One Piece RPG
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Phantom Blood
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor Licia Hoje à(s) 02:53

» Escaping Mean! Run Ria, Run!
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 02:29

» [LB] O Florescer de Utopia III
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor Vincent Hoje à(s) 01:08

» As mil espadas - As mil aranhas
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 00:42

» Noskire M. Hughes
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:28

» Yami Sukehiro
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:22

» Yami Sukehiro
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:21

» [Ficha] Kuze Kyoji
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:43

» Vivian Strongwill
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:37

» The One Above All
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 23:18

» II - Growing Bonds
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:41

» Busca Implacável
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 22:07

» Do ferro ao aço
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor Anjodk Ontem à(s) 21:42

» 1º Ato - O Despertar
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor Chaitanya Mahaprabhu Ontem à(s) 21:39

» MINI - Abraço de Urso
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 20:34

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 20:24

» Fanalis B. Ria
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 20:19

» Enuma Elish
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 20:12

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor JaponeisLK Ontem à(s) 19:54

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Emptypor Pippos Ontem à(s) 19:53



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Blaze IV: O Voo da Águia

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptyTer 21 Maio 2019, 16:16

Relembrando a primeira mensagem :

Blaze IV: O Voo da Águia

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Kaleb Blaze. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ficha | Aventura

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: Regras | Mudanças Importantes | Crie seu Personagem | Mini-Aventuras
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas


Data de inscrição : 12/03/2016

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptyQui 30 Maio 2019, 11:23

Blaze IV: O Voo da Águia


A chuva  castigava a beirada da escuna, a correnteza nos arrastava pela reverse como se fossemos nada, a força da natureza era implacável, o barco balançava ferozmente de um lado para o outro, sendo difícil manter em pé, me agarrava onde podia para não cair, e nesse turbilhão ainda seguia as ordens de Drake que lutava para manter a Águia voando de forma correta. O clima mudava tão rápido como o humor de uma mulher, da saída tranquila de Lvneel, nos encontrávamos agora numa correnteza que parecia querer nos matar, e possivelmente iria, se não tivéssemos um bom barco um navegador.

Lutava contra as adversidades, andando de um lato para o outro, subindo no mastro, recolhendo as velas, tudo que Drake ordenasse, tentaria fazer – So mais um pouco, ande com isso – ordenaria para a dupla que como eu, não sabia absolutamente nada sobre navegação, estávamos a mercê do sujeito ao timão. Com o frio na espinha pela chuva gelada, não deixaria de observar o caminho que subíamos, seria a primeira e ultima vez que faria isso, tirando todo o fato de estarmos no que seria o olho do furação, era magnifico como a agua subia ao contrário, coisas estranhas que só se lia em livros, estavam agora a minha frente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... Conforme a escuna subia a montanha

Conforme a escuna subia a montanha, mais complicado parecia ficar, ou tudo estava sendo complicado e eu não sabia absolutamente nada que estava fazendo, o que seria o mais provável. Quando finalmente visse o topo da montanha, recuperaria a motivação, trazendo-a também para a tripulação – Estamos no topo – gritaria entre o barulho da chuva, da correnteza, apontando o dedo para o topo. Enquanto fazia o serviço que Drake pedisse, faria o possível para não atrapalhar os demais, usando minha noção perfeita de tempo para ordenar como deveria ser a movimentação correta, para que não nos trombássemos no convés.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Quando finalmente chegássemos no topo, agarraria em algo para não cair, olharia sobre as nuvens, caso fosse possível, ali era provavelmente o topo do mundo, a entrada para o maior mar que existia até então, e quando sentisse a gravidade nos puxando, ordenaria de forma rispida – Segurem-se – falaria mais para mim, do que para os outros, já que tudo que sobe desce, logo cairíamos novamente na correnteza e o impacto seria estrondoso, por isso, seguraria firme no que estivesse mais próximo de mim, fecharia os olhos e confiaria na escuna, era a prova de fogo.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
Pensamentos
Fala


Histórico:
 
Feitos na Aventura:
 
Objetivos na Aventura!:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 134
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptyQui 30 Maio 2019, 12:02


Narração
Lua
Localização: Reverse Mountain
Noite

Kay
A correnteza puxava aquele barco com tamanha facilidade que ficava claro para qualquer pessoa que cair resultaria em morte. A tensão de estar subindo a reverse mais a simples falta de conhecimento naval resultavam em trombadas constantes, Kay não podia deixar isso continuar acontecendo, assim começou a se guiar não só pelas ordens de seu navegador, como também pela posição de seus colegas e com sua noção exata de tempo para isso.

Não chegava a ser o fim do mundo de complicado, mas seria interessante conseguir realmente uma tripulação que trabalhasse com ele, que fosse mais habituada a navegar do que um ex-guarda que estava a sabe-se lá quantos anos num trabalho e um velho então que não fazia a mínima ideia de quanto tempo trabalhava.

Com a subida da reverse acontecendo, Kay olhava para cima sempre, esperando ver o topo, quando isto ocorreu apontou o dedo para lá e falou em alto e bom som que chegaram lá. No entanto, enquanto apontava o dedo para frente viu uma situação diferente da usual. Onde estava o topo antes, agora estava uma máscara e essa tapava sua visão. E claro que a máscara não estava sozinha, havia um homem logo ali na sua frente.

- QUE MERDA É ESSA!? - Gritou Drake e Kay pôde reparar que não era somente aquele homem mascarado que havia aparecido. Havia vários no convés. E naquele cenário, o navio chegou ao topo jogando todos para cima, Blaze conseguiu ver a Grand Line e os quatros mares por um mísero segundo antes de voltar a cair e sentir o impacto do navio na água da reverse. Estavam para descer, com vários homens diferentes no convés.


Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptySex 31 Maio 2019, 11:30

Blaze IV: O Voo da Águia



Que a Grand Line era um mar estranho, eu já imaginava e não tinha dúvida, mas quando a Águia voo e eu pude ver a junção de todos os mares, aquela cena era magnifica, inconscientemente minha boca se abria e meus olhos se arregalavam quando o barco ainda no ar começou a descer, e descer, e o cenário mais belo que já vira ficava para trás. Quando voltei minha atenção para o que realmente importa, ouvi os gritos de Drake – Que merd... – quando me virei, vi varias pessoas mascaradas no meu convés.

Realmente não sabia o que pensar, como do nada surgiu essa grande quantidade de pessoas, e quem eram essas pessoas? Pouco importa, não iria trata-los como hospedes, seriam formigas para esmagar – Cuidem do barco, eu cuido desses caras – gritaria para a dupla, apontando para recuarem – Insetos – murmuraria enquanto sacava a espada real, colocando firme na mão direita, enquanto a esquerda segurava em algo. Não iria perguntar o nome ou quem eram, eles escolheram o barco errado para se tomar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Pela chuva, imaginaria que o convés estivesse levemente molhado, por isso, com a mão esquerda daria um impulso, visando um ponto a frente onde iria apoiar. Empurrando a base, tentaria ir deslizando pelo convés com a espada na mão direita, nesse caminho efetuaria cortes horizontais em todos os corpos que estivessem no caminho, sem pestanejar ou pegar leve, firmaria as pernas para não perder o equilíbrio e abusaria da minha acrobacia para esquivar de algum possível ataque me agachando ou efetuando uma finta para o lado contrario ao golpe, enquanto a destra fatiaria qualquer sujeito.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
...  olharia sobre o ombro

Sabia perfeitamente que se caísse no mar seria o fim, por isso, enquanto escorregava, no fim do trajeto seguraria firme com a canhota em algo para não passar direto, tendo sucesso em apoiar em algo, olharia sobre o ombro vendo quantos inúteis estavam sangrando e mortos, ainda se não conseguisse segurar em nada, e fosse cair no barco, cravaria a espada no convés, fazendo uma ancora improvisada.

Tendo ou não sucesso em acerta-los, gritaria para Drake – Concentre no mar – Seria apenas um alerta para caso o sujeito tente algo que não deveria, ele tinha um único trabalho: Cuidar do Barco. Analisaria a situação, se observasse que era melhor ficar parado e deixar a correnteza derrotar aqueles homens, assim faria, me seguraria firme e o destino cuidaria do resto. Doravante, se houvesse algo urgente a ser feito, por ordem de Drake, ou algo daria errado, caminharia apoiando onde podia, e caso houvesse algum mascarado na frente, usaria a destra para perfurar seu corpo, ou pelo menos feri-lo para sair do meu caminho, e conseguir executar a ordem do navegador.

Por fim, tentaria entender como aqueles homens funcionavam, se atacavam ou apenas se defendiam, podia ser um truco de quem protegia o Farol, ou inúmeras coisas que eu jamais iria entender, então não seria correto tirar tantas conclusões, ficaria atento com a espada em mão, pronta para dilacerar qualquer coisa que quisesse, mas agora, o principal objetivo era chegar no Farol, e lá veríamos qual era a intenção desses homens.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
Pensamentos
Fala


Histórico:
 
Feitos na Aventura:
 
Objetivos na Aventura!:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 134
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptySab 01 Jun 2019, 00:11


Narração
Lua
Localização: Reverse Mountain
Noite

Kay
Kay não se assustou com os mascarados. Na verdade nenhum deles se assustou, claro que ficaram surpresos, mas assustados era outra história. Talvez pela situação que estavam, quando se entra no mar considerado o mais perigoso do mundo em uma montanha que a água sobe você não vai se importar muito com estranhos seres aparecendo em sua frente.

Kay logo partiu na direção dos mascarados já avisando seus colegas para se preocuparem somente com o navio e deixar aqueles homens para ele. O navio ia ganhando velocidade enquanto descia a montanha. Não podia vacilar e se jogando na direção de alguns homens os cortou... mas não sentiu nada. Sentiu como se eles tivessem esquivados mesmo sem fazerem qualquer movimento. Caindo no chão se segurava como podia e já partia na direção deles novamente para realizar outro corte. Neste percebeu que não só os homens não se esquivavam, como não se mexiam e não eram sequer tangíveis.

Poderia pensar nisso, mas não tinha tempo ao ouvir Drake gritar. - SEGUREM-SE! - E indo até a corda mais próxima sentiu logo em seguida o impacto na parte frontal do navio, água voou por todos os lados e Kay percebeu que o mar a sua frente estava extremamente caótico. Haviam chegado na Grand Line. Ondas grandes ocorriam e a chuva era tamanha que ficava difícil de se ver muita coisa a sua frente que não se tratasse de pingos extremamente rápidos e até incômodos. Porém, mesmo naquela escuridão absurda que era a tempestade, uma luz existia. Um farol, que estava ligado firme e forte. Era difícil estimar a distância dele do ponto onde estavam. Mas claramente não era longe.

Só precisavam garantir a chegada lá de forma intacta, tanto os quatro como seus novos "hóspedes". Estes que não foram machucados; não se seguraram; não voaram; não falaram nada; e não se moveram durante segundo algum de toda aquela confusão. Só surgiram e ficaram por ali. Todos ali viam aqueles seres por todo o navio, mas nenhum deles entendia o que seriam aqueles seres a sua frente.


Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptySab 01 Jun 2019, 11:45

Blaze IV: O Voo da Águia


A chuva demonstrava a ira que os deuses jogavam contra nós, forte e continua caia sobre mar, que parecia odiar novos visitantes, suas ondas batiam no casco do barco balançando-o de forma bruta. Entre tudo isso e mais um pouco, havíamos chegado finalmente no Farol e o mar que banhava o Águia Negra era a Grand Line, finalmente havia chegado, não era como pensava, era pior. A escuridão da noite só era quebrada por uma luz ao fundo que brilhava tão forte quanto uma estrela e possivelmente havia nos guiado até ali de forma intacta.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... olhava para aqueles sujeitos que estavam no barco

Deixando de lado a excitação de estar ali, havia um problema antes, tirando o cabelo molhado da minha testa, olhava para aqueles sujeitos que estavam no barco – Eu tenho certeza que acertei meu golpe – na destra a espada, firme e limpa, o que chamava a atenção era exatamente isso, não havia sangue na lamina, eu tinha certeza que o corte tinha acertado na barriga de um deles. Ficando de pé novamente, olharia para o resto da tripulação, vendo o que eles achavam daquela cena, enquanto isso, caminhava até um dos homens mascarados mais próximos, e como um jovem curioso, cutucaria com a ponta da espada. Notando que a espada passava pelo corpo sem toca-lo, franziria a testa e focaria ainda mais, dando varias estocadas de forma continua – Que porra é essa? – soltaria olhando para Touha, que sendo o mais velho poderia saber de algo que eu não sabia, mas notando que sua face estava tão confusa quanto a minha, abaixaria a cabeça novamente.

- Isso deve ser algum tipo de poder que eu não entendo – falaria me aproximando de algum deles – Sabem algo a respeito? – enquanto caminhava, cutucaria todos – Será alguma maldição que acontece ao chegar na Grand Line? – Podia também ser um dos testes dos demônios para o escolhido, mas não havia sinal do Susano’o em meu corpo, então essa opção seria rapidamente descartada. Com a chuva castigando sobre nossa cabeças, chamaria todos para dentro do barco – Venham – Deixaria por agora aqueles mascarados ali, e iria para algum lugar seco, tinha algo a ser discutido.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... sairia novamente para o convés, olhando desconfiado para as figuras.

Tiraria minha capa molhada e a penduraria em algum lugar, pegando a capa preta e vermelha e a camisa cinza, vestindo ambas ali no local mesmo – Eu já ouvi falar que temos que achar o dono do farol, que ele dará algo para chegarmos na próxima ilha – vestiria a camisa cinza enquanto falava – Isso ficara por conta de Drake – Agora colocaria a capa negra – Eu vou para possíveis imprevistos – Ajeitaria a gola e embainharia a espada – E nos dois temos coisas a acertar com aqueles pirralhos de antes, por isso Touha e Simon ficarão no barco – Esperava que aceitassem sobre essas explicações, mas não queria deixar Drake com dois desconhecidos, eles podiam muito bem me roubar e partirem, sabia que o neto e avô não conheciam a navegação, por isso eles não iriam para longe – Também ficarão de olho naqueles homens no convés, tentarei descobrir algo sobre isso – Terminaria por fim de falar, já de pé pronto para partir – Voltamos até o amanhecer, não tentem nada que vão se arrepender depois – sairia novamente para o convés, olhando desconfiado para as figuras.

Com tudo organizado, saltaria para fora do barco na montanha vermelha, olhando para o ponto luminoso que ascendia, sabendo que era o destino. Na escuridão, minha visão aguçada não servia de muita coisa, por isso procuraria andar olhando para baixo, vendo onde pisava para não cair e fazer alguma merda, esperaria que Drake fizesse o mesmo. Firmando os passos, sempre um pé na frente do outro, usaria a mão para cobrir o rosto quando olhasse para a luz, sempre tendo o ponto como referência, não deixaria a chuva desanimar minha vontade de matar aqueles dois logo e zarpar para a próxima ilha, diferente de antes, eu estava bem fisicamente, e com sede de vingança.

A cada momento que o Farol ficasse mais próximo, mais rápido andaria, ansioso para saber o que iria encontrar, sendo conferindo se o homem estava em meu encalço, afinal, andar no escuro podia ser traiçoeiro. Quando conseguisse ver com mais clareza a estrutura que iluminava o caminho para os quatros mares, daria um sorriso malicioso, escondido pela escuridão da noite, já prevenindo qualquer coisa, colocaria a mão no cabo de uma das espadas, e observaria o que nos aguardava com atenção.




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
Pensamentos
Fala


Histórico:
 
Feitos na Aventura:
 
Objetivos na Aventura!:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 134
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptySab 01 Jun 2019, 22:50


Narração
Lua
Localização: Reverse Mountain
Noite

Kay
Apesar da chegada na Grand Line, diversas coisas aconteciam que impediam o jovem Blaze de comemorar. Não só a chuva castigava e muito o navio, como os homens mascarados continuavam por ali. Além disso, tudo poderia ser facilmente ofuscado pelo forte farol que ali existia.

Sem saber o que fazer com aqueles mascarados, aproximou-se de um e o esfaqueou com a ponta da espada, que passou simplesmente por eles, como se fossem fantasmas. Questionando o velho sobre tal assunto, viu este se aproximando de um dos mascarados e passando a mão por eles, onde nada acontecia. - Alucinação coletiva? - Ouviu num tom bem duvidoso sobre o que diabos estava acontecendo por ali. - Não sei, talvez aquelas tais Akumas no Mi's existam mesmo e esse seja o poder de uma delas. - Falou o velho dando de ombros. Ele jamais havia presenciado algo como aquilo. Assim Kay acabou simplesmente ignorando eles por completo, não é como se eles se movessem mesmo ou tivessem feito qualquer coisa até então além de simplesmente existir.

Ao chegarem em terra, chamou todos seus três colegas para dentro do navio. Descendo do convés deu algumas ideias gerais de como poderiam prosseguir. Simon e Touha pareciam concordar, não por aceitarem as ordens em si e sim por não acreditarem que seria uma boa procurarem encrenca em terra quando eram caçadores. O farol possuía a fama de ser infestado de piratas. - Se fossemos um grupo de caçadores pelo menos poderíamos fazer a festa. - Falava o homem dando uma indireta para Kay de que este poderia mudar sua decisão de grupo.

Saindo do navio com Drake, ambos pisaram na areia daquela mini praia e começaram a andar na direção da luz ofuscante que ia se tornando somente maior e maior com o tempo. Mesmo com a chuva forte, enquanto se aproximava do local ia ouvindo gritos e mais gritos conforme se aproximava. A iluminação ainda era fraca, mas o jovem via alguns papéis no chão bem apagados pela chuva. Parecia que era um macaco sendo perseguido pela marinha com uma recompensa pelo menos três vezes maior que a sua.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Não havia porque pensar muito naquilo e continuou a andar. Até que ao chegar mais próximo do farol foi ao chão. Viu-se sendo acertado por algo no mínimo estranho. Não chegou a doer, ou machucar, ser acertado. Principalmente por ter visto a pessoa voando em sua direção, seu corpo reagira o suficiente para se preparar para o impacto. Mas ainda assim caiu no chão. Ainda no chão viu que a pessoa que o atingiu era Jack, o homem que queria matar. Porém ele mesmo ignorava por completo Kay, focando no pirata que se aproximava a passos largos tanto com as mãos quanto com os pés e batia várias vezes em seu peito para se aparecer. King Kong estava ali e já atacava o jovem Blaze que ainda estava no chão. Não havia nem motivo para o procurado o atacar, mas percebia que o gorila não parecia tão preocupado com isso.

O animal possuía pelo menos três metros de altura, era difícil notar sua expressão graças ao fato da luz do farol estar nas costas dele, sendo meramente dedutível que era uma enfurecida pelo tom de seus gritos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



OFF:
 

Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptyDom 02 Jun 2019, 17:30

Blaze IV: O Voo da Águia


A chuva castigava meu rosto conforme olhava para a luz do Farol, caminhar naquelas condições climáticas era no mínimo complicado, por isso, a cada passo sentia uma satisfação ao saber que estávamos mais perto do local. Sem abaixar a guarda, verificava se Drake ainda estava no meu encalço e continuava a caminhar, sempre atento, de modo que quando mais nos aproximávamos, mais audível era um grito. Resolvi parar para tentar entender o que era, mas era inútil e quando comecei a caminhar novamente, pisei num cartaz no chão – King Kong – pensava enquanto olhava o papel em minha mão – Bela recompensa – amassando o cartaz até virar uma bola, jogava para longe, verificando novamente a luz para saber se estava no rumo.

Não deu tempo de nada, um ponto na luz veio em minha direção, o que consegui fazer foi colocar os braços em X na frente do corpo, e aceitar o impacto. Num momento via a luz, agora estava de cara no chão molhado – Que merda é essa? – Quando abri novamente os olhos, não conseguia entender nada, limpando meu rosto da lama ou areia que poderia ter da queda, me colocava de joelhos – O que ta acontecendo? – nesse momento já sentia meu olho esquerdo ardendo, um pressentimento de que algo perigoso estava a frente, e novamente escutava o rugido, dessa vez mais alto e mais forte.

Olhando para o sujeito que havia me acertado, já sentia uma fúria me dominando – Moleque – meu maxilar trincado e meus olhos fervendo de raiva, não conseguia esconder, bati meu punho no chão já esperando me levantar e nesse momento, uma sombra cobriu a luz – Mas que ... – um gorila gigante, como um predador batia seus punhos em seu peito furiosamente, o impacto fazia as gotículas de agua voarem para todo lado. Entre a cruz e a espada me encontrava – Então isso é a Grand Line – mal havia chegado e já havia encontrado coisas que não entendia e inimigos de um nível nunca visto antes.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... diria olhando rapidamente para meu navegador

Diferente de antes, não me sentia encurralado, pelo contrário, estava feliz por encontrar inimigos desse calibre, um gorila gigante e um moleque atrevido, iria matar os dois. Antes de pensar em algo melhor, os dois punhos do Kong vinham em minha direção, rapidamente me colocava a girar para o lado onde Drake estava, ou seja, minha direita, feito isso já saltaria do solo ficando em pé – Eu cuido do Gorila, pode ficar com o moleque – diria olhando rapidamente para meu navegador, entre os dois alvos, iria no mais difícil e ainda ganharia uns pontos com Drake, se ele não conseguisse derrotar o menino, eu poderia matar os três.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... a forma do demônio do tamanho do gorila

Quando me coloquei de pé, meu olho amaldiçoado começou a sangrar – Venha – fechando os olhos, sentindo a força do demônio surgindo sobre meu corpo – SUSANO’O – abrindo os olhos, via a forma do demônio do tamanho do gorila, seus olhos amarelos e um sorriso em seu rosto, eu não iria ter uma derrota no inicio da caminhada, aquele gorila cavou sua cova ao me atacar. Drake concordando ou não, viraria para o moleque, olhando pelo ombro, vendo seu estado, sabia que ele era pelo menos forte, então já mediria a força da criatura a minha frente, não iria me segurar, sacaria as duas espadas, meus olhos focados na criatura que rugia de raiva.

Golpe do paragrafo abaixo:
 

Com a maldição liberada e força do escolhido em meus punhos, avançaria contra o pirata, não queria saber mais nada, iria derrota-lo de qualquer forma. Usando minha velocidade, correria num arco pela direita com as duas espadas firmes nos punhos, naquele momento sabia o que fazer – Braços longos e pernas curtas – iria ataca-lo no ponto fraco, usando minha visão aguçada, iria observar a posição das suas pernas de modo que o arco que estava correndo, terminasse próximo a sua perna esquerda. Quando tivesse pegado a velocidade máxima atingida pela minha aceleração, saltaria com os braços recuados, ambos próximos ao ombro esquerdo – Caia – quando chegasse próximo a sua perna esquerda, tentaria um corte duplo na parte de trás do seu joelho, cortando nervo, carne e musculo.

Acertando ou não o golpe, não ficaria parado, começaria a correr novamente para frente e daria outro corte na perna direita, no mesmo local da esquerda, a parte traseira do joelho. Esses movimentos seriam rápidos e precisos, e se por acaso o gorila tente algum soco, usaria todas as minhas habilidades acrobáticas e a noção exata de tempo, para tentar uma esquiva rápida, como um salto para frente, ou até mesmo um deslize pelo braço do gorila, faria de tudo para não perder a velocidade, que seria meu trunfo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Efetuando os dois cortes, pararia rapidamente para ver o resultado, a intenção era que a criatura estivesse de joelhos nesse momento, de canto de olho, veria o que estava acontecendo entre Drake e o outro rapaz, mas já voltaria para meu combate. Sairia do local correndo rapidamente para terminar o combo, daria outros cortes nos joelhos pela parte da frente. Usando a aceleração, avançaria o mais rápido possível, saltando para frente e efetuando o corte duplo no joelho direito, e não perdendo a velocidade, daria outro no esquerdo, sempre usando as duas espadas, num corte horizontal, que com a velocidade, provavelmente cortaria a pele e faria a besta sangrar.

Novamente, faria a esquiva mais fácil para o momento, se viesse socos de cima para baixo, como um martelo cravando o prego, mudaria minha trajetória para o lado que não me impedisse de fazer os cortes, mas poderia vir um soco pelo lado, nesse caso, como um bom jogador de futebol, daria um carrinho no solo, usando a chuva e possivelmente um terreno que me proporcionasse escorregar e não ser atingido, tendo sucesso, já ficaria em pé para efetuar os cortes.

Terminaria meus movimentos, no local onde estava no início, se tudo desse certo claro, verificaria os estragos causados, com a pouca luz e chuva, ficava difícil ver com clareza, mas usaria essa escuridão para camuflar minha velocidade. Se ao ficar parado, o Kong tentasse algum golpe, saltaria para longe, dando um mortal no ar e caindo de pé, se possível, não queria ser acertado, e faria de tudo para isso acontecer.

Doravante, se Jack tentasse me atacar em algum momento com seus socos, tentaria me esquivar com uma ginga de boxeador, como um pendulo para o lado contrario aos golpes, esperaria que Drake o atacasse, mas se o navegador estivesse ocupado, apenas tentaria um corte simples em diagonal em seu peito, e perguntaria irônico – Onde esta sua namoradinha? – daria um sorriso, como o chamando para o combate e continuaria a me movimentar, como já dito, essa seria a chave para vencer meus inimigos ali.



Movimentação completa do post:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
Pensamentos
Fala


Histórico:
 
Feitos na Aventura:
 
Objetivos na Aventura!:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 134
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptySeg 03 Jun 2019, 05:11


Narração
Chovendo
Localização: Reverse Mountain
Noite

Kay
Kay girou seu corpo para desviar do golpe do gorila. Ao mesmo tempo já se aproximava de Drake. Pulando para levantar-se, sentiu seu pé escorregando graças a chuva que caía sem cessar. Falou para o seu navegador espadachim cuidar de Jack e que ele cuidaria do gorila. Mesmo sem retirar os olhos do pirata a sua frente sentia que Drake estava sorrindo com a ideia. - Pode deixar aquele puto comigo. - A voz do homem era confiante e assim partia na direção de Jack.

O jovem já sentia a presença do demônio e assim percebia que estava totalmente pronto para a luta. Avançando ao ver que estava na hora certa, acertou facilmente o primeiro joelho do gorila pela parte de trás. Algo que lhe foi estranho, é que a monstruosidade chegou a ficar de joelho nesta perna, mas não sentia sangue em sua lâmina. Aquilo parecia se tornar um habito naquele dia, todavia, desta vez com certeza fora diferente. Ele sentira o golpe, mas ele sentira como se o golpe tivesse empurrado a perna dele e não exatamente causado dano. Uma sensação parecida com o que sentira ao atacar sem querer Aegir. Mesmo com aquela sensação ruim do primeiro golpe, ao atingir o segundo joelho viu que desta vez arrancara sangue de seu oponente que ficou com os dois joelhos no chão.

Naquele instante, enquanto seu corpo se preparava para circular o gorila e acertá-lo pela frente, visualizou o que se passava da luta de Drake e Jack. E onde o boxeador estava levando a melhor, pelo menos naquele instante exato, já que acertava o espadachim que por pouco não bloqueava o golpe adversário.

Circulando o mais rápido que podia seu adversário, tentava, por algum motivo, acertar os joelhos do mink, porém estes estavam no chão. Aquele golpe tornava o ângulo das espadas ruim. Precisou inclinar muito seus punhos para realizar um golpe tão baixo e ainda rotacionar o seu corpo para a esquerda, em um sentido anti-horário. Isso somado a sua alta velocidade e o chão escorregadio da chuva, acabaram cobrando seu preço. Onde, o jovem, apesar de acertar o joelho direito do mink pela frente, sentiu seu pé direito inclinado no chão pisar e continuar, derrapando, provocando uma "queda" no chão logo na frente ao gorila. Mais parecido como se tivesse ajoelhado de forma proposital em um escorregão. O mink então abaixou seus dois punhos como um martelo no corpo de Kay. Que sentiu uma dor absurda em seu braço direito, costelas direitas e a pressão absurda que isto causou em sua perna esquerda que havia ficado abaixo do seu corpo todo graças aquele escorregão.

Blaze poderia comemorar que não sentia que sua perna estava quebrada. Podendo continuar a se mover como bem entendesse.


Ferimentos eu vou por só no final da luta

Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptySeg 03 Jun 2019, 15:43

Blaze IV: O Voo da Águia


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
...apontaria a destra com a espada em punho para a criatura.

- Argrhr – rangia os dentes ao sentir o impacto do golpe sobre meu corpo, era como se estivesse sendo martelado no chão, Susano’o colocava sua mão sobre mim e com certeza impedia um dano maior, tendo em vista que nada havia quebrado, mas o impacto cravava meu corpo no solo. Abrindo meus olhos, sentia minha lagrima de sangue escorrendo pelo rosto, sumindo conforme a chuva caia beijando minha testa, abria a boca e respirava novamente, ainda sofrendo pelo golpe, sentia o gosto gelado da chuva – Isso não vai terminar assim – pegando a espada, caso esta não esteja em punho, me levantaria rapidamente, saltando para longe do gorila – Eu não iria te matar, mas você cruzou uma linha que não deveria – ao dizer tais palavras, apontaria a destra com a espada em punho para a criatura.

Como a luz do farol estava atrás do sujeito, sua visão era melhor que a minha, eu precisava ficar na sua sombra para não ser cegado ou – Ele tem uma resistência absurda, preciso acertar um ponto estratégico – analisando o corpo do sujeito, sabia que sua anatomia era parecida com a de um humano, sendo assim, sua força seria inútil se ele não conseguisse ver o alvo. Com um plano em mente, me afastaria do King saltando para trás, dessa vez com cuidado para não pisar em falso e cair, pé firme no solo e concentração nos movimentos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... cravada no solo

Tomando uma distancia de 3-4 metros, algo em torno disso, usaria minha noção perfeita de tempo, para jogar minha chokuto pelo ar, para que ela caia próximo ao Kong, de preferencia um metro do seu corpo, cravada no solo, era um movimento arriscado, mas confiava na minha noção de tempo, e conhecia o peso da espada, carregava-a comigo a muitos dias, então se os demônios me ajudassem cairia fincada no solo daquela montanha. Contudo, se não desse certo, e caísse de um jeito ridículo, não importaria, faria a mesma coisa.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... saltaria sobre a espada enfincada no solo, usando ela de apoio para um dos pés

Flexionando meus joelhos, me agachando levemente como um corredor a tiro curto, avançaria rapidamente usando minha aceleração para pegar o máximo de impulso que conseguisse, na canhota a espada real pronta para ser usada. Quando percorresse a distância necessária para atingir a velocidade desejada, saltaria sobre a espada enfincada no solo, usando ela de apoio para um dos pés, e então saltaria novamente para cima, numa diagonal ascendente – DEMONIC TURBINE – antes de saltar, posicionaria meu corpo de modo que ao saltar e começasse a girar, fosse em encontro do olho direito do gorila, esticando meu braço esquerdo, respiraria fundo e saltaria, girando e ouvindo o barulho que fazia, se misturando com a chuva e com sorte acertaria no local desejado.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Contudo, se a espada não tivesse caído como desejado, não faria outro movimento, correria como descrito, mas miraria a técnica na perna que eu já havia ferido antes, ou seja, a parte de trás do joelho direito, assim, saltaria girando, mirando na coxa/virilha, caso esteja ajoelhado, ou no joelho em si, caso tenha ficado de pé.

Mesmo focando no ataque, não abaixaria a defesa, se ao avançar o Kong tente usar suas mãos, o que parecia ser sue forte, mudaria meu percurso para um dos lados, tentando esquivar dos golpes, como um devedor esquiva da cobrança, se percebesse que iria cair, usaria a ponta da espada para apoiar no solo escorregadio e usar de apoio para não ir ao chão, que provavelmente seria uma derrota. Se a esquiva não fosse efetiva, e vendo que seria acertado, apoiaria a canhota em meu peito, de modo que a ponta da espada ficasse para frente e o cabo apoiado em meu peito, se a mão viesse em minha direção, daria uma estocada, se fosse ser acertado, pelo menos daria algum dano.

Todavia, se desse certo saltar e acertar a técnica no local desejado, ou seja, nos olhos, cessaria o giro ainda no ar, prevendo que iria cair de uma altura um tanto alta, não perderia tempo e cravaria a espada em qualquer lugar no corpo do Kong, e como um açougueiro faz com um porco, tentaria rasgar seu corpo, abrindo seu peito de um ponto ao outro, usando meu peso e forçando a espada para baixo, apostando no corte da espada contra a resistência do animal – Arrrhhhh – gritaria durante esse movimento, para tirar força do meu amago e rasgar a pele da fera.

Como um reflexo, imaginaria que ao cravar a espada, o gorila tentaria me esmagar usando sua força bruta, se por acaso notasse que ele tentaria me acertar, soltaria o cabo da espada, ainda grudado no corpo dele, e cairia no solo fazendo um rolamento para longe e se possível, pegando a chokuto que estava cravada no solo, faria questão de ver a besta sangrar com um sorriso tímido, mas satisfatório no rosto. Se por acaso, não desse tempo de soltar a espada, e vendo que seria acertado, encolheria o corpo, e colocaria minhas pernas rente ao meu queixo, deixaria o impacto vir, depois soltaria a espada, tentando cair da melhor forma possível.

Se o golpe tivesse sido na coxa/joelho, ao cessar o giro, agacharia e faria um golpe-baixo literalmente, erguendo meu braço, correria para baixo do sujeito, e quando estivesse abaixo, daria uma estocada para cima, tentando atingir sua parte menos protegida, ou seja, suas genitálias, não era algo que almejava, mas numa luta, o que vale e vencer. Tendo sucesso ou não em atingir, correria para as costas do animal, tentando sair do seu campo de visão.

Demonic Turbine:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
Pensamentos
Fala


Histórico:
 
Feitos na Aventura:
 
Objetivos na Aventura!:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
PepePepi
Membro
Membro
PepePepi

Créditos : 134
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 10010
Data de inscrição : 15/03/2013
Localização : Utopia - 7ª rota

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptySeg 03 Jun 2019, 22:42


Narração
Chovendo
Localização: Farol
Noite

Kay
Sentindo a dor por ser esmagado, percebeu que a situação só não foi pior graças a proteção de Susano'o. Saltando para trás ameaçou o pirata que não respondia nada, só começava a levantar-se aos poucos. Ouvia a luta entre Drake e Jack logo atrás dele, pelos gritos de seu navegador sabia que pelo menos demoraria para cair em batalha, podendo se concentrar no gorila. Criou um plano rápido e jogou sua chokuto ao ar em movimentos rotatórios.

Alguns chamariam de sorte, mas a mera presença de Susano'o já ajudava Kay a realizar seu plano. A espada fincou no chão e o mesmo partiu em disparada para aproveitar-se daquilo. Ao se aproximar o suficiente pulou e se apoiou no cabo da espada. Utilizando de apoio para saltar rotacionando seu corpo. Com o torque que gerou naquele cabo ouviu o barulho da mesma entortando no solo, talvez até quebrando, ficava difícil distinguir pois Blaze estava rodando no ar, concentrado em sua presa. Ao acertar o olho do gorila viu a reação instintiva do animal agindo, este bateu em Kay lateralmente igual a uma pessoa espantando uma mosca, só que de forma muito mais forte. O golpe realizado com seu braço direito acertou as costelas esquerdas de Blaze. Que, desta vez, sentiu que trincaram após voar por diversos metros para o lado rolando.

Pelo menos, percebeu que o golpe havia sido efetivo. O gorila virava-se na direção de Kay com raiva. O olho direito dele simplesmente não aparecia mais, só era possível ver sangue naquela região, até mesmo o rosto possuía diversos outros cortes que sangravam, bem pouco em comparação com o olho, mas ainda sangravam. Em compensação, Kay sentira que o golpe desta vez fora mais forte que o anterior. As poucas opções que existiam se demonstravam. Ou Susano'o havia retirado sua proteção ou agora por estar de pé o gorila conseguia usar melhor sua força total.

Naquele momento eles ouviram uma menina gritando. - JACK PARE COM ISSO! - O grito vinha da direção da luz do farol. E a sombra dela aos poucos ia aparecendo. Mari não estava sozinha, havia pelo menos mais umas oito pessoas com ela, era difícil distinguir o sexo graças a luz estar em suas costas. O provável namorado ignorou a menina acertando mais uma vez Drake que era empurrado fortemente para trás.

Kay também não podia se preocupar com o povo que havia chegado. Conseguia ver que sua chokuto estava realmente meio torta pregada no chão, além de King Kong começar a avançar em sua direção com raiva e a maior velocidade que conseguia. O que não era muito em comparação com a velocidade de Blaze.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Ferimentos eu vou por só no final da luta

Legenda:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 EmptyTer 04 Jun 2019, 14:58

Blaze IV: O Voo da Águia


Rolando no solo molhado da montanha, sentia a dor pelo golpe atravessando meu corpo inteiro como um relâmpago, os dentes fechados que rangiam para não deixar sair um urro de dor, mas o rosto não escondia, não tinha como, aquela fera tinha uma força descomunal, pela segunda vez sentia isso, não queria e não poderia sentir novamente. Quando o mundo ficou em silencio, abri os olhos ainda assustado e com dor, via a escuridão noturna sendo iluminada pela forte luz do Farol- Arrrrh – gemia ao colocar a mão sobre as costelas do lado esquerdo – Merda – por sorte ainda conseguia respirar, se tivessem quebradas, o pior poderia ter acontecido: um pulmão perfurado.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... Erguendo o rosto para meu inimigo

Erguendo o rosto para meu inimigo, sentia que ele também estava machucado, conseguia ver minha lâmina lambuzada pelo liquido vermelho do seu corpo, o golpe havia sido um sucesso, mas não foi um custo barato. Me pondo de joelhos, levantava apoiando na espada que me sobrava, uma rápida olhadela conseguia ver a chokuto destruída, uma pena. A luta estava no auge, sentia a chama arder em meu interior com o sopro do Susano’o na minha alma, a demônio estava grande e glorioso em minhas costas, uma áurea roxa me encobria e a força do escolhido pulsava em minhas veias, minha força havia crescido bastante dês de que deixei minha cidade natal e sai para o mar.

King também não parecia derrotado, a criatura se colocava de pé, o sangue escorrendo pelo seu rosto deformado pelos cortes na região direita – Venha, Besta imunda – concentrando no que poderia ser a trocação final, um grito era escutado no meu lado direito. Virando o rosto conseguia ver o contorno de varias pessoas, uma delas conhecida – Garota – apertando ainda mais o cabo da Espada – Inimigos por toda parte – Por todos os lados havia inimigos, King a frente, Jack de um lado e sua namorada do outro, sua voz era dirigida ao seu aliado, que parecia estar levando a melhor contra meu navegador – Aguenta mais um pouco Drake – pensava, deixando a ira me tomar por um instante – Vou acabar com todos, todos ... – Nesse momento King vinha correndo em minha direção – Vamos terminar isso – respirando fundo, tinha em mente o que fazer.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... Partindo em disparada usando minha aceleração

Sabia que o lado direito da besta estava bem prejudicado, seu olho não conseguia ver, sua perna cortada na parte de trás, o ponto mais fácil de ser acertado era ali. Partindo em disparada usando minha aceleração, absorvendo a dor que sentia para liberar na luta, sem pestanejar pisaria firme no solo, não poderia ter falhas agora, na destra a espada firme, pronta para cortar. Usando minha visão aguçada e a noção exata de tempo, analisaria rapidamente o tempo de impacto dos seus pés e mãos no solo, fazendo uma media rapidamente em mente, conseguiria ver um momento em que deslizando pela terra, passaria embaixo do gorila, indo para suas costas, tudo isso, enquanto avançava em fúria.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Correndo levemente mais para o lado direito, a intenção era fazer com que a escuridão noturna e a chuva fossem usadas ao meu favor – Venha com tudo – quando observasse que o golpe viria, saltaria para frente, como uma criança no tobogã e esticaria as pernas, usando do chão levemente escorregadio e do impulso, para deslizar entre as pernas e por baixo do animal, que com seu tamanho e braços levemente maiores, não teria grandes chances de me pegar nesse movimento.

Se por acaso, o gorila antecipasse e tentasse um soco, esticaria meu braço e daria uma estocada na mão no momento em que ela fosse acertar meu corpo, como um prego no pé desavisado, iria tentar ferir para não ser ferido e assim continuar a escorregar pelo caminho desejado. Contudo, se o gorila me agarrasse em sua mão, entraria num leve desespero perfurando do modo como podia seus dedos, usando minha força para empurrar e sair fora da do caixão que seria.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
... giraria meu corpo usando a mão livre para parar

Doravante, dando certo a deslizada, giraria meu corpo usando a mão livre para parar e os joelhos para saltar de pé o mais rápido possível. Sem perder tempo, flexionaria o joelho por alguns rápidos segundos, usando minha visão aguçada, tentaria ver onde havia feito o primeiro corte da luta no posterior do joelho, achando ou não, começaria a correr rapidamente com a espada pronta para o corte – Bloody Demon – tentaria acertar minha técnica no local exato onde estava ferido, que aquela perna seja inutilizada, se ele não conseguisse ficar em pé, não conseguiria fazer mais nada.

Tendo sucesso em acertar o local, pararia a 1 metro do animal – Fique no chão – falaria olhando para a besta usando minha intimidação para tentar impedir que ele faça outra bobagem. Se não desse certo e ele tentasse me atacar novamente, tentaria esquivar saltando caso seja um golpe horizontal como um tapa, ou para o lado direito, se viesse um soco de cima. Dando certo a esquiva, em ambos os casos, tentaria um rápido contra-ataque visando um corte na mão do animal, se ele não estivesse cansado ainda, teria que derrota-lo aos poucos, corte por corte – Vai sangrar até morrer Kong – não teria piedade da criatura que devia ter saído do inferno de Hades.

Por acaso, se o reflexo do animal fosse rápido o suficiente para tentar um golpe quando deslizasse para suas costas, usaria o golpe em sua mão, tentando cortar seus dedos ou qualquer pedaço de carne que esteja na minha frente, não iria recuar agora, eu sou o escolhido, era meu destino derrotar todos que aparecessem em minha frente. Acertando ou não a técnica, não desanimaria e tentaria as esquivas que fossem possíveis, e logo após um contragolpe na mão.

Bloody Demon:
 



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
Pensamentos
Fala


Histórico:
 
Feitos na Aventura:
 
Objetivos na Aventura!:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Blaze IV: O Voo da Águia   Blaze IV: O Voo da Águia - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Blaze IV: O Voo da Águia
Voltar ao Topo 
Página 3 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: