One Piece RPG
Confronto de Realidades - Página 3 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Phantom Blood
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor Licia Hoje à(s) 02:53

» Escaping Mean! Run Ria, Run!
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 02:29

» [LB] O Florescer de Utopia III
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor Vincent Hoje à(s) 01:08

» As mil espadas - As mil aranhas
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 00:42

» Noskire M. Hughes
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:28

» Yami Sukehiro
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:22

» Yami Sukehiro
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:21

» [Ficha] Kuze Kyoji
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:43

» Vivian Strongwill
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:37

» The One Above All
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 23:18

» II - Growing Bonds
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:41

» Busca Implacável
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 22:07

» Do ferro ao aço
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor Anjodk Ontem à(s) 21:42

» 1º Ato - O Despertar
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor Chaitanya Mahaprabhu Ontem à(s) 21:39

» MINI - Abraço de Urso
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 20:34

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 20:24

» Fanalis B. Ria
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 20:19

» Enuma Elish
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 20:12

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor JaponeisLK Ontem à(s) 19:54

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Confronto de Realidades - Página 3 Emptypor Pippos Ontem à(s) 19:53



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Confronto de Realidades

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptySab 16 Fev 2019, 23:39

Relembrando a primeira mensagem :

Confronto de Realidades

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Shaanti Mochan. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ficha | Aventura

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: Regras | Mudanças Importantes | Crie seu Personagem | Mini-Aventuras
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
GM.Furry
Game Master
Game Master


Data de inscrição : 27/03/2015

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptyDom 24 Fev 2019, 09:53




Do mar profundo

10


O impacto havia-lhe sido pesado… Uma técnica que parecia ser capaz de ignorar, se não toda, boa parte da proteção da armadura, atingindo-a com um grande impacto no peito.

- Você não deve ter enfrentado oponentes decentes, hahaha, isso não foi nada. - respondia seu oponente enquanto assumia novamente sua postura de combate, ainda que a pontada de dor permanecesse em seu abdome. - Perto da mordida de Megalo não foi nada.

- Preciso entrar naquela armadura. - apertava as mãos fechando o punho enquanto puxava o ar profundamente. - Não sou a única que guarda segredos. - diria ao seu oponente, relacionando o nome da sua técnica com quem ele deveria ser. - O que o levou a querer isso? - andava de forma tranquila, não para frente, mas em direção a uma lança.

Falar estava se tornando um hábito para ela, talvez nos dias atuais estivesse começando a se tornar importante conhecer as pessoas com quem lutava, diferente do que havia sido seu passado, onde a única coisa que importava era matar.   - Me pergunto se eles sabem o que somos… Para nos terem colocado um contra o outro. - - Uma pirralha me salvou da morte… Pode-se dizer que isso é pela nossa felicidade, para podermos viver juntas. - responderia caso ele lhe fizesse a mesma pergunta.

A conversa não se tratava de nenhuma artimanha, não era nenhum tipo de plano para conseguir pena, ou alguma informação, simplesmente havia sido despertada nela a vontade de conhecer as motivações que seu oponente teria para chegar até ali, já que aquela era a última situação que poderia ter esperado. - Parece que nossos mestres tinham um pensamento parecido. - girou a lança para a mão esquerda. - Não totalmente. - duvidava que ele também tivesse sido treinado para odiar humanos e posteriormente sido convertido a crer
no contrário.

No fim, mesmo que não fosse uma artimanha ainda era-lhe benéfico, pois lhe compraria tempo para se restaurar da dor no  peito, mesmo que o mesmo pudesse ser válido também para seu oponente também.

>><<

Se tivesse conseguido a lança a tritã a manteria na mão esquerda, segurando-a na parte inferior do cabo de forma que a ponta ficasse acima de sua cabeça, nessa posição sua mão estaria alinhada com o seu ombro.

Precisava de uma forma de atravessar a grossa armadura. - O fio de uma espada é incapaz, meus punhos causariam impacto, mas não atravessariam, assim sendo. - talvez fosse hora de adotar outra estratégia. - Um pouco de Delgado.


Seu plano era simples, mas dependia de um movimento preciso, o que felizmente era sua maior faculdade. Acabaria por não avançar em ataque, pois era justo nesse instante que era possível ler com maior precisão a movimentação, já que sabendo o objetivo da pessoa era possível saber onde ela estaria no momento seguinte.

Aguardava naquela posição, como uma incógnita, sem postura, nem ofensiva, nem defensiva. Aquele seria um momento que se faria valer de seus ensinamentos e habilidades.
Seu plano seria primeiramente evitar o ataque de seu oponente, bloqueando-o se possível com a mão direita. Para golpes altos, que viesse acima do peito a ruiva moveria a mão da altura da sua cintura para o alto, mantendo-a na posição horizontal para que fosse capaz de ‘varrer’ o corpo todo, inclinando-a de acordo com a necessidade para mudar a trajetória do golpe do seu oponente. Ou seja, para estocadas no peito ou cabeça ele inclinaria o braço para cima ou baixo tentando desviar o golpe de forma que este passasse por cima de seus ombros, obviamente moveria seu corpo em conjunto para facilitar este desvio. No caso de golpes verticais altos ela buscaria avançar ao mesmo tempo que movia o braço da mesma forma, tentando bloquear a ‘queda’ o mais próximo da mão do seu oponente e possivelmente na mão se houvesse havido tempo. Independente de como fosse tentar executar, a posição do braço iria tentar aliviar o golpe e direcionar a força, ‘escorregando-a’ para algum lado e não necessariamente apenas travar o golpe com força bruta.


Para golpes horizontais, ou estocadas no abdome ela teria de adotar outra tática, e para isso utilizaria novamente sua técnica defensiva.
Gyojin Karate - Yashi Shindõ - Como ambas as mãos estariam na altura dos ombros o golpe da técnica seria realizado de cima para baixo. No caso da estocada ou golpe que viesse por sua esquerda a técnica seria realizada com a mão direita, empurrando o golpe para mais longe do seu lado esquerdo. Já se o golpe fosse horizontal pelo seu lado direito não lhe haveria escolha a não ser soltar a arma e começar a rodar seu corpo batendo com a mão espalmada da mesma forma que haveria de ter feito com a direita, e com isso a lança começaria a cair nesse momento.


>><<

No caso da execução da primeira defesa a ruiva também estaria largando a lança, a qual até então estaria servindo de “blefe”, pois seu plano real era inicialmente aplicar um gancho de esquerda em direção ao queixo de seu oponente. Ou seja, junto ao bloqueio a lança seria solta e a mão esquerda rapidamente iria para a altura da cintura, daria um passo à frente com a esquerda para reduzir a distância e também dar base para o seu golpe. A elevação da mão seria feita junto ao corpo para que ela também servisse para proteção. Tanto para o bloqueio, quanto para este primeiro movimento a ruiva teria se utilizado da sua perfeita noção de tempo em uma tentativa de maximizar suas chances, buscando assim encaixar o golpe de forma similar ao que havia sofrido anteriormente, ou seja, atacando-o no momento em que ele atacava.

O golpe não pararia neste primeiro estágio, pois a lança não era apenas um enfeite, mas também parte da estratégia, a qual também dependia de suas capacidades. (Noção exata, ambidestria e Acrobacia) Após a tentativa do gancho a ruiva buscaria manter o corpo no giro, impulsionado pelo pé esquerdo ela rodaria para tentar recuperar a lança em queda com sua mão direita que estaria naquele momento se movendo de baixo para cima. O intuito era encontrar o cabo e permitir que a mão escorregasse por ele de forma a travar junto a lâmina prosseguindo com o movimento circular ascendente para ao completar o giro ser capaz de realizar uma estocada de cima para baixo no pescoço ou ombro de Momo, onde deveriam haver placas móveis para permitir as articulações dos braços e cabeça. Nesse momento a lança estava sendo usada como uma adaga, para procurar brechas na grossa armadura.

A movimentação seria similar para a defesa com sua técnica, soltando a arma no mesmo instante e se movendo para tentar acertar o gancho de esquerda no queixo de seu oponente, este que serviria tanto para atordoá-lo, como para aumentar as frestas da junção para o ataque seguinte, assim sendo, haveria no plano de Shaanti apenas uma diferença caso fosse obrigada a bloquear com a mão esquerda, pois aí teria que ter largado a arma antes e com isso partiria diretamente para o segundo ataque, girando seu corpo para tentar recuperar a lança com a direita.


Caso errasse o movimento e não pegasse a arma, o ataque ainda iria continuar, mas na forma de um Karate Chop, visando à região do pescoço. Essa opção também seria utilizada por ela no caso de ter sido incapaz de adquirir uma lança no início do movimento.


>><<

Se tivesse tido sucesso na finalização destes golpes era provável que seu oponente não pudesse reagir, mas havia a possibilidade da sua resistência ser maior ou simplesmente sua armadura ter aguentado e neste caso ele ainda seria capaz de se virar e novamente direcionar um ataque. Se assim fosse a ruiva utilizaria de sua habilidade secreta, que já lhe havia rendido bons frutos no passado.

- MORRAA. - e lhe daria um choque, aproveitando o contato da mão com a lança, ou mesmo da mão diretamente sobre a armadura de seu inimigo. Tendo feito isso, ou não tendo precisado devido a uma maior efetividade anterior a ruiva puxou novamente a lança, girando seu corpo para se afastar de Momo e usando do rodopio para acelerar a arma, deixaria a mesma escorregar em sua mão até que estivesse-a segurando pela base do cabo, completando o giro com um golpe baixo na altura do joelho para tentar acerta-lo lateralmente e assim causar algum malefício na mobilidade dele.


>><<


Caso o ataque inicial tivesse sido realizado com duas armas a Ruiva teria sim que adotar outra estratégia e abandonar o plano original, nesse caso ela moveria a lança, deitando-a e segurando com armas as mãos. A esquerda na base e a direita próximo à lâmina.

No caso de golpes verticais ela tentaria apará-los simultaneamente erguendo a arma acima da sua cabeça, deixaria seu corpo ceder perante a força até que suas costas batessem no chão, era um movimento que tentaria aproveitar da força imposta pelo avanço de Momo para ‘lançá-lo’ sobre si com a ajuda de suas pernas que iriam apoiar o abdome do mesmo. (Basicamente Shaanti se jogaria para trás cedendo à força e puxando Momo mais para frente enquanto ao rolar no chão joga-lo-ia para longe com auxílio das pernas.)

Levantar-se-ia após o feito, girando e saltando para onde Momo havia ido parar, atacando com um golpe vertical longo da lança que teria como intuito acertá-lo enquanto ainda estivesse no chão.


>>><<<

No caso de um duplo corte horizontal, vindo da esquerda e direita simultaneamente a ruiva teria que fazer uma defesa mais complexa, deixando a lança horizontalmente na altura de sua cintura, girando-a então para empurrar um ataque de Momo para cima e o outro para baixo, saltaria para trás e imitaria o movimento da lança com seu corpo, para assim passar pelo espaço formado pelas armas, mantendo-se o mais esticada que sua habilidade permitisse. Ao completar o giro moveria novamente a lança, aproveitando-se ainda do ímpeto do movimento para atacar as pernas de Momo a fim de desequilibra-lo e gerar a chance de atacar com um gancho em seu queixo. Tentando novamente se afastar neste momento, realizando um 360 para atacar com um golpe circular o joelho dele.

Igualmente antes, se percebesse a inefetividade do golpe e estivesse em contato com Momo ela aplicaria-lhe um golpe elétrico para evitar que o mesmo conseguisse revidar no momento em que ela se encontrava exposta.




”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 
Técnica:
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 57
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptyDom 24 Fev 2019, 16:10



Confronto de realidades - 10

A luta teria o seu progresso, onde o oponente havia se mostrado alguém bem perigoso para Shaanti enfrentar afinal, era quase como enfrentar a si mesma com… Equipamentos melhores? Sua técnica era algo bem assustador, pois mesmo arma durada, havia sentido um forte impacto que em certo momento acabou por coincidência a ajudando a afastar a investida feita por seu oponente.  Uma certa provocação era realizada e ela poderia ter ouvido um pequeno riso abafado pela armadura do cavaleiro negro, antes que ele respondesse.

- Talvez, não descarto a possibilidade.

Disse enquanto caminhou para direção da espada mais longa, estudando uma possível brecha em Shaanti para que pudesse avançar , seus passos eram lentos e bem ritmados, quase que hipnóticos. Então enquanto levantou a espada longa que havia a disposição na arena a segurando-a inda rente ao chão e a arrastando, fazendo certo barulho que quebrava um pouco o som do ritmo dos passos dele, ele teria respondido a tritã.

- Todos temos segredos… Eu estou aqui pois posso conseguir patrocinadores ou talvez levantar dinheiro o suficiente para o tratamento da minha irmã… Ela tem 8 anos, é uma graça…Mas os remédios são caros…. Você se arrisca por alguém importante também?

Nesse momento era possível ver uma certa melancolia em sua voz, se eram mesmo ambos da mesma raça, deveriam saber o risco que se expor poderia causar naquele momento e ouvindo a resposta de Shaanti, não teria esticado muito mais a conversa, respondendo com um simples:

- No fim, lutas são sempre pela felicidade de alguém...Shishou disse isso uma vez...

E com isso o cavaleiro avançou em disparada na direção de Shaanti em uma velocidade impressionante, na mão direita havia a sua espada pronta para lhe estocar, enquanto a esquerda, manteve a palma aberta, provavelmente pronta para um contra golpe se sua investida falhasse, o golpe não esticava todo o braço para lhe conferir um maior alcance, o que por si só já era estranho, talvez houvesse respeito pela técnica defensiva de Shaanti? Executando a sua técnica, ela teria sucesso em desvia-o golpe de modo que  seu oponente pareceu desestabilizado naquele momento em que deixou a lança cair, para usar sua real estratégia.

- hehe

Como se esperasse que aquilo acontecesse em um mesmo momento o seu inimigo teria soltado a espada de modo que sua postura não teria se abalado pelo movimento e com isso era revelado o porque a palma dele já estar aberta com a esquerda, pois nesse momento espalmou com intensidade o ombro da tritã que era empurrada com força para trás, apesar da armadura o impacto era forte o suficiente para que ela sentisse aquilo de forma intensa. O movimento de sua mão era tão rápido que pareceu até mesmo um borrão.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- Gyojin Karatê…. Yari!

Bradou intensamente, enquanto o golpe teria encaixado na tritã a desestabilizando, a velocidade com o golpe era executado e o impacto que ele gerou era quase como sentir-se atingida por uma bola de canhão, pois apesar de não ter atravessado a sua armadura, teria
amassado de modo que um pouco dela acabou perfurando a carne.

- Um cavaleiro não cai no mesmo golpe duas vezes.


Apesar do dano não ser alto, aquilo havia interferido em parte da estratégia da tritã, já que sua lança teria acabado por cair no chão pela perda do timing que se deu na troca de golpes, mas não dependente disso, um forte gancho dela havia se encaixado no cavaleiro, algo que o impediu de continuar a sequencia ao qual ele havia planejado, sem a lança em mãos, aproveitando-se de seu oponente atordoado, buscou seguir com um karatê chop na altura do pescoço.  O seu golpe iria na direção do oponente no mesmo momento que o rapaz teria girado para o lado esquerdo rapidamente, e com uma espalmada teria acertado o lado direito do capacete de Shaanti no “ pé da orelha” e com isso a vibração, ainda mais do que com Delgado a teria feito sentir uma forte desorientação, que não impediu a oportunidade de ouro, era hora de usar o que havia sido o seu trunfo até então.


A garota então teria aplicado uma forte descarga elétrica em resposta, de Momo que gritou de dor quando sentiu a eletricidade ultrapassar sua armadura e seria até possível sentir um pouco de cheiro de carne queimada por debaixo da armadura ambos estavam bem atordoados naquele momento, pelo choque momo era incapaz de alcançar a lança enquanto seu corpo caiu para trás e da mesma forma também seria com a tritã que naquele momento não teria a velocidade para pegar  a arma antes que momo após cair tivesse lhe dado uma forte rasteira a golpeando com um chute forte na parte de trás dos joelhos que a teria feito cair de bunda para trás.

Ambos estavam no chão naquele momento e recuperando-se dos golpes um do outro. Era notável para a tritã que havia uma dificuldade para momo mover suas mãos devido a descarga elétrica. Naquela troca, a tritã tinha uma certa vantagem, ainda que a troca de golpes não tenha sido longa.

Shaanti notaria uma certa dificuldade para colocar-se de pé, quando fosse levantar e o mesmo se daria a momo.

 ANE-SAN NÃO DEIXE ESSE CARA TE DERRUBAR!

Gritaria Gutinho tentando encorajar Shaanti. A plateia iria quase a loucura com a intensidade de ambos combatentes, até mesmo o narrador parecia sem palavras no momento.
”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptySeg 25 Fev 2019, 08:53




Resoluções

11


Mesmo o grito de Gutinho parecia distante naquele momento… É claro que havia lhe ouvido e isso certamente havia lhe encorajado, mas o que faltava?

~~~~Flash Back~~~~
 - O que você tem hoje? - soou a voz grade de Toch, seu mestre, seu pai e seu amigo, pois em sua infância Toch lhe havia sido tudo.

- HAHAHAHA, NADA. HAHAHAHAHAHA EU HAHAHAH TO OTIMA HAHAHAHAHA TOCH HAHAHAHAHAHA.   - o riso histérico certamente era o maior indício disso.

- Ahn… Sei… Não sei como não percebi antes.

Shaanti já era maior nesse tempo, na verdade a época de sair para o mundo se aproximava, pois o navio que construíam juntos estava quase concluído. Nesse momento em específico devia faltar menos de 1 mês para que partissem.

Aquela era uma sessão de treino particular, onde somente ela estava sendo treinada, mas como podem perceber, algo não corria bem. - Nunca te vi tão preocupada em defender. - era isso que parecia estranho para o velho lobo do mar, o fato de Shaanti estar tão preocupada em evitar os ataques, em antecipá-los que praticamente havia esquecido de sua ofensividade natural.

- HAHAHAHA, CLARO QUE NÃO TOCH, HAHAHAHAHA EU HAHAHA SÓ TÔ QUERENDO HEHEHE TESTAR OUTRAS COISAS HAHAHAHAHA. - Ahn… Sei… - Toch abandonou a postura de combate e chamou a ruiva para sentar.


Uma coisa era verdade sobre Toch, ele era um monstro, mas somente para os humanos, pois ali, ali naquele dojo… Ali ele era um pai. Bom, sensato e rigoroso, mas acima disso ele era zeloso.

- Um mês ahn? - não foi necessário a resposta, pois o rosto tenso de Shaanti havia sido suficiente para ele entender tudo. - Nervosa.

As mentiras começavam a se formar na boca de Shaanti, palavras convencidas para discursar sobre o orgulho tritão e suas fascinantes habilidades, mas…. Bastou-lhe um olhar severo de Toch para entender que aquele comportamento não seria aceito durante essa conversa.

- Eu.. - Enrolava as mãos uma na outra sobre seu colo. - Eu… Não sei se sou capaz Toch… Capaz de sair daqui e liderar eles, sei que você me ensinou muito… mas é como se tivesse um monte de outras coisas que eu não sei.

- E realmente tem. Há um mundo de coisas que você não sabe…

- Isso era pra me encorajar?

- HAHAHAHAHAHAHA. Certo, certo. Como posso dizer… Hnn… Sim… Há um mundo de coisas que você não sabe, mas também há um mundo para lhe ensinar. Pude lhe dar as ferramentas para sobreviver, mas o mundo… Esse você deve descobrir sozinho e não o fará se escondendo, para descobrir o mundo ele também precisa descobrir você… - fez-se uma pequena pausa antes que ele prosseguisse. - Há um velho ditado que diz… “Quando você olha para o abismo o abismo olha de volta para você.” Então olhe-o e vença-o.

~~~~Flash Back~~~~


Deitada de costas a ruiva olhava para o céu.

- Toch… Estou fazendo de novo não estou? Tão preocupada com o que vem depois, que não faço o que preciso fazer agora. Tempo demais olhando e sonhando com a outra borda do abismo que não me jogo. - Shaanti falava sobre seus medos e o peso que vinha carregando até agora.

O capacete lhe havia sido útil até o momento, havia não só ocultado sua imagem, como também havia lhe protegido de golpes na cabeça, ainda assim lhe era um fardo pesado, era algo que lhe trazia o peso de dezenas, senão centenas, de diferentes preocupações.

- Já ouviu o ditado… “Quando você olha para o abismo o abismo olha de volta para você”? Ela começaria a tentar se erguer, não rapidamente ou com brutalidade, mas sim de forma vagarosa, como alguém que despertava. - Meu mestre me disse uma vez, antes de eu e meus amigos partimos para o mar. - sua mão subiu até a fivela do capacete, pegando a cinta de couro. - Não posso ser eu mesmo atrás desse capacete. - Emily gosta da verdadeira Shaanti, e isso me basta.

Não havia mais motivos em sua mente para que ela não fosse simplesmente ela. Havia se lembrado das palavras de Toch e de como ela ficava quando tentava não ser ela mesma. - Se eu não for honesta comigo mesma, não serei eu. - era algo enraizado tão profundamente nela, que mesmo sua forma de agir e ser acabava por ser afetada.

Mas ela também não era mais a antiga Shaanti, ainda que esta fosse a base de quem era agora.

- Emily… Ela me ama por quem sou. - diria ao cavaleiro negro, dando-lhe as costas naquele momento e se virando para onde Emily e Gutinho estavam, talvez Rin estivesse por lá também. - Estou aqui pelo bem dela e para poder levá-la em aventuras, ver o mundo e viver o que ela só leu em livros. - colocou ambas as mãos no capacete, confiava que naquele momento a honra de seu oponente o faria aguardar, que ele lhe daria aquele momento. - Eu fiz coisas…. coisas … - não completou, mas sabia que o silêncio teria levado a mensagem tão com quanto às palavras. - Mas ela me perdoou, me salvou e me amou e ainda me ama… - puxou o capacete, tirando-o lentamente da cabeça. - Pelo que sou, como sou e não pelo que estou tentando fingir ser. Então… o que é a opinião do mundo? Quando já tenho tudo que importa? - soltou o capacete no chão, largando-o da sua altura e ergueu a mão com o punho fechado sem tirar os olhos de Emily. Em seu rosto havia finalmente um sorriso real, livre do nervosismo, livre do peso do amanhã e das preocupações.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Não importa o quão profundo seja o abismo, ela é minha luz.

Para ela nada ali importava, nenhum dos outros gritos, nem vaias, nem ódio, nada existia naquele momento a não ser a visão de Emily na cabine.

Passado um momento se voltaria novamente para Momo.

- Obrigado por esperar. Agora poderei lutar seriamente.

Deixaria que ele fala-se, não esperava que ele fizesse o mesmo, pois não havia feito aquilo para força-lo a se revelar, sabia que cada um possui seus motivos, suas convicções e deve saber o que é o certo para si… Para ela, aceitar que não precisava se esconder, aceitar que o amor de Emily era o suficiente e que nada mais importava, e acima de tudo… Aceitar que Emily era realmente feliz com ela sendo quem era e nada mais.


Após o que Momo pudesse falar,  - respirou fundo e completou. - Sou Shaanti Mochan, discípula de Toch, ex-pirata em busca de redenção. - assumiria a postura do Karate tritão.





”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 
Técnica:
Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 57
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptySeg 25 Fev 2019, 15:20



Confronto de realidades - 11
Naquele momento enquanto encarou o céu memórias haviam vindo ao seu encontro, sobre as coisas que aprendeu, sobre experiências que lhe fizeram aproximar-se de quem é hoje, nessa batalha poderia ver muitas coisas por uma perspectiva diferente, estava enfrentando alguém com um estilo muito parecido ao seu, que provavelmente tem  uma mesma origem e enfrenta as mesmas coisas… Estavam ambas como pessoas caídas ao chão após o sucesso de seus golpes mas, ninguém ainda estava disposto a desistir.

Com dificuldade momo teria se sentado e observou Shaanti que ainda estava deitada e tentava se reerguer, nesse momento era possível ouvir  como toda a plateia reagia com louvor aos lutadores que começavam a se reerguer, parecia que seria um combate muito mais longo que os anteriores que  se decidiram em poucos golpes de oportunidade que haviam surgido e sido aproveitados.  Poderia ouvir entre os vários sons vozes familiares, como de Rin, Liontom, Emily e Gutinho se misturarem ali, do que parecia ser uma energia intensa, que também se refletia em uma imensa pressão.

- O que é isso? Nossos lutadores estão capazes de lutar ainda! Vamos lá povo, não economizem! Reconheçam o valor desses guerreiros!

Dizia o anunciante enquanto Shaanti começou a dizer suas palavras, tentando se erguer, era notável que seu oponente respeitava as suas palavras, pois prestava mais atenção nelas do que esforçava-se para levantar naquele momento. Então quando Shaanti começou a colocar a mão na fivela do capacete, teria ouvido uma voz abafada sair doo capacete de seu oponente.

- Não faça isso! Eles vão...

Com uma  preocupação genuina  o cavaleiro negro teria esticado a mão a frente, com os dedos abertos em sinal de pare. Mas a cabeça da ruiva já estava feita e com isso ambas teriam enfim se erguido e ficado de pé, pois seus corpos permitiriam que os fizessem. Era notável que a armadura do cavaleiro chacoalhava, como se ele mesmo tremesse, ele ouviu cada uma das afirmações, mas não havia palavras que viessem a sua boca., como pessoa ela havia mostrado muito mais força e coragem do que em algum momento momo já havia mostrado e ele era capaz de reconhecer isso pelas palavras que eram ditas. De seu capacete algumas palavras como “ Eu..” poderiam ser ouvidas, mas nenhuma frase era formada. E então quando ela tirou o capacete ela teria visto uma coisa muito grande acontecer.

A felicidade e a torcida da população logo tornou-se em violência e o que uma vez foram aplausos agora transformaram-se em vaias. Palavras como  “ monstro”  ou  “ volte ao mar aberração” eram escutadas de vários lugares toda a torcida que Shaanti havia conquistado por um momento começou a torcer por sua adversária e naquele momento era possível que ela pudesse ver na plateia, diferente do camarote Liontom e Rin que como não tinham convidados, não teriam visto em outro lugr que não fosse em meio a população. Era possível ver que ambos estavam horrorizados com a reação do público e tentavam argumentar, não era possível ouvir em meio ao balburdio o que diziam, mas pelas suas expressões e gestos era claro que a defendiam.

Do camarote onde estavam, Gutinho e Emily com os megafones gritavam para que deixassem a ruiva em paz. A casa da apostas de Momo encheu-se rapidamente, pois todos queriam ver a queda da tritã. E naquele momento o único som distinguível que era possível para que ela pudesse ouvir era o de sua oponente naquele momento.

- Droga… Você me lembra a minha irmãzinha… Acho que até ela torceria por você agora… Pois você teve muito mais coragem que eu…. Eu também me escondi… E agora eu vejo, suas palavras… Shaanti Mochan… Não sou Momo o cavaleiro negro...

Dizia seu adversário levando a mão ao próprio capacete enquanto o desencaixava da cabeça. Era notável que enquanto o fazia cabelos longos e rosados podiam ser vistos até que por completo ela teria tirado o capacete.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Eu sou Linessa Crownguard e sem mais limitações lutarei contigo… Eu aceito a sua determinação… Que possamos conquistar aquilo que buscamos por quem buscamos.

Dizia com um sorriso muito bonito no rosto, entrando em posição de batalha. A população que antes estava daquela forma, vendo  do que tratavam-se ambas as moças por um momento silenciou-se antes que a agitação pudesse devolver apostadores para ambos os lados, queriam ver ambas caírem em um empate se fosse possível, mas não queriam que nenhuma delas fosse a vencedora.

Tinha a sua frente agora o que pareceu ser o confronto final entre as duas, daquela vez, pela primeira vez, fosse por respeito ou pelas próprias limitações que o choque havia lhe dado, Linessa havia lhe dado a iniciativa.



”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptySeg 25 Fev 2019, 21:00




Resoluções

12


Sentia o peso saindo de seus ombros a cada centímetro que o capacete subia, e também sentia a gratidão dentro de si por como as coisas haviam sido até ali, pois era só naquele imenso emaranhado de destinos que ela fora capaz de amadurecer até aquele ponto.

Aceitar as coisas como elas são e ser feliz, sentir-se agradecida… Isso não havia sido possível em nenhum outro momento da sua vida, nem mesmo com Toch, nem mesmo quando era pirata. - Naquele tempo eu só sentia raiva e ódio. - Era claro para era o clamor de ódio das pessoas, a fúria alimentada pela enganação. Ninguém gostava de ser feito de idiota, haviam apostado nela, haviam torcido por ela, ou melhor, por uma imagem irreal que haviam construído. - Agora… Acho que finalmente sinto paz. - gratidão. - Lamento apenas que você tenha que passar por isso pirralha, mas… - suas mãos se apertaram com extrema força cerrando seus punhos. - mudarei isso.


Sentia a cacofonia mais do que a via ou ouvia, percebia a movimentação de apostas em seu oponente como uma vaga impressão, tal qual uma brisa suave, pois tal ato não a incomodava, saber que torciam contra ela, que a odiavam, que preferiam-na ver morta à vitoriosa…. Nenhuma dessas coisas a incomodava, nenhuma delas sequer era assimilada como um sentimento por ela, a única coisa que de fato a incomodou foi saber que sua oponente era também uma tritã.

- Poderia jurar que você seria um tritão feio, com o rosto todo cortado e a garganta dilacerada, talvez careca em um dos lados.  - afastou um pouco as pernas. - Mas você tem cara daquelas garotas que deveriam estar cantando em uma taverna, hehe. - embora pudesse não parecer, aquilo era um elogio à beleza da jovem, o que talvez ficasse mais evidente pelo sorriso amistoso no rosto da ruiva.

- Parece que causamos um alvoroço.



Não restando dúvidas de quem deveria ser ela atacou, desta vez como a verdadeira Shaanti e livre do peso de suas preocupações correu. Quem visse de fora poderia ver apenas como uma estratégia suicida, ou o descarrego de alguém irritado e frustrado, mas para Shaanti aquilo era somente a sua essência, em corpo e alma.


Deu o último passo, firmou o pé no chão e torceu o tronco preparando seu soco quando estivesse no alcance.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Em respeito não estaria atacando o rosto de sua oponente, uma consideração que jamais teve por qualquer outro. Todos os golpes dela seriam dirigidos ao tronco/abdome, e não só nesses locais, tentaria buscar brechas para atacar as axilas se percebesse que Linessa haveria de erguer os braços.

Como havia dito, muitos veriam aquilo apenas como um plano tolo de um suicida. Seus bloqueios e esquivas teriam naquele momento menor importância, ergueria o braço para reduzir um golpe, saltaria para o lado se pudesse evitar um soco e atacar ao mesmo tempo, socaria o braço de sua oponente, bateria seu punho contra o dela, atacaria seus ataques em um ritmo que não pouparia suas forças. Se acertada tentaria não recuar, rangeria os dentes e rugiria com a dor, mas manteria seus pés firmes, forçando-os a frente, pois naquele momento, naquele específico espaço de ringue, ela sentia que não havia a opção de recuar, a opção de dar um passo atrás, pois se o fizesse estaria desmentindo suas palavras anteriores.

Assim sendo não recuaria por vontade próprio, poderia é claro ser lançada para trás após um golpe mais forte, escorregar ou ser empurrada, mas em seu espírito ela se negava a dar aquele passo defensivo, seu espírito aceitaria apenas seguir em frente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- AHHHHHHHH. - forçava-se a aumentar o ritmo dos golpes lutando para entrar na defesa dela. Não haveria de ser um golpe, seriam precisos vários golpes rápidos para que finalmente os danos começassem a ser sentidos, o mesmo ocorreria no inverso, provavelmente, ela esperava... O que ela precisava naquele momento era se manter focada em atacar, resistir e respirar, este último era quase tão importante quanto os dois primeiros, pois só assim conseguiria manter o ritmo para ter sua chance.

Precisava de uma chance, um momento em que ela desacelera-se para tentar algo mais concreto, pois nesse momento, onde um dos golpes dela parecesse ceder ao cansaço na ruiva pularia para frente, barrando o possível soco com a mão aberta enquanto seu corpo girava, sua outra mão procuraria atingir a parte inferior do braço próximo ao ombro, enquanto a da frente nesse momento giraria tentando alcançar o punho de Linessa torcendo-o enquanto empurrava com o outro braço usando o quadril de alavanca, com o intuito final de arremessá-la.


O golpe não pararia por aí, pois sabendo das capacidades acrobáticas dela a ruiva colocar-se-ia em perseguição. Imaginando que sua oponente seria capaz, de assim como os gatos, de virar-se no ar para cair de pé. Com isso em mente a ruiva correu atrás, logo após lançá-la saltando no momento oportuno com o pé esquivado a frente. O plano era literalmente chutar Linessa no ar, ou assim que ela aterrissa-se, teria mantido as mãos em guarda protetiva ao lado oposto ao chute. Ou seja, chutando com a direita as mãos teriam ficado como uma parede a esquerda de seu tronco e vice e versa. A perna escolhida para o chute dar-se-ia simplesmente devido ao espaço da corrida, evitando assim a necessidade de dar um passo a mais apenas para corrigir com que perna chutar.

>><<

No caso dela própria ser lançada, arremessada, derrubada… buscaria se recuperar o mais rápido que fosse possível. Se derrubada de costas iria tentar rolar para trás para ficar novamente em pé, se necessário rolaria uma segunda vez, talvez girando sobre as mãos na segunda volta para enxergar a movimentação de Linessa antes de voltar a se levantar.

Outras possíveis recuperações seriam rolar lateralmente de forma ágil ignorando a dor da melhor forma possível, procurando um momento para se impulsionar com as mão e se erguer. Se arremessada, igualmente havia planejado fazer com Linessa tentaria rolar pelo chão, apoiando-se com os braços e não com as mãos transformando o corpo em uma ‘bola’ antes de se impulsionar para voltar a ficar de pé.

Assim que fosse possível a recuperação buscaria retomar a estratégia anterior.


”objetivos”:
 
Linessa

Histórico:
 

Spoiler:
 
Técnica:
Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 57
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptyTer 26 Fev 2019, 16:44



Confronto de realidades - 12 A carpa que sobe a cachoeira e torna-se um dragão.


Aquela batalha parecia caminhar para o rumo final, a revelação que ambas haviam feito, em respeito não só a outra, como também ao que elas acreditavam, por aqueles que elas acreditavam haviam certamente desafiado as pessoas do reino, aquele combate era quase como um tapa dentro daquele reino onde os humanos não teriam uma opção, uma delas sairia vencedora dali, nenhuma das duas era o que eles esperavam mas, haviam conquistado o seu lugar. Humanos, minks, tritões,sirenas… Não importava o que fosse o torneio não havia bem uma regra que pudesse impedi-los de participar, pelo menos não escrita. O público estava agitado e seria notável que todos os companheiros de Shaanti naquele momento pareciam agitados, pois sabiam o verdadeiro valor de Shaanti, mais do que nunca eles vibravam e a tritã poderia sentir, era como se carregasse a vontade de todos eles ali.

Linessa teria voltado a sua postura,  sem mais truques, sem mais  modos fáceis, estava disposta a entregar tudo de si e também receber tudo o que sua oponente tinha a oferecer, seu sorriso confiante mostrava isso, provavelmente era o lógico a se pensar do que se esconderia por baixo de sua armadura, Shaanti não seria muito diferente, apesar de não considerar-se adorável, muito mais era gentil aos olhos do que sua personalidade ou modo de lutar sugerem.

- É justo… Devo ter pedido especificamente pra parecer um tritão de meia idade quando vestisse a armadura hahahah…. Bem a ideia não era parecer um tritão, mas um cara parrudo… É, de certo modo durou bastante… Não esperava que você fosse ter cara de mocinha também… Shaanti, eu irei com tudo. Me acompanhe se puder, vamos mostrar pra esses panacas do que somos feitas!.

Disse a garota animada em um tom encorajador, com isso ambas teriam partido para ofensiva, teria avançado com um soco poderoso na região do tronco de Lin que naquele momento havia devolvido com uma forte espalmada ao centro do peito de armadura, o impacto que ambas sentiram ali era intenso e o impacto sobre seus corpos era visível, um segundo avanço então de ambas teriam ocorrido, nenhuma das duas queria recuar, a determinação de nenhuma das duas era menor, ambas lutavam por quem mais importava a elas.


Um segundo confronto aconteceu, onde teria sido o punho de Shaanti contra a palma da garota, a intensidade do golpe teriam feito com que pudessem sentir a dor percorrer de sua mão até o ombro e então por todo o corpo antes que fossem repelidas uma pela outra, Linessa teria rugindo um pouco de dor, mas não teria recuado a investida de Shaanti que teria feito uma terceira investida, no que pareceu ser uma troca mais intensa de golpes onde entre bloqueios e esquivas uma teria acertado a outra diversas vezes de modo que seus corpos pareciam querer ceder  qualquer momento, mas não suas mentes. O público que antes vaiava vendo a ferocidade das duas lutando como nenhum outro guerreiro havia lutado, aos poucos começavam a ser cativados pela determinação e pela força das duas.

- SHAANTI, SHAANTI!

Uma única voz solitária rapidamente reconhecível em meio a plateia teria começado e então uma avalanche de vozes a acompanhou, poderia sentir por suas veias a adrenalina percorrer, e o mesmo também teria se aplicado ao outro lado da plateia, onde também uma única voz logo tornou-se uma torrente sonora.

- LINESSA, LINESSA!

Um sorriso teria surgido no rosto da tritã que enfrentava a ruiva e um quarto avanço teria ocorrido e mais uma troca violenta de golpes ocorria, nenhuma brecha das duas era grande demais para que um movimento fosse decisivo, mas naquele momento ambas acertaram um forte golpe na outra, Linessa uma forte espalmada na região do peito de Shaanti que teria tirado o fôlego dela e  a empurrado quase até a beirada, enquanto um soco forte no estômago da rosada havia causado a mesma situação. Ambas mal aguentavam-se de pé naquele momento. Ofegante a garota quando recuperasse o fôlego diria:

Vamos finalizar isso Shaanti! Me dê tudo que você tem, que eu darei tudo o que eu tenho! Eu te mostrarei todo o poder da técnica do Shishou!


A garota então começaria um movimento lento de suas mãos onde teria feito um circulo a sua frente de modo que era notável que por um segundo seu coração ficava exposto por completo, diferente da primeira vez, agora era possível ver água acumulando-se na sua palma, onde ela colocou por um momento ambas as mãos para trás de modo que a água teria coberto por completo quase como uma luva a sua mão direita.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- VENHA SHAANTI, ME MOSTRE O SEUG OLPE MAIS FORTE!… Rozan Sho...

A garota então colocaria a perna esquerda a frente, como se fosse se impulsionar na direção de Shaanti o pisão que ela havia dado teria sido suficiente para que partisse parte do chão, já avariado pela batalha das duas, mas eram apenas leves rachaduras, mais e mais água começaria a acumular-se em seu punho naquele momento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

-Ryu…..


E no momento em que uma avançasse contra a outra viria  a finalização e consumação de sua técnica, poderia ser impressão de Shaanti ou mesmo a técnica da garota, mas poderia jurar que na palma da garota, poderia ter visto o formato de um dragão chinês. A carpa então teria mostrado que a lenda era verdadeira, em seu golpe mais forte a carpa que subiu a cachoira tornaria-se o dragão onde ela gritaria com toda a força de seus pulmãos o golpe de seu ultimo esforço.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- HAAAAAAAAAAAAAAA!

Dado aquele avanço aquela última troca de golpes seria a decisiva, uma das duas cairia. O público parecia aflito e intensamente gritavam o nome das duas, aquele era o momento
”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptyQua 27 Fev 2019, 11:15




EU

13


A empolgação e exaltação da torcida talvez fosse algo que devesse ser notado, algo que Shaanti deveria ter percebido para aquecer, fomentar e fortalecer seu coração. Era, afinal, o que ela buscava, havia sido por isso que havia se escondido até aquele momento, para ser julgada antes por suas atitudes do que por sua aparência.

Seria belo descrever como esse sentimento a fortaleceu, ou como se impregnou em seu coração. Sim, seria belo, mas… A verdade não poderia ser mais dissonante. Pois a verdade nem sempre é bela, empolgante ou merecida de estar em um livro, a verdade é que ela não percebeu o grito ensurdecedor, está era a verdade, não é certamente a melhor história para se ter em um livro, não há floreios belos, nem mesmo simples, mas é assim que a verdade é, não é?

Tudo que havia naquele instante era exatamente isso, o Instante, o próximo golpe a ser trocado, a próxima respiração, o olhar do belo rosto de sua oponente e a convicção de que tinha de vencer, não pelas pessoas que torciam por ela, não pela cega que havia aposta, não pelo desejo de se tornar uma cavaleira, não.

Essa convicção vinha puramente do fato de ser Shaanti, e por essa única razão venceria, por ser quem era e quem representava.


>><<


O momento parecia haver chegado, tão repentino quanto aguardado, quando se deu por conta estavam distantes e Linessa a chamava para o ato final.

Seu peito ardia, não havia como ser de outra forma afinal, o combate havia se intensificado e ela havia se jogado de cabeça nisso.

Heee… - - o final. - Não tenho nada tão pomposo. - se referia a técnica especial de Lenissa, sabia serem técnicas do karatê Tritão, técnicas que ela poderia dominar, mas com as quais nunca havia se interessado, pois havia se acostumado a ser simples e direta e suas técnicas especiais tendem a refletir-lá dessa forma. - A única coisa que posso fazer. -afastou as pernas flexionando o joelho, puxou o braço direito para junto do corpo cobrando seu cotovelo com força e mantendo os dedos para cima. - É te atacar como se quisesse matar.

Gif Gon olha pro Morão….


Gyojin Karatê… - apertou mais o braço direito junto ao corpo forçando a musculatura contraída deste, e então no momento que Linessa avança-se ela o faria em simultâneo, rapidamente trocando o peso dos pés ela acelerou de encontro a maldita carpa. - Hyakumaigara - respirou profundamente.


>><<

Era tudo que ela poderia fazer, era sua essência de verdade, simples e honesta e assim era sua técnica naquele momento, uma representação de sua personalidade.

>>><<<

- Vejam isso… Emily, Rin, pirralho…. Fofo. Daria o último passo como um salto, pisando ao lado do pé de Linessa e olhando-a nos olhos naquele momento.

>>><<<

- Devíamos ter nos conhecido antes, não acha? - embora fosse uma pergunta por pensamento ela esperava a resposta, talvez algo estranho de se considerar não? Mas, sentia como se estivessem sintonizadas naquele momento. - Antes disso tudo, eu achava que sabia o que devia fazer, você não sente o mesmo? Uma nova certeza?

Com um sorriso mental de agradecimento.

- Uma só família.


>><<


- SEIKENNNNNN.  - o último grito, com o último soco, e talvez fosse perseguição, mas este seria no coração.



”objetivos”:
 
Linessa

Histórico:
 

Spoiler:
 
Técnica:
Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 57
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptyQua 27 Fev 2019, 16:59



Confronto de realidades - 13

Ambos os lados preparavam seus golpes finais, Linessa e Shaanti, era tudo ou nada naquele instante onde a plateia teria ido a loucura, era possível ouvir intensamente e sentir através da voz do público ainda mais a intensidade daquela batalha, ambas podiam sentir em suas veias o sangue ferver onde nenhuma polparia menos esforços pela vitória. Sobre os ombros de cada uma delas se pesou com as expectativas daqueles que lhe eram importantes.

Suas determinações eram grandes ao ponto que pareciam ter uma compreensão maior uma sobre a outra ali, a ruiva poderia sentir como se a carpa pudesse não só ouvir, como também aceitar os seus sentimentos e ali ela poderia sentir através do sorriso que a garota tinha, enquanto avançava, era como se ela dissesse a ela “ Apesar de sermos adversárias, eu espero que possamos ser amigas um dia”. A poderosa técnica das duas teriam um sucesso, apesar de poderosa a técnica de Linessa tinha uma fraqueza ao qual era a segunda vez que Shaanti e era seu coração exposto, era um único segundo… O único segundo que Shaanti precisava.

O golpe de Linessa havia ali atingido em cheio o centro do peito de Shaanti, onde sua armadura teria ruído por completo, com exceção de uma única parte, coração, poderia ter sentido sangue jorrar pela sua boca e sua visão ficar turva, tudo estava dolorido e o chão seria para onde ela iria de encontro. Não era muito diferente de Linessa, a rosada teria uma perfuração em sua armadura, bem na região do peito, onde ela teria caído de frente a Shaanti, de modo que seus rostos estavam próximos e poderiam olhar o rosto uma da outra, sentir a respiração. A boca de Linessa estava com bastante sangue, ambas sabiam que aquela batalha já havia terminado, pois seus corpos não mais poderiam responder, apesar de não dizer palavras naquele momento a tritã tinha um olhar sereno e um sorriso, que era quase como de alguém que olhava com orgulho para a sua adversária, como se estivesse honrada de que sua derrota teria sido por alguém como ela. Ambas sentiam dificuldade para respirar e o que era um escarcéu de sons, logo tornou-se um profundi silêncio onde para as duas, pareceu até que o tempo passaria mais devagar. A ruiva poderia ter certeza pelo estado como estava o próprio corpo que sua consciência não muito duraria, mas ainda menos duraria a da carpa. O dragão que havia despertado logo voltaria a dormir, e para ela havia esse pequeno momento para que pudessem dizer, fossem com palavras ou através de sua determinação que haviam encontrado um par a altura.

”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptyQua 27 Fev 2019, 19:58




Soul

14


A voz de Linessa, da determinação dela, lhe parecia tão real como se fosse a voz dos seus próprios pensamentos. Talvez fosse pelo ringue, talvez por ambas serem tritãs e jovens, talvez por estarem dividindo o mesmo forte sentimento o mesmo forte desejo e as mesmas convicções, fosse qual fosse a explicação era como se suas almas tivessem se conectado naquele breve momento que antecedeu a dor.

Essa, que também poderia ser tida como fonte de conexão, pois ambas a entendiam profundamente agora, em seu corpo, em seus ossos em suas almas.

O sangue jorrou por sua garganta trazendo consigo o gosto de ferro e a dor, inclinava-se para frente, sua cabeça quase encostando na de Linessa. Fora nesse momento que seus olhos puderam finalmente captar.

- O.. - a voz estaria fraca, embargada e rouca. - Coração… - entrecortada pela respiração. - Me protegeu…  - cambaleou para trás, afastando seu rosto do de Linessa e olhando-a fracamente. As mãos caíram ao lado do corpo, antes de dizer.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Foi… a me...lhor….. luta. - Seu desejo era perguntar mais coisas, era saber quem ela era, convidá-la para seguirem juntas…. Era como estar novamente juntando uma família, mas… naquele momento, isso foi tudo que conseguiu dizer.


Escorregaria um pé para trás, seu corpo cederia um pouco e se veria se sustentando apenas por teimosia, pois não queria cair ainda.

- Ainda não. Só… - - mais uma.. - - Olhada lá. - era só isso que desejava, ver Emily antes de tombar.

Assim tenta-lo-ia fazer, virando-se em seus pernas trêmulas até que fosse capaz de ver Emily.

- Assim está bom. - Só desejava um sorriso, apenas dar-lhe um sorriso antes de se entregar.


>>><<<

Sua mão seria a primeira a se mexer, quando isso de fato se tornasse possível, seguida de uma pequena virada de cabeça, um gemido e a adorável constatação de como estava com sede.

- Água. - balbuciou com a voz rouca.

Ainda não teria entendido o que de fato acontecia, só sentia sua necessidade mais básica, as memórias embotadas teriam que aos poucos retornar, até que pudesse realmente lembrar.

Forçou os olhos a abrir e repetiria seu pedido, se ainda não houvesse ouvido ninguém.

- Parece que estou de volta aquela noite. - se referia a noite, que sozinha acordou no alto da escarpa. A noite em que Emily lhe salvou.

- Emily? - chamou, pela lembrança daquele lugar.



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 
Técnica:
Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Alipheese
Comodoro
Comodoro
GM.Alipheese

Créditos : 57
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Feminino Data de inscrição : 31/03/2013
Idade : 26
Localização : Olympo- 5ª Rota

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptyQui 28 Fev 2019, 09:16



Confronto de realidades - 14



O desfecho da batalha estava ali, diferente da euforia normal, havia a tensão e onde havia a mais pura determinação em batalha, agora nos ultimos momentos de consciência que tinham cada uma delas esforçava-se por cada puxada de ar, com fraqueza a ruiva teria dito sobre o coração a ter protegido, teria sido esse o segredo ali? Pareceu algo tão próximo que mesmo a técnica da garota sendo muito destrutiva, havia ali também o amor de Emily como o seu escudo. Com dificuldade a rosada sorria e era notável que com dificuldade ela teria dito algumas palavras:

-Sempre… Protege… Ou…. Da …. Forças

A voz da garota era ofegante como a de alguém que havia quase se afogado, ela acabava por tossir ao fim com dificuldade em entender, era notável que ela tentou levar a mão ao próprio peito naquele momento, era como se sua determinação pudesse dizer que a força avassaladora do seu ataque, vinha do amor de mesma intensidade ao qual sentia. Os olhos de Linessa iriam se fechando lentamente, enquanto as ultimas palavras escapavam pelos lábios da carpa.

- A… melhor…Quero...Mais..

Como uma resposta ao espirito guerreiro de Shaanti o de Linessa também ardia intensamente, eram rivais completamente compativeis, havia uma diferença entre elas, uma diferença tão pequena que por muito pouco teria dado a vitória a ruiva. Com isso era possível ouvir alguns passos, era uma figura que estava turva demais para que qualquer uma delas visse com exatidão como era o seu rosto, mas vestia um jaleco branco, provavelmente sendo um médico ou algo assim. Olhando para a tritã ainda a pedir por água, como o mais primal de seus instintos naquele momento. O homem teria levantado o braço direito, o que logo constataria no que significava o que ele queria dizer. E com isso uma grande voz conhecida teria anunciado a vitória.


- E COM ISSO SENHORAS E SENHORES! A VENCEDORA É SHAANTI!


Aquele parecia o fim das batalhas físicas, aquela vitória significaria que Shaanti havia realizado o que havia prometido, foi uma batalha árdua que muito como pessoa lhe foi ao mesmo tempo que desafiador, recompensador, afinal jamais, jamais mesmo poderia dizer que sairia daquela competição da mesma forma que entrou. Havia encarado uma população odiosa preconceituosa e ainda assim, tanto ela quanto sua oponente conseguiram superar e fazer daquela o que elas não sabiam ainda mas, eventualmente descubririam, quando acordassem e pudessem ter alguém a lhe ocntar o que havia acontecido.

A Consciência de Shaanti teria ido embora naquele momento, afinal sua resistência e determinação só precisavam garantir que durasse um pouco mais, um pouco até que pudesse vencer. O que era turvo, tornou-se no profundo escuro, um sentimento de paz poderia provavelmente a invadir, ainda que talvez ainda tivesse mais um obstáculo pela frente a cerimonia, logo mais aconteceria, ou ao menos era suposta de acontecer.

Não sabia quanto tempo havia passado, talvez fossem horas, talvez até mesmo dias até que qualquer lapso de consciência pudesse voltar ao seu corpo, quando acordasse poderia sentir algo a segurar a sua mão, esta era Emily que estava alid ormindo, enquanto sorria e balbuciava algo como “ A shaanti é a melhor, ela conseguiu”, claramente entre vários intervalos possíveis para alguém falar dormindo de forma entendível. Junto a ela, havia na mesma sala próximo aos pés, Rin e Gutinho debruçados sobre a cama, mais próximos aos seus pés, Liontom estava na porta, também dormindo, enrolado no próprioc orpo, literalmente como um gato grande dormiria, era irônico mas a melhor palavra para descrevê-lo ali era…. Fofo.

Observando um pouco mais, poderia sentir um pouquinho de dor ainda po’r alguns momentos, poderia ver que em seu braço havia um furo com agulha e ainda havia algo para dar altura com um saquinho liquido que dizia: Soro.


Estava também levemente desorientada quanto aos horários, mas logo poderia encontrar um relógio indicando algo que era assustador, eram 3 da manhã e ela não sabia se ainda era do mesmo dia. Todos eles pareciam bem cansados, poderia ter como pista que Rin ainda tinha um pequeno bandaid no rosto, que só formentava uma imagem mais infantil, de quem não havia muito tempo desde sua ultima batalha. Certamente haviam mais coisas escritas, além de soro, como outras medicações, pois o sono viria de forma muito intensa a tritã que havia acabado de despertar, estaria de certo no mínimo sonolenta…. Em um ambiente completamente diferente, onde estava sendo cuidada ainda tanto por aqueles que se importavam com ela, quanto pela equipe médica.

”Histórico”:
 


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ação
Pensamento
Fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Furry
Game Master
Game Master
GM.Furry

Créditos : 45
Warn : Confronto de Realidades - Página 3 10010
Masculino Data de inscrição : 27/03/2015
Idade : 28

Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 EmptyQui 28 Fev 2019, 13:36




Futuro

15


As coisas haviam realmente mudado, em uma velocidade que poderia ser considerada irreal. A mão cálida de Emily que repousava sobre a sua lhe dava conforto, Shaanti teria apertado-a levemente antes de desviar o olhar para o restante do quarto. Ali estavam todos, até um gato grande que ela não esperava ver, pois não imaginava que teriam se aproximado a esse ponto, ainda assim, ficou satisfeita, sorria para si, para Emily, Gutinho e Rin, até mesmo para o inesperado grande e fofo gato.

O conforto da situação era tranquilizador e isso se refletia em seu corpo, relaxando-o e fazendo-a deslizar novamente para o reino dos sonhos. Ainda era cedo… Cedo demais para acordar aqueles que estavam ali por ela.

Amanhã… Amanhã poderia voltar as suas grosserias, gritar com eles e se divertir, descobrir o que havia acontecido no final entre essas coisas, haviam várias perguntas, mas naquele momento todas podiam esperar.

Seus olhos lutava para fechar, mas antes disso apertaria com um pouco mais de firmeza às mãos de Emily, puxando-as levemente para despertar a pequena.

- Ei… Sobe aqui. - queria que Emily deitasse ao seu lado… Bom, só naquele momento, que mal faria não é mesmo? Estava ferida afinal, era seu direito ganhar esse carinho.

Assim daria espaço, chegando um pouco para o lado para que a pequena pudesse ali se deitar, e por fim, com ela em seus braços se renderia novamente ao cansaço. Assim, naquela noite teve sonhos agradáveis, embalados pelos bons sentimentos que se apinhavam naquele pequeno quarto.


>><<

- Vocês parecem horríveis, HAHAHAHAHAHA. AIAIAI. HEHHH - seria este o seu bom dia. - Bom, hehe… Suspeito que o chão não seja uma cama muito boa. - buscou sentar-se. - E então? Vocês não tem nada pra fazer? - era um convite a expulsá-los do quarto. - Me arranjar comida, me dizer o que aconteceu, como terminou, o que vai acontecer. - - Como está Linessa? - porém nesta última apenas pensou.

>><<

Ficaria ao menos até terminar de comer e ouvir, depois disso ela iria se negar a ficar naquela cama e assim dali sairia. A menos é claro que estivesse presa, detida, ou impossibilitada de deixar aquele lugar, fosse por guardas ou por alguma coisa que Rin ou Fofo lhe informassem.

>><<

Se fosse possível deixar o lugar, ela o faria. Indo para a cidade se possível, desta vez sem sua armadura, sendo apenas ela a fim de ver como as coisas poderiam ser sido influenciadas.



”objetivos”:
 

Histórico:
 

Spoiler:
 
Técnica:
Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Confronto de Realidades - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Confronto de Realidades   Confronto de Realidades - Página 3 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Confronto de Realidades
Voltar ao Topo 
Página 3 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: