com suas mesmices! Seus companheiros estão em perigo! - era verdade, se Julian parasse para observar o arredor com mais atenção, até mesmo já haviam marinheiros feridos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Noelle era a primeira do grupo a tomar a iniciativa e, por contra própria, mirava no distante navio com suas Chronophantasma. A sua visão aguada lhe guiou para o sucesso e logo o outro lado também tinha perdas. Infelizmente, a distância ainda era grande e apenas um dos tiros era bem sucedido. Todavia, dos onze inimigos que ela havia contado e passado o relatório, agora sobravam apenas dez. Ou menos. Bolas de canhão quebravam o navio, arrancando enormes pedaços de madeira da carapaça da embarcação e levando consigo tudo que havia à frente. O caos estava grande demais para calcular propriamente, mormente porque novos homens apareciam do interior do navio. Não fosse suficiente, dois novos navios se aproximavam deles, enquanto outros quatro fugiam para os lados - pelo porte dos mesmos, não passavam de navios mercantes.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Diante da situação, a Capitã Kokai era clara e direta — NOSSO MASTRO FOI QUEBRADO, SEGUIREMOS EM FRENTE, EM DIREÇÃO AOS NAVIOS! PRECISO DE MAIS SETE MARINHEIROS NA SALA DOS CANHÕES! OS DEMAIS, VENHAM AO CONVÉS! LEVEM OS FERIDOS À ENFERMARIA! PREPAREM-SE PARA O COMBATE FRONTAL! ESTAMOS EM ROTA DE COLISÃO, NÃO IGNOREM ESSA POSSIBILIDADE! PREPAREM AS PRANCHAS, IREMOS INVADIR OS NAVIOS INIMIGOS! - a ordem não podia ser mais escancarada. E assim, à medida que o navio se aproximava, sob a chuva de balas de canhões, que sacudiam o navio por completo, a embarcação da marinha passava no meio de dois navios, enquanto o terceiro estava à frente — MARINHEIROS! É HORA DE INVADIR! - as grandes pranchas eram colocadas, ligando os navios por um curto momento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Era, definitivamente, o momento mais aterrorizante. A chuva de balas era devastadora e, na sala dos canhões, Noskire via as paredes serem arrebentadas e os destroços os atingirem por tabela. Ninguém saia ileso, ainda que não levassem um disparo propriamente dito. Os irmãos Feurbach tinham ido ao chão, tentando se recompor do abalo, assim como o Sargento Hughes. No convés, ficava nítido que a Capitã não fora a única a pensar em invadir o navio inimigo. Assim, os piratas vinham do alto, caindo no navio por meio das cordas que os lançavam de uma embarcação à outra, brandindo suas lâminas e disparavam suas pistolas contra os marinheiros. Haviam chegado, sem sombra de dúvidas, ao porto ilegal de Aracne, sob a melhor recepção possível!





Off

Como avisado no Discord para os jogadores, irei adotar um sistema interno de Inspiração, o qual servirá para motivar e recompensar os jogadores. Funcionará da seguinte forma: quando um post de vocês for melhor que a média dos seus antigos posts, em razão da criatividade, inovação, coerência, desenvolvimento, interpretação, quando fizerem algo muito legal, afins, darei um ponto de Inspiração, o qual poderá ser usado para: 1) rolar um dado novamente em nossos mini-jogos; 2) maior chance de sucesso em determinada ação; 3) melhores recompensas ao final da aventura (na verdade, isso acaba sendo consequência). Tudo isso observado o bom senso, claro!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ficha - Karyo Shen, Ceifador Branco
I - Goatman Kill Streak
II - Do Espírito das Leis
III - [Divine Tools] Juntando as peças!
IV - Diante da Lei
V - Zarpando para Utopia!
VI - Caos em Utopia!
VII - [LB] O Florescer de Utopia
VIII - [LB] O Florescer de Utopia II
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Noskire
Sargento
Sargento
GM.Noskire

Créditos : 48
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 22/02/2012
Idade : 28
Localização : Limbo

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptySeg 2 Dez - 22:21


Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O impacto jogou os marinheiros ao chão enquanto farpas voavam em todas as direções. Curvou-se sobre a sua irmã, tentando protegê-la da melhor forma possível, sentindo os pedaços de madeira chicotearem as suas costas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Você está bem?! — Gritou para a garota, tenso como a corda de um arco! Olhou ao redor e viu seus companheiros tentando recuperar o equilíbrio, enquanto ele próprio fazia o mesmo. Pelas janelinhas a frente de cada canhão, era possível ver os dois navios inimigos que os haviam cercado. Também podia ouvir o som de combate mais acima, no convés.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O fato de ser um Sargento, de ser o superior e responsável por aqueles irmãos, finalmente caiu sobre seus ombros. Pela primeira vez tinha a vida de seus companheiros em suas mãos e aquela pressão congelou seu corpo e mente. "Rhosta... me ajude!" Nobert e Julius voltaram à sua mente, dois companheiros mortos em combate, dois companheiros os quais não pôde salvar. Olhando para os três irmãos à sua frente, imaginou se eles teriam o mesmo fim...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Tch! CHEGA DESSA MERDA! — Gritou para si mesmo, dando tapas no próprio rosto. Era hora de contra-atacar aqueles piratas canalhas, egoístas e vis, poderia lamentar a vontade depois de vencerem!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]PREPAREM OS CANHÕES! — Ordenou, sentindo seu coração bater a mil. Retirou de um de seus bolsos o Tone Dial lhe dado pelo místico TrêsDê e o entregou a Elicia. — Quando dispararmos os canhões novamente, quero que você aperte esse botão, ok? Pode nos ser útil depois! — E, apesar de realmente acreditar em uma futura utilidade para aquilo, queria mesmo tirar a atenção da garota para o caos da situação. Nada melhor do que uma pequena missão para fazê-la esquecer dos perigos daquela aventura, não é mesmo?

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ajudaria os soldados a recarregarem os canhões e, se mais ajudantes aparecessem, pediria ajuda de todos. Após carregarem, diria: — VAMOS ATIRAR PRIMEIRO DO LADO DIREITO, DEPOIS DO OUTRO LADO! VAMOS SACUDIR ESSES PALHAÇOS! — Correria para o lado direito, o estibordo do navio, e olharia para a sua irmã, indicando-a que sua parte viria em breve. — PREPARAR! FOGO! — Esperaria pelo BOOM, firmando a base e segurando sua irmã com a esquerda, enquanto usaria a mão direita para ajudar no equilíbrio.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Assim que o navio se estabilizasse, correria para o outro lado, o bombordo, e esperaria que os soldados fizessem o mesmo, apressando-os se necessário. — PREPARAR! FOGO! — E, logo após os disparos: — RECARREGAR!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se mais marinheiros chegassem, alocaria-os de forma a cada marine ficar responsável por um canhão. No caso de haver mais marinheiros do que canhões, dividiria-os entre carregadores e atiradores, ordenando: — GRUPO UM, CARREGUEM O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL, ATÉ SEUS BRAÇOS CAÍREM! GRUPO DOIS, ATIREM A VONTADE! — No caso de algum dos navios inimigos fugir ou ser destruído, iria focar os ataques no outro.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se algum superior aparecesse, como a Capitã, passaria seu comando para ela sem hesitar e obedeceria as ordens que viessem da mesma. Se algum inimigo invadisse a sala dos canhões, seja vindo do convés ou por alguma brecha criada pelos canhões, correria em sua direção, gritando: — FEURBACH, PROTEJA ELICIA! INIMIGO INVASOR! — Usaria o sobrenome por não lembrar os nomes dos irmãos presentes, sem contar que preferia os três irmãos a protegendo do que apenas um.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Quando próximo do invasor, deixaria seu corpo avançar na inércia, dobrando seus joelhos para baixar seu centro de gravidade e, consequentemente, a sua cabeça. Girando o tronco, atacaria com um gancho de esquerda alvejando as costelas, seguido de um upper de esquerda mirando o queixo e um direto no rosto. No caso de não nocautear o oponente logo de cara, avançaria sobre ele com socos alternados alvejando hora o tronco, hora o rosto, sempre buscando atingir pontos vitais como queixo, têmpora, rins, baço…

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se mais inimigos aparecessem, apontaria para o canhão mais afastado deles e com balas de canhões próximas. — DOIS CARREGUEM E ATIREM, OS DEMAIS PROTEJAM-OS! — Se possível, correria na direção apontada e se uniria ao grupo dos defensores.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]No caso de ser atacado, iria focar na movimentação, no intuito de se manter sempre além do alcance do oponente. Se isso não bastasse, tentaria sempre esquivar indo na direção oposta ao ataque. (Golpe horizontal alto, se abaixaria. Golpe horizontal baixo, pularia. Golpe na vertical ou estocada, iria para o lado com mais espaço livre. Golpe na diagonal, iria se curvar e dar um rápido passo para passar por baixo do golpe) Sempre que possível, contra-atacaria após cada esquiva, deixando os golpes fluírem sem pensar muito em como ou onde atacaria, tentando ser imprevisível e, assim, pegar seu oponente desprevenido.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se o invasor fosse algum atirador, buscaria nos arredores qualquer coisa que pudesse usar de escudo, como a tampa de algum barril ou até mesmo alguma lasca de tamanho razoável desprendida durante o combate marítimo. Colocando o objeto a sua frente, correria em linha reta até o inimigo, fazendo o possível para ignorar a dor de possíveis tiros que viessem a atingi-lo. Só pararia após atropelar o oponente com o seu escudo improvisado, atacando-o com socos alternados alvejando seus pontos vitais. Se não visse nada que pudesse usar como escudo, curvaria seu tronco e fecharia sua guarda, avançando rapidamente, mas ainda em linha reta. Moveria sua cabeça constantemente para os lados, mas não o corpo. Não queria que aqueles atrás de si fossem atingidos!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Por fim, se a sala de canhões fosse destruída ou dominada pelos piratas, gritaria: — RECUAR! RECUAR! VÃO PARA O CONVÉS!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Estaria sempre atento a sua irmã e, de preferência, sempre perto da mesma. Se algo ameaçasse a sua saúde, abandonaria o que estivesse fazendo e correria em sua direção sem pensar nas consequências. Se precisassem recuar e algum marine ficasse para trás, jogaria a sua irmãzinha para algum marine à sua frente e voltaria para ajudar seu companheiro, fechando a porta da sala dos canhões, se fosse o necessário para impedir que seguissem sua irmã e os demais marinheiros. — VEM PRO PAU, SEUS PUTOS!



Legenda:
Narração (#FFFFFF)
"Pensamento (#FF970B)"
Fala (#3399FF)
Fala da Elicia (#C7B299)


Histórico:
 

Objetivos:
 



Créditos: Julian D'Capri e Noskire

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Noskire M. Hughes
[Extra] — Elicia's Diary

Aventuras:
Bolero of Fire
Megalovania
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!
Busca Implacável
Voltar ao Topo Ir em baixo
Noelle
Soldado
Soldado
Noelle

Créditos : 40
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 02/12/2012

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptyQui 5 Dez - 17:28



Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!

Noelle Eisenhower
O que antes estava sendo uma batalha naval com troca de tiros de canhão, agora começava a virar um combate direto depois que as pranchas foram baixadas de uma embarcação para outra. Isso me fazia refletir que não podia mais ficar recuada e acuada no nosso navio, então ir até os piratas seria a melhor coisa que poderia fazer. Porém, me vinha a ideia de que antes mesmo de pisar no barco inimigo seria bom derrubar com alguns disparos aqueles que subissem nas pranchas, eles estão em uma área estreita e difícil de esquivar de projéteis certo? Então erguendo Chronophantasma e mirando nos alvos inimigos que surgiam na prancha os tentava derrubar com disparos na altura do tórax. — Darei cobertura de trás rapazes! — Grito em meio aos disparos que eram realizados. Logo em seguida também acompanhava os marinheiros para nossa invasão, e enquanto acelerava o passo com minhas armas em mãos; tomaria cautela para se avistasse um disparo ou algo semelhante vindo em minha direção iria de imediato me agachar para evitá-lo. Mas se fosse um ataque abaixo da cintura busco esquivar fazendo movimentos para trás  pois não queria andar para os lados e correr o risco de cair na água. Tentar evitar esbarrar em alguém também era importante… Se por azar houvesse caído na água, usando minhas armas como apoio para as mãos como uma boia vou batendo os pés até chegar na embarcação mais próxima e tentar subir nela por escadas ou não sendo possível decido ir para a praia da ilha… Mas chegando no barco inimigo aproveitaria toda confusão para correr pelas beiradas até um local alto, que poderia ser o próprio mastro do navio no qual se tivesse escadas o subiria para de lá ficar mirando e atirando nos oponentes logo abaixo de meus pés... Falando em pés, se algum inimigo os puxasse em minha subida tento me desvencilhar do sujeito com chutes e pontapés enquanto atiro nele com uma mão e mantendo a outra agarrada na escada do mastro para não cair. — Larga meu pé chulé! — Praguejava contra o inimigo. Quando onde estou ficasse mais perigoso não exitaria em saltar para longe em uma cambalhota ao atingir o chão e voltar a ficar de pé para sair em disparada para trás de algum objeto onde ficaria segura, e se o navio dos oponentes estivesse afundando apenas decido retornar para o dos marinheiros ou seguir para onde nossa capitã disser que devemos ir.    

Noelle Eisenhower


Créditos: Julian D'Capri & Noskire



Objetivos e Informações:
 



Meu Histórico escreveu:

Nome: Noelle Eisenhower
Localização: Ilha Aracne - Grand Line
Post: 10
Ferimentos:
Perdas: 30k
Ganhos:
kit gastronômico:
 
NPC/PLAYER: Capitã Kokai.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
jonyorlando
Sargento
Sargento
jonyorlando

Créditos : 11
Warn : Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 19
Localização : Grand Line - 2º rota - Ilha Aracne

Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 EmptySeg 9 Dez - 20:26




A infelicidade da guerra! Banho de chumbo!
Julian D’Capri

Apesar do tapa e da dor Julian não se zangaria com Asuna, sua amiga deveria querer o melhor para ele e se quisesse o matar poderia ter feito antes, ela teve chances para, seus olhos rondariam o convés por completo, provavelmente vendo, em meio a destruição, pessoas feridas e madeira retorcida, pelo chumbo das balas ou qualquer outro tipo de consequência vinda dos ataques inimigos, ele já havia estado em uma situação parecida e talvez por isso que seu corpo responderia tão rapidamente, o marinheiro perguntava-se o porquê havia sido tão imprudente nesse momento, se ele já conhecia tal situação, porque nada o fez? De qualquer forma pensamentos não salvariam nada.

Movendo seu corpo o médico rapidamente tentaria cumprir sua missão primária, salvar seus companheiros feridos e poupá-los do campo de batalha.
- Vou tomar a dianteira, vocês duas devem saber o que fazer... Perdão pela demora.

Ao terminar seu pedido de desculpas o sargento rapidamente correria até as pessoas mais próximas, já sacando uma de suas espadas (Teinei), que poderia ser tanto usada para limpar caminho, quanto para defender-se de inimigos, Julian tinha a intenção de salvar os feridos, ou pelo menos os tirar do combate, para que não sejam executados.

Ataques de espada ou armas brancas seriam mais fáceis de defender, já que é a área de combate do loiro, ele esperaria seu oponente atacar para então poder fazer um movimento defensivo, aparando o golpe como pudesse, ataques de cima para baixo seriam defendidos com a espada na horizontal e reta, ataques diagonais seriam defendidos com o mesmo estilo de ataque porém em direção oposta, ataques horizontais pelas laterais, ou não, seriam defendidos com a espada na posição vertical sendo posta contra a trajetória do ataque, estocadas seriam defendidas com golpes ao longo da arma inimiga para desviar a trajetória do ataque, caso defesas não pudessem ser feitas então o samurai tentaria usar sua agilidade e esquivar, jogando seu corpo na direção contrária ao golpe.

Se a arma, contra a qual estivesse lutando, fosse algo pesado, como um machado ou alabarda e até mesmo lança, então o marinheiro esperaria o ataque para então golpear a arma pelas costas, na tentativa de forçar que a mesma fincasse no chão/madeira, a prendendo ali e “desarmando” seu oponente momentaneamente, na tentativa de conseguir uma abertura para eliminar seu inimigo, defender ataques de armas desse tipo não seria uma boa ideia já que poderia prejudicar sua espada ou então a quebrar, então o espadachim tentaria se focar mais na esquiva e ataques, para desviar a trajetória do golpe inimigo, do que defesas diretas.

Se apenas uma espada não fosse o suficiente para lutar contra um pirata, ou mais de um, o espadachim desembainharia outra de suas espadas para o ajudar, a empunhando na outra mão e podendo aumentar tanto a quantidade de seus ataques, quanto de suas defesas, e graças a sua ambidestria Julian poderia ser capaz de lutar contra mais de um inimigo, talvez conseguindo com mais facilidade defender algum ferido. Sacar uma segunda espada também poderia ser uma tática para surpreender o inimigo e o atacar com a segunda lâmina, podendo trazer a vitória para o lado do samurai.

Contra armas de fogo não haveria como lutar, apenas esquivar, D’Capri sempre tentaria manter-se atento para onde a arma estaria sendo apontada, desta forma ele poderia ter uma chance de tentar prever a trajetória do disparo e de tal maneira prevenir-se de ser alvejado. Sempre que pudesse o marinheiro esconderia-se atrás de destroços ou do que pudesse usar de cobertura, usando de corridas, saltos e rolamentos se necessário, ele não é um acrobata então as usaria como pudesse e sempre para chegar mais rápido a uma proteção. Se tivesse a chance o loiro eliminaria os usuários de armas de fogo com sua espada.

Ao chegar para salvar alguém o médico diria:
- Perdão pela demora, estou aqui para ajudar.


Histórico:
 

Compras:
 

Ferimentos:
 

Palpites:
 

Objetivos:
 



Créditos: Julian D'Capri e Noskire


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aventuras:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!   Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line! - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cortes, Tiros e Socos, rumo a Grand Line!
Voltar ao Topo 
Página 4 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 9, 10, 11  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: