One Piece RPG
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Phantom Blood
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor Licia Hoje à(s) 2:53

» Escaping Mean! Run Ria, Run!
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 2:29

» [LB] O Florescer de Utopia III
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor Vincent Hoje à(s) 1:08

» As mil espadas - As mil aranhas
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 0:42

» Noskire M. Hughes
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:28

» Yami Sukehiro
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:22

» Yami Sukehiro
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 0:21

» [Ficha] Kuze Kyoji
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:43

» Vivian Strongwill
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:37

» The One Above All
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 23:18

» II - Growing Bonds
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:41

» Busca Implacável
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 22:07

» Do ferro ao aço
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor Anjodk Ontem à(s) 21:42

» 1º Ato - O Despertar
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor Chaitanya Mahaprabhu Ontem à(s) 21:39

» MINI - Abraço de Urso
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor TheJoker Ontem à(s) 20:34

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 20:24

» Fanalis B. Ria
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 20:19

» Enuma Elish
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 20:12

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor JaponeisLK Ontem à(s) 19:54

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Emptypor Pippos Ontem à(s) 19:53



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 [Divine Tools] II - Juntando as peças!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptySab 12 Maio 2018 - 18:34

Relembrando a primeira mensagem :

[Divine Tools] II - Juntando as peças!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) marinheiro Karyo Shen. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ficha | Aventura

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: Regras | Mudanças Importantes | Crie seu Personagem | Mini-Aventuras
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
darkmilks
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 07/02/2018

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyDom 29 Jul 2018 - 10:03

LUTA SOB O MAR
E AS FACES DO DESTINO
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O destino parecia ter um senso de humor sádico, pois levar nossa luta até o mar, o túmulo de meu pai, em um confronto de navios parecia ir além da conta, mas eu não tinha tempo para reclamar, precisava me desvencilhar de Brian e as tonfas cumpriam esse propósito. Subia à superfície rapidamente buscando o ar, meu corpo começava a sentir um pouco do desgaste que aquela luta causava. Procurava rapidamente ao redor um modo de sair daquela situação, mas não haviam cordas ou escadas, e a batalha no convés nos privava de ajuda.

“Parece que isto vai terminar aqui pai... No mar, como tinha de ser.”

A água estava turva, tingida de roxo pelo líquido que vazava do barco pirata, mas eu não tinha tempo para me preocupar com os efeitos nocivos dele. Por um acaso do destino um lampejo surgia em minha mente, aquele liquido vazava através do buraco da bala de canhão. Rapidamente mergulhei procurando o buraco. Minha estatura corporal provavelmente me permitiria passar pelo vão, mas não a de Brian. Mesmo em minha ânsia por encontrar a saída daquela situação, ficava atento a qualquer agarrão vindo do bárbaro, que seria desvencilhado através de novos golpes na região das costelas utilizando a cabeça da tonfa (Gedan Tsukagashira), que apesar de estar submersa poderia causar estragos, por causa sua pequena superfície de contato. Se o agarrão não me permitisse golpear, utilizaria a pressão que a força dele exerceria ao tentar me abraçar, utilizando o punho de uma das das tonfas (Tsukagashira) virado para a região das suas costelas para forçar seus pulmões. Ambos os movimento tinha um único objetivo minar o oxigênio em seus pulmões e levá-lo à superfície para buscar mais.

“Aqui embaixo a luta não me é favorável… Apesar de minha paixão pelo mar lutar dentro dele me trás lembranças ruins.”

Caso conseguisse voltar ao barco através do buraco, tentaria subir novamente ao convés, ajudando os espadachins em suas batalhas enquanto aguardava o retorno de Brian ao barco, que providencialmente aconteceria. Se minhas tentativas de voltar a embarcação pirata não dessem resultados tentaria acabar com a luta ali mesmo.

[Dentro d'água]
Voltaria a superfície para recuperar o ar e tentaria ficar de olho nele, quando mergulhasse faria o mesmo tentando seguir seus movimentos ali embaixo. Seus socos encontrariam mais resistência do que minhas tonfas, então aproveitaria caso ele tentasse socar para tentar bloquear com uma das tonfas e com a outra atingir a região do estômago, pouco abaixo das costelas, utilizando a cabeça das tonfas (Gedan Tsukagashira). Se os golpes obtivessem o resultado esperado e ele tentasse voltar à superfície para recuperar o fôlego e abrindo a guarda no processo, tentaria atingi-lo novamente mirando os golpes no rosto para machucar nariz ou boca impedindo-o de se manter submerso.

Caso ele optasse por tentar me segurar com um dos braços, fingiria um bloqueio com o braço do mesmo lado e tentaria atingir a parte de dentro do cotovelo com a cabeça (Gedan Tskugashira) da outra tonfa. Se o agarrão dele fosse com os dois braços, giraria o corpo, colocando meus pés contra ele forçando-o a se afastar, terminando meu giro logo em seguida ficando com os pés para trás e utilizando-os para me impulsionar contra ele, com a cabeça das duas tonfas para frente, tentando atingir a região do abdômen dele. Seguido por golpes verticais no queixo ou pescoço. Se uma nova joelhada estivesse nas opções dele, utilizaria a parte de baixo da tonfa em um movimento vertical para bloquear o golpe e talvez machucar seu joelho.

Apesar de minha apreensão por estar lutando naquele ambiente hostil, eu tentava vislumbrar uma vitória, que acaso viesse não seria às custas de minha honra, pois eu carregaria o corpo de Brian para fora dali, procurando por pedaços de madeira para apoiá-lo. Se fosse do agrado do destino continuar com aquela luta, aceitaria de bom grado, afinal de contas a muito tempo havia deixado em suas mãos guiar meu caminho.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Partes da Tonfa:
 

OFF:
 

Objetivos(Atualizado):
 

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizzu
Pirata
Pirata
Mizzu

Créditos : 10
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 9010
Masculino Data de inscrição : 26/07/2011
Idade : 22

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyDom 29 Jul 2018 - 12:23


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Era ele, o ator principal daquela cena, sim o pirata que valia 7,5 milhões de recompensa finalmente mostrava suas caras, e devido ao cartaz antes mostrado a mim, foi bem mais simples o reconhecer. Só podia ser ele mesmo, aquele primeiro atirador era fraco demais para carregar essa fama, e para bolar uma estratégia como esse só um pirata desse nível. Todo meu plano totalmente calculado foi por água baixo, e como imprevistos acontecem, eu tinha caído de corpo inteiro na armadilha do inimigo ali.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não estava nos meus cem por cento, mas era o que tinha para o momento, e também esse era um pequeno problema diante toda a imensidão da ocasião. A vista de tudo e todos eu não podia falhar, me arriscando eu verdadeiramente estava, mas para um bem maior; os soldados a quem eu estava liderando estavam feridos, e num seria um tiro na coxa, que por sinal machucava bastante, que iria me transformar em um traidor, tinha por obrigação ajuda-los e mesmo que fosse para arriscar minha vida eu estaria ali.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Algo me impulsionava, não sabia se era a adrenalina criada ali ou se era apenas a vontade de querer acabar de vez a missão, mas eu conseguia correr, bem cambaleando por sinal, para algum lugar onde eu pudesse me abrigar. Eu achava engraçado, mesmo em meio a tanto caos, um sorriso saia de meu rosto, isso devido ao observar e ver que outro atirador aparecia diante o telhado, com meu foco e concentração direcionados para o pirata de maior recompensa ali, esse novo atirador passava desapercebido, e essa era minha falha. Seria possível o motivo do riso ser devido ao meu subconsciente saber que esse era o meu fim? Até o momento de o mesmo posicionar a alça e a massa de sua arma diante mim, era sim, mas algo me sustentava a crer que esse não seria o capitulo final da minha história.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]De onde eu menos esperava vinha o suporte, sim um dos soldados atiradores que estavam comigo, acertava em cheio um tiro no novo inimigo ali, antes mesmo que eu fosse alvejado ali. A falta de experiencia ou até mesmo o vacilo do soldado era nítido no campo de batalha, após atirar o mesmo não se abrigou nem ao menos tentou criar algum tipo de defesa contra algum inimigo possível ali, e essa falha era totalmente explorada pelo atirador Marc Sent, que poderia atirar em mim enquanto corria, mas escolheu acerta o soldado que estava na porta principal da casa. – Soldado! – Gritava enquanto rapidamente com minhas armas em punho revidava instintivamente contra o atirador ali. A sorte parecia estar ao meu lado, os disparos mesmo que fossem avulsos e sem muita concentração, acertavam o inimigo, que estava feria agora por um projetil em seu ombro. Diante isso, eu me jogava, não pensava duas vezes ou hesitava, precisava recarregar minhas pistolas e aquela carroça próxima era a minha única opção para me abrigar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]“Maldição! Mais um soldado foi atingido, não sei o que fazer, ele está em um local totalmente favorável, enquanto a mim, estou no pior local onde um atirador deve estar, no centro do cambo de batalha! Não posso me expor mais, tenho que arranjar um jeito de aniquilar esse maldito logo. Ahrg... Como deve ser que o kurai está? Aquele cozinheiro deve ter alguma informação que possa me ajudar hein?” Pensamentos um pouco embaralhados surgiam, eu já parecia está desesperado, e na tentativa falha de falar com o kurai pelo den den mushi, eu percebia que não sabia o código do mesmo, e isso só aumentava a tensão ali. “Merda, essas porras de den den mushi, ninguém explicou como usa isso direito!... Calma Mizzu, você não pode abalar devido a tudo isso, tenha calma e pense! Arrume um jeito que faça o atirador ficar vulnerável!” Pensava comigo mesmo, eu tentava entender o cenário em si, e de relances ou olhadas rápidas, eu tentava com minha visão aguçada observar todo o local, mesmo que estivesse a noite, eu queria ver algum jeito de acabar com o atirador, e poderia ser que alguma coisa ali pudesse ajudar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Um clarão surgia em minha mente, eu começava a criar um plano mirabolante em minha cabeça, e enquanto isso eu recarregava as duas pistolas, guardando uma novamente em seu coldre e a outra segurando com minha mão direita. Tentava ficar agachado, mesmo com a pressão sobre minha coxa, eu tentava segurar aquela dor até o ultimo gole, poderia ser essa a minha ultima cartada, então não mediria esforços para completar tal feito. Em meio ao abrigo daquela carroça, eu tentaria olhar na direção onde o inimigo estava, se o mesmo estivesse com a arma apontada para mim, eu me abrigaria e esperaria, tentaria criar outro plano, mas se não eu tentaria pegar qualquer coisa que tivesse um peso parecido com um parelepipedo ou um tijolo, tentaria jogar em algum outro local ou abrigo para chamar a atenção do atirador, e se caso não tivesse nada disso, eu apenas seguiria o plano. De maneira mais abrigada possível, eu tentaria retirar qualquer silhueta minha da mira do inimigo, e tentando apoiar meu punho juntamente com a pistola em algum local da barraca, tentaria aumentar cada vez mais a minha precisão ali, e caso não houvesse apoio, apenas miraria de maneira normal contra a posição do atirador. Respirando bem fundo, eu não prendia a respiração enquanto não atirasse, apenas soltaria de maneira simples e devagar, dessa maneira eu me acalmava com o tempo, e isso ajudava bem mais a aumenta minha concentração ali. Com apenas um olho aberto, eu empunhava as duas mão na pistola, carregava todas as minhas energias em um único disparo, e meu foco juntamente com a concentração estava em teores elevados ao meu perceber ali. Me abstia de tudo e todos ao redor, ficando vulnerável a qualquer ataque vindo de outro inimigo diferente do Marc Sent. Esperaria o mesmo mostrar-se diante ali, e sem nenhuma hesitação tentaria atirar com um disparo certeiro mirando a sua cabeça.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Acertando ou não o tiro no inimigo, eu voltaria a me abrigar, não queria cometer a mesma falha que havia feito minutos atrás, e caso eu acertasse em cheio o inimigo, gritaria chamando os soldados, tentaria de alguma formar avisa-los que eu estava bem, e também um modo de saber como eles estavam, em seguida pediria socorro para aqueles que pudessem me socorrer, mas pedia para atender os soldados que estivessem feridos antes de mim. Se em algum momento outro atirador ou qualquer inimigo aparecesse, eu tentaria de maneira instintiva atirar contra o mesmo de maneira rápida, e se o local onde eu estivesse fosse propício para o ataque do novo inimigo, tentaria fugir de todas as maneiras possíveis para um local onde fosse mais fácil o bloqueio de tais ataques.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Objetivos na Aventura!:
 

Ponto-Situação do Personagem:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ficha na sign

♥:
 

Fã:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Última edição por Mizzu em Seg 30 Jul 2018 - 19:37, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 20

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyDom 29 Jul 2018 - 15:27

~ ELENA ~

Elena havia se arrumado, o corpo parecia melhor após seus exercícios e logo se pôs a sair do quarto da ala médica, ansiosa e sabendo que muito provavelmente seus nakamas estavam em missão ou retornando dela. Sabia que havia ficado desacorda por algumas horas, mas todos já deveriam estar longe dali.

Saindo do quarto os dois médicos que estavam ali perceberam sua saída, do jeito que ele fez silenciosamente , eles também ficaram em silêncio. Apenas os olhares se trocaram e logo a porta se fechava sem nada ser dito. Elena conhecia o caminho, havia passado anoite anterior ali e logo achou a saída.

Caminhando na rua em direção ao quartel ela pode perceber rapidamente uma movimentação estranha e um grupo de três soldados passavam por ela quando a viram e logo saíram dizendo.

- Sargento!? - O roste deles estavam preocupados. - Todos os marinheiros foram recrutados para uma missão. A base esta sob ataque pirata e ao que parece a traidores dentro. O Tenente Holms esta tentando controlar a situação.

Correndo ou andando, Elena quando chegava na base via o caos instalado. Dentro do próprio quartel estava havendo batalha, era possível ouvir o som de luta, mas havia um grupo de piratas que pareciam estar cuidando da entrada do quartel segurando todos o reforços. Alguns observaram o grupo de Elena chegando e partiram para cima, todos os 4 com espadas na mão.

Se esse ataque tinha alguma coisa haver com Elena Eisenberg ou se estava aproveitando o momento que muitos marinheiros estavam fora, isso não tinha como saber.


~ SHEN ~

Karyo havia dominado seu adversário, sabia que seu colega e amigo não estavam bem. Além disso sentia uma certa tranquilidade por parte do pirata, a intenção de não matar lhe deu um pouco de segurança. Mas o soldado falava sobre sua intenção de pegar um pouco mais pesado.

* Piratas como vocês não compreendem; derrube o líder, e eles cairão. *

- Hahahahaha! - Ria o pirata. - Será que você não percebeu que é a cabeça da marinha esta caindo. Vocês serão os próximos.

A realidade era dura, mas de canto de olho Shen percebeu que o capitão Eric estava de joelhos, Bolton e Tuudos estavam agora usando suas melhores técnicas e tirando o melhor de si para dar cobertura ao capitão. O soldado sabia que os três não suportariam Elena Eisenberg por muito mais tempo.

Mas o ceifador não tinha intenção de ficar passivo diante de tal situação, pelo contrário, queria apoiar os três nem que fosse para dar uma única abertura, por isso nocautear Fof era crucial e logo partiu para uma cotovelada, Fof tentou reagir, abaixou a cabeça e em vez de tomar uma joelhada no queixo, foi acertado na testa, era uma aposta que ele também fez, como a de Karyo, evitando o nocaute, mas ainda ficando tonto.

Ele tentou alcançar a sua lança, mas com velocidade reduzida o soldado conseguiu pisar sobre a arma impedindo que o lanceiro pudesse recuperar sua arma. Agachado Karyo logo conseguiu com usa força imobilizar e prender Fof Ofo.

Após a derrota de Fof,o soldado faz a declaração de vitória, mas não criou aquele efeito negativo que esperava, de fato, tanto os marinhiros corruptos como os piratas que estavam ali tinham sua confiança em uma só pessoa, Elena Eisenberg, e pela luta que acontecia, ao olhos de todos os homens ao lado do capitão Eric, parecia que se tivessem trazido todos os homens da Marinha do North Blue ainda assim a vitória seria de Elena.

- Elena! - Gritou uma mulher fardada, uma das mesmas que estava no teste para sargento. - O navio de Brian e a base na cidade estão sendo atacados.

Essa notícia, sim, essa notícia abriu uma brecha no tempo de Elena. Um disparo feito de longe atingiu a perna direita da tenente. Surpreendida com a dor desferiu um ataque poderoso, que soltou uma rajada de vento jogando Bolton e Tuudos para uns 10 metros de distância.

Tenente Juss! - Disse Elena olhando para longe. - Você é um homem cheio de surpresas capitão Eric, convocou um aliado sem ninguém saber.

~ KURAI ~

Kurai tinha uma luta pela vida, uma luta luta particular pelo ar, uma luta para evitar engolir a droga que se espalhava a sua volta e claro, uma luta pelo tempo, os barcos logo colidiriam um com o outro. A luta não poderia continuar ali por muito tempo.

Kurai tentou primeiramente sair daquela situação, buscando o buraco do navio e entrar por ali, mas como ele mesmo previu, Brian não deixaria isso acontecer com facilidade, além disso o buraco ficava no nível no mar, havia a necessidade de subir e lutar contra as pequenas ondas da droga que vinham de dentro.

Mas agarrado novamente por Brian, o tonfeiro mais uma vez entrou em um embate de baixo da água. O bárbaro parecia estar inclusive disposto a morrer tentando, de uma maneira estranha, ele parecia estar muito motivado a acabar com Kurai, o motivo? Não havia como saber.

Mas mais uma vez o sargento conseguiu se desvencilhar, a falta de ar que Kurai sentia era a mesma de Brian, e as forças de ambos era minada com o tempo. Ambos foram ao mesmo tempo pegar o ar. Agora poderia ver que não havia mais do que dois metros entre os barcos e os dois estavam bem no meio.

Brian tentou mais uma vez partir para o ataque, mas foi atingido na cabeça por Kurai. Desarmado o bárbaro não tinha muitos recursos, além disso seu corpo mais pesado o tornava ainda mais lento no mar.

Os barcos estavam a menos de 1 metro, não tinha muito para onde irem quando uma corrente prende o braço de Kurai que estava para cima segurando uma das tonfas. Era Sado vindo ao resgate.

~ MIZZU ~

Mizzu, que percebia ter caído totalmente na cilada do inimigo, viu o terceiro soldado sob seu comando caindo. Havia apenas 2 soldados inteiros, mesmo Mizzu não estava em suas melhores condições. Além disso um deles estava cuidando de 3 prisioneiros sozinhos.

Mas foi nesse momento que Mizzu resolveu tentar um tudo ou nada, usar toda a sua concentração para abater Marc. Com suas armas carregadas, posicionou-se mais uma vez para mirar suas pistolas, Mais uma vez estava se preparando para dar o tiro derradeiro. Mas o pirata era mais rápido e seu tiro acertou Mizzu.

Se um flask back passou na cabeça do herói isso não posso dizer. Mas por um momento seus olhos perderam a cor, mas em um outro curto momento, largando a arma do braço esquerdo, cujo ombro foi atingido, seus olhos recobraram o foco e disparou contra Sent.

A perna de Mizzu fraquejava e ele desabou para trás buscando abrigo. Tinha atingido? Ele não sabia, não houve grito, não houve nada. Passaram se dois segundos quando o barulho de um corpo caindo chega aos ouvidos de Mizzu. Marc Sent estava no chão.

Depois de mais quatro segundos onde o sargento pode respirar tranquilamente, Mizzu ouve um estouro e a casa a frente dele, que servia de base para os esquemas de Elena Eisenberg, pega fogo rapidamente.

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 46
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyDom 29 Jul 2018 - 16:04


Karyo Shen

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A minha ofensiva contra Fof Ofo quase saia pela culatra. O lanceiro havia lutado até os últimos segundos que podia, fazendo jus ao seu nome. Mas ele não era páreo para mim; se eu quisesse ir ainda mais longe, não poderia ter grandes dificuldades contra um inimigo que nem ele. Todavia, esse era o ponto da questão. O pirata não era lá grande coisa na hierarquia daqueles piratas, a sua derrota não significava muita coisa para os homens que estavam ali presentes. Entretanto, pelo menos era alguma coisa. Tinha certeza que se fosse ele a encarar outros dos nossos marinheiros nós arcariamos com algumas baixas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]"Elena... maldita, como podes ser tão forte?! - ver o Capitão Eric, o homem o qual tanto respeitava, junto de Bolton, o meu fiel amigo e o tenebroso Agente Tuudus serem subjulgados por aquela vilã era algo mais que preocupante. As nossas esperanças dependiam em como eles se sairiam contra ela. A mulher era uma enorme muralha, a qual deveríamos ultrapassar - mas ainda estávamos longe de realizar tal feito. Apesar de tudo, logo podia ver uma pequena centelha, como uma ínfima luz no final do túnel. Até a própria Elena Eisenberg podia ter a sua guarda abaixada. E nossos homens eram hábeis o suficiente para aproveitar-se delas. Mesmo que só um pequeno ferimento, era uma conquista. Havíamos conseguido quebrar a rígida defesa dela, nem que só por uma vez, e isso era suficiente para inflar-me os ânimos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Prosseguiria com o plano de procurar aquele veneno da servidão em Fof Ofo; mesmo não sendo um dos cabeças, se ele fosse um pirata de expressão, poderia carregar pelo menos um frasco consigo, como aqueles que haviam pego Gunter. Revistaria os seus bolsos, a sua roupa, procurando por bolsos internos, qualquer lugar onde ele pudesse carregar o bendito item. Se não encontrasse-o ali, iria em direção à caverna, onde deveria encontrar algum exemplar do frasco. Estaria atento a represálias, pois sabia que não me deixariam passar assim tão facilmente. Entretanto, a formação na qual havia dispersado os esquadrões da marinheiros me favoreceria em percorrer uma boa distância de forma segura.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Avançaria rapidamente até a caverna, procurando pelo veneno, abrindo caixotes e os revirando, remexendo gavetas, tambores, fosse que o fosse. Precisava encontrar aquele líquido, e aqui era o local onde poderia achá-lo, se as nossas informações estivessem corretas. Elena não ousaria armazenar tudo em um só lugar, haveria de ter alguns exemplares da droga por aqui. "Onde está... onde está?! - procuraria apressadamente, a fim de voltar o mais rápido possível para auxiliar os meus companheiros.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se, no meio do caminho, alguém tentasse obstruir a minha busca, brandiria a minha foice, realizando um impetuoso golpe lateral para força-lo para o lado, retirando-o do caminho e continuando em frente. Estaria atento a golpes que pudessem ser desferidos contra mim, avançando em zigue-zague para dificultar a mira que me alvejaria.




Citação :

Nome do Player: Karyo Shen
Nº de Posts: 19
Vantagens: Liderança; Adaptador; Voz Encantadora; Ambidestro.
Desvantagens Código da Honestidade; Código dos Heróis.
Perícias: Forja; Intimidação; Engenharia.
Ofício: N/A
EdC: Ceifador

Ganhos: 13's Jason; Perícia (Interrogatório*); Mapa; Livro.
Perdas: 500.000

Players: Elena Selena; Karkarov Von Durmstrang; Kurai Hoshiken; Mizzu S. Hayha.
NPC's: Mike; Jordan; Agente Reita; Agente Sado; Maso; Agente Brigger; Agente Muert; Agente Troglo Dyta; Agente Perf Ekt; Karn Voro.
Extras:









Off




Spoiler:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ficha - Karyo Shen, Ceifador Branco
I - Goatman Kill Streak
II - Do Espírito das Leis
III - [Divine Tools] Juntando as peças!
IV - Diante da Lei
V - Zarpando para Utopia!
VI - Caos em Utopia!
VII - [LB] O Florescer de Utopia
VIII - [LB] O Florescer de Utopia II
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Van

Créditos : 4
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyDom 29 Jul 2018 - 17:02


Gastar um tempo no hospital era uma das atividades menos favoritas da Sargento. Para ser honesto, ela odiava. Cada segundo perdido em recuperação, era um segundo a menos incapaz de proteger os necessitados. Partir era sempre o seu momento preferido, embora apreciasse os períodos longes do lugar. A trajetória para fora do centro de saúde consistia em buscar um superior e pedir por uma missão, mas antes mesmo de chegar no seu destino final, ela era interrompida por um soldado, ou melhor dizendo, três.

- Todos os marinheiros foram recrutados para uma missão. A base esta sob ataque pirata e ao que parece a traidores dentro. O Tenente Holms esta tentando controlar a situação.

- Vamos!  

Durante o caminho, Elena se manteve em silêncio, tentando controlar a própria respiração para ao chegar no local desejado, estar apta a lutar concentrada. Ao mesmo tempo, sua mente trabalhava em diversas hipóteses: quem estava por trás do ataque? qual o objetivo? era uma distração?

Ao chegar no ponto de disputa, a Sargento encontrou um cenário caótico, onde um bando de piratas dominava a entrada do Quartel e lutavam contra os marinheiros no interior da construção. Era um absurdo, pensou Elena, como poderiam atacar o forte da Marinha, local onde teoricamente seria uma construção segura e composta por marinheiros. Suicídio? Não, tinha algo mais por trás de tal ato, entretanto, ela não teria tempo para pensar no assunto, pois precisava ajudar os companheiros nessa defesa territorial.

- ATENÇÃO, SOLDADOS… NÃO VAMOS DEIXAR ESSES PIRATAS TOMAREM ESSE QUARTEL. VAMOS MOSTRAR PARA ELES O PODER DA MARINHA… AGOOOORAAAAAAAA!  

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

A espadachim tentou elevar a moral dos companheiros diante daquela invasão. Ela não sabia se outros superiores estavam no local, contudo, sentiu que era o momento de colocar para fora algumas palavras motivacionais, tentando despertar nem que seja uma chama em um dos soldados. Se apenas um deles tivesse mais animado, a ex-nobre já estaria satisfeita. Por conseguinte, também se aquecia ao tentar colocar para cima os demais, pois ganhava experiência como líder, algo que ela ainda pecava em muitos aspectos e precisava se esforçar para ser reconhecida um dia.

Os inimigos mais próximos eram 4 espadachins, os quais cabiam perfeitamente contra Elena e seus 3 subordinados. Logo, ela não tinha muito para analisar e focaria apenas em seguir o fluxo de combate. Avançaria contra o quarteto preparada para enfrentar todos os quatro, pois havia a possibilidade dos soldados recuarem - não importando o motivo - e Selene não era do tipo que se deixaria pegar de surpresa tão facilmente. Com a recém-adquirida katana Le Protecteur! a espadachim começaria a investida com uma corrida simples e ao chegar perto o bastante para saltar e atacar por cima, ela o faria e atacaria com um corte vertical, visando retalhar o oponente sem piedade, entretanto, não o suficiente para matá-lo, visto que a ex-nobre não tem esse costume. Após o primeiro ataque, hesitaria por um curto espaço de tempo para analisar a situação e ver se o golpe tinha surtido efeito, se mais adversários apareceriam ou simplesmente tinha obtido êxito na tentativa. Em seguida, tentaria contra-atacar se recebesse ataques de terceiros ou do seu oponente escolhido, utilizando cortes diagonais, visando assim defletir os golpes e atingir ao mesmo tempo. Na hipótese de continuar sendo uma luta 1x1, Elena trocaria golpes diagonais e verticais com sua katana, tomando cuidado com possíveis golpes, para os quais ela esquivaria usando seu bom jogo de pés - seja com dashs ou rolamentos - ou caso sentisse confiança, usaria movimentos com o tronco e cintura para esquivar e continuar cortando.

Caso termine o combate, voltaria sua atenção para os companheiros e iria em seu reforço, atacando os piratas de ângulos diretos ou laterais, mas nunca por trás. Mesmo estando em uma situação caótica, a deserdada continuaria sendo a mesma pessoa superior de sempre. O caráter da marinheira era inabalável e absolutamente nada seria capaz de fazê-la agir como um marginal sem honra.


”PARA O AVALIADOR”:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ficha |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Mizzu
Pirata
Pirata
Mizzu

Créditos : 10
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 9010
Masculino Data de inscrição : 26/07/2011
Idade : 22

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptySeg 30 Jul 2018 - 20:58


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]O foco era o meu objetivo, eu me concentrava tanto a ponto de não perceber nada ao meu redor, os soldados, os agentes ou até mesmo outros piratas, nada me tirava a atenção naquele momento, eu tinha um objetivo, e era aniquilar o Marc Sent, atirador de 7,5 milhões de recompensa.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A alça e a massa de mira estavam perfeitamente ajustadas, mesmo com a dor em minha coxa, devido ao disparo recebido anteriormente, eu não media esforços e usava tudo o que tinha para segurar ali. É, essa era a minha ultima jogada, a carta na manga, o pênalti aos quarenta e cinco do segundo tempo; eu poderia esperar, me ajustar ou até mesmo esperar por reforços, mas quanto mais tempo passava, pior o caos se estourava e eu não tinha mais alternativas a não ser levar para o tudo ou nada. “Essa é a hora, tenho que acabar com esse maldito, meus subordinados precisam de mim... Merda, maldito seja essa responsabilidade de hierarquia, aos poucos eu estou mudando, estou ficando alienado e robotizado!” Palavras soavam em meus pensamentos, não sabia se era alguém que estava falando comigo, ou se era apenas meu subconsciente, mas não perdia a mira do meu inimigo.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Em um lampejo, ou um raio para os mais leigos, o inimigo surgia de maneira destruidora, poderia ser que eu tinha hesitado no momento, ou apenas meus reflexos não estavam à altura daquele atirador, e após a sua aparição, um disparo era feito, não vindo de minha parte, mas sim do pirata. Minha pistola estava totalmente carregada, meu foco e concentração estavam no ápice, mas pareciam não ser suficientes no momento, e antes mesmo de disparar, eu era acertado com um tiro diretamente no ombro esquerdo, e isso me desestabilizava. “Como? Mesmo depois de tudo que eu passei, ele ainda consegue ser mais rápido que eu! É, acho que não da mais, não tem como eu vencer esse cara, desculpe Connell, acho que vou encontrar com você o mais rápido que parece!” Minha vista embaçava, eu sentia que aquele era o fim, a pistola que estava em minha mão esquerda era derrubada devido ao impacto do tiro, e agora além da insuportável dor na coxa, eu tinha que carregar o peso do tiro que havia atingido meu ombro, e aquilo era peso demais para carregar. Os segundos pareciam horas, varias fotos e cenas passavam na minha cabeça, imagens de pessoas que eu não lembrava, cenas que eu nunca tinha presenciado, e no final eu via um tipo de vislumbre do futuro, não era lá estranho mas sim alegre, me via junto com a ferramenta alicate, sim estou falando do sargento kurai, e junto a ele via mais duas pessoas, essas já não conseguia discernir sua aparência, embaçada e escura, apenas via uma mulher de cabelos brancos, e um homem que parecia estar com um defeito na orelha, e assim uma coisa que parecia ter se passado horas, tinha talvez nem passado 1 segundo se quer, em seguinte minha vista se recobrava.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Aquele pequeno sonho, ou flashback, me dava animo. A ultima cena que mais me chamava a atenção, foi após ela que eu sentia algo subir das unhas do meu pé até a ponta do fio de meu cabelo, conhecido como Shivuk, parecia que aqueles 30% de forças que a consciência deixava guardada para casos como esse era acionada, e com ela meu foco e concentração voltavam a todo vapor, e esse era o momento exato para atacar, e é claro, eu atirava contra o pirata.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Posicionava com uma mão a alça e mira, eu tinha recobrado meus instintos, mas sabia que aquilo não seria para sempre, e no final do shivuk eu atirava. Não aguentava, a dor que eu sentia me fazia não aguentar mais, sem ao menos ver se tinha acertado ou não o pirata eu desabava, por instinto me jogava em algo que pudesse me abrigar, e caia. -Merda!- No chão eu me repudiava, não sabia se tinha tido êxito no ultimo pingo de vigor que tinha, e deitado eu pensava que agora sim era o fim. Poderia ser que a sorte estivesse do meu lado, pois após alguns segundos eu ouvia um som, familiar nesse caso, sim, o som de um saco de batatas caindo de uma altura mediana, e essa era a certeza que aquele atirador havia caído do telhado, nesse momento eu percebia que meu disparo havia encontrado o destino exato, e o pirata agora estava no chão. Um sorriso rugia em meu rosto, mas aquele momento não era tempo para alegrias, tínhamos uma missão, e aquele era apenas uma parcela dela.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Exatamente o tempo de realizar duas respirações profundas, um estrondo brandia, era da casa onde estavam os piratas, a missão havia sido realizada, e a mesma pegava fogo. O sentimento de dever cumprido passava sobre minhas veias, e agora a única coisa que eu queria no momento era saber a saúde de todos os meus subordinados, mesmo estando no chão sem forças, eu me preocupava mais com ele do que eu mesmo. -Soldados! Vocês estão bem? Alguém auxiliem os que estão baixados, podem me deixar por último, voltaremos da mesma forma que chegamos! Outra coisa, algum de vocês sabem usar esse troço? Preciso contatar o capitão! Também preciso de noticias das outras equipes. Os prisioneiros, forcem mais suas amarrações/algemas, vamos leva-los para o qg. Ahrg... É eu estou um pouco impossibilitado, então executem minha ordem, e vamos voltar para sermos tratados!- Gritava, não olhava muito para os lados, pois no chão apenas o céu eu via, tentava de maneira simples e firme, mostrar que tinha vencido a batalha, e que agora era hora de nos recuperarmos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Se conseguíssemos sair dali, ordenaria para todos seguirem para a sala dos agentes onde estavam os outros sargentos nocauteados. Pedira ajuda dos agentes ali, para auxiliar na ida como também nos primeiros socorros dos soldados como no meu, mesmo não confiando neles, eu tinha que descer o meu orgulho no momento, e caso não ajudassem, não demonstraria surpresa. Caso algum daqueles ali do grupo soubessem manusear o Den Den Mushi, como havia pedido anteriormente, pediria para o mesmo ligara primeiramente para o capitão, e se tivesse êxito diria tais palavras: -Capitão! Aqui é o sargento Mizzu, Missão concluído com sucesso, algumas baixas, mas nada grave! Desligo!- Em seguida, pediria para o mesmo sintonizar com o sargento kurai, queria falar com o mesmo, pois mesmo após a batalha, a suspeita continuava diante todos ali. -Kurai! Conseguimos terminar aqui, mande a situação, preciso falar com você pessoalmente urgente!- Falaria caso conseguisse contatar o Cozinheiro.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Ao prosseguir, se conseguíssemos chegar ao salão dos agentes, ou um qg próximo, pediria para algum soldado que estivesse ali ou agente em treinamento para providenciar uma equipe medica de urgência para poder prestar os devidos socorros ao grupo, e após ver todos sendo tratados, deixaria assim que me auxiliassem.



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Objetivos na Aventura!:
 

Ponto-Situação do Personagem:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ficha na sign

♥:
 

Fã:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
darkmilks
Pirata
Pirata
darkmilks

Créditos : 8
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 07/02/2018
Idade : 26
Localização : North Blue - Micqueot

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyTer 31 Jul 2018 - 11:39

DETERMINAÇÃO PARA VENCER
E UM VISLUMBRE DO FIM
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nossa vida é sempre uma luta constante, naquele momento a minha não diferia disso, mas os fatores eram negativos e eu precisava me afastar daquele ambiente hostil. Vi minhas tentativas de fuga serem rechaçadas uma a uma, por fatores da natureza, pela fisiologia do ser humano ou pelo próprio ser humano, representado pela figura de Brian. O tempo era um fator crucial, pois os barcos iriam colidir, no entanto o bárbaro me segurava com uma vontade notável como se não se importasse de encontrar o fim naquele lugar.

"O que está acontecendo com esse cara... Ele tá afim de morrer aqui?" Preciso me desvencilhar agora."

Fazia o máximo de força, enquanto pela falta de ar ele ia cedendo e me libertando daquela situação apenas para perceber que nosso tempo se esgotava, tínhamos menos de um metro para sair daquele local, mas não ia ser fácil passar por ele. Porém o Destino tinha outros planos, em forma de corrente. Agente Sado providencialmente prendia sua "arma" em meu braço, preparando um resgate. Suspirei no momento, estava salvo daquele local, mas não daquela luta.

"Por mais que eu odeie esse cara, não posso deixá-lo morrer aqui."

Procuraria Brian com minha visão, caso ele não houvesse mergulhado, estenderia o outro braço para ele e mesmo com uma cara fechada lhe ofereceria a oportunidade de sair dali e terminarmos nossa luta com algo sob nossos pés.

Ei escória, segure minha mão... Ainda vou acabar com você, por isso não posso deixá-lo morrer aqui. — Apesar de oferecer ajuda, em momento algum eu confiaria nele, caso ele tentasse alguma coisa, um puxão ou uma forma de me soltar da corrente, utilizaria meus pés para impedi-lo, mesmo que isso o levasse a seu destino final.

Quando estivesse de volta ao convés do barco, daria um aceno com a cabeça para a Agente, tentando disfarçar um sorriso por ela ter me salvado e por ela estar bem. Se Brian tivesse voltado comigo, me colocaria em posição de luta convidando-o para terminar o que havíamos começado.

[Luta contra Brian]
Entraria em posição de combate, ficando em guarda, semelhante a um boxeador com os punhos próximos ao rosto, porém com os cotovelos protegidos pela parte externa das tonfas. O desgaste de meu corpo cobrava seu preço, por isso precisava acabar com aquilo logo. Como estava desarmado ele poderia tentar improvisar uma arma ou recuperar seu machado, se esse fosse o caso eu tentaria defender seus golpes com a parte de fora das tonfas, mais uma vez esmagando seus dedos caso segurasse alguma arma, utilizando a força que ele exercia para agregar mais dano contra as articulações dele, se ele estivesse de mãos nuas, também utilizaria a parte de fora das tonfas, mas movimenta-as direcionando a parte do cotovelo para os punhos dele.

Bloqueando os golpes, utilizaria as tonfas para executar um combo, dando dois golpes curtos, um com a esquerda na região do rosto e um segundo na região do peito, finalizando com um terceiro de baixo pra cima mirando o queixo dele, sempre com a cabeça da tonfas. Caso ele tentasse bloquear, tentaria utilizar minha movimentação para abrir brechas e encaixar novos golpes curtos para força-lo a abrir a guarda, assim que o fizesse o golpe no queixo seria o ponto final. Se novos bloqueio-os fosse necessários, faria-os sempre com a intenção de retribuir o dano que ele estivesse tentando causar, utilizando a força que ele exercia como um extra para que quando o bloqueio fosse executado fosse de encontro ao golpe, espremendo dedos, impactando com cotovelos ou joelhos, minando suas opções de combate. Quando o tivesse derrubado, pediria ajuda a Agente Sado para amarrá-lo com suas correntes ou a algum dos soldados para amarrá-lo com cordas dos navios.

[Sem Brian]
Caso Brian não nos acompanhasse no convés, eu aproveitaria os segundos para respirar, me direcionando primeiro a Agente Sado, para verificar a situação da batalha.

Obrigado Agente. Qual nossa situação?! — Caso sua resposta não demandasse uma conversação, me direcionaria aos soldados sob meu comando, que caso estivessem em combate, seriam meus próximos alvos. Ajudando-os como suporte, atingindo inimigos distraídos, ou me interpondo para que os atiradores pudessem fazer seu trabalho.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Partes da Tonfa:
 

OFF:
 

Objetivos(Atualizado):
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Divine Tools:
 

WANTED:
 

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bijin
Civil
Civil
Bijin

Créditos : 58
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 10010
Feminino Data de inscrição : 17/01/2017
Idade : 20

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyTer 31 Jul 2018 - 13:57

* SHEN *

  Com o Fof preso o soldado começou a traçar seu plano de buscar pela droga de submissão, mas para sua frustração não havia nada ali com o pirata que ria.

  - Você não vai achar o que esta procurando. - Disse o pirata. - Aquela vez Elena sabia que você e o caçador ali estavam na região e deixou os dois com aquelas seringas, não sei o que ela planejava. Mas tudo o que tinhamos aqui foi entregue já para o cliente. HUAHUAHUAHUAHUA

  Mesmo assim Karyo foi na direção da caverna e entrou, o laboratório estava vazio, ele podia ver todo equipamento, toda a infraestrutura de um bom laboratório, mas não havia caixa, não havia nada que pudesse guardar nada da droga.

  Se o que o Fof havia dito era verdade, então alguém estava com uma quantidade enorme da droga em algum lugar.

  - ARGHHHHHHH! - Um grito assustador de dor. Shen olha na direção e onserva que Elena Eisenberg havia acabado de passar pelo agente Tuudos, que tinha uma de suas pernas separadas do corpo. A situação estava indo de "muito mal" a "pior do que nunca".

  Poderia fazer o soldado fazer alguma coisa?

  - Tenente! Tenente! - Voltava a falar a soldado que acompanhava a tenente anteriormente. - Perdemos toda a mercadoria, o navio de Brian foi atingido.

  Elena havia então parado de lutar. O capitão Eric havia percebido o momento de excitação e atacou. Bolton, junto e meio que em desespero, também atacou. Elena não reagiu, foi atingida pelo capitão e teve a espada do adversário atravessando seu corpo. Além disso Bolton também atingiu em cheio. Os dois estavam surpresos pela facilidade.

  Em um rápido movimento a tenente jogou os dois para longe e quando Karyo percebeu ela já estava diante dele.

  - O sonho de vocês um dia jpa foi o meu. - Disse ela com olhos vazios. - A muito eu percebi que havia atravessado uma fronteira sem volta, não se permita vacilar como eu vacilei, o mundo é cruel.

  Elena tirava uma medalha, do bolso e colocava nas mãos de Shen. Não havia nenhum sinal de perigo.

  - Entregue para Kurai por favor. - Dizia ela já com uma voz fraca e pernas vacilantes. - Foi o pai dele que fez pra mim. É a medalha da justiça. Não sou digna.

  Elena desabava!

  Piratas tentavam fugir, um caos foi instalado. Logo os soldados que tinham conhecimento médico logo começaram a prestar o primeiro socorros. Capitão Eric estava no chão. Não estava ferido, mas parecia ainda muito pensativo.

     - VITÓRIA!!! - Bradava o capitão. - Vamos todos nos preparar para voltar, mas vamos capturar o máximo de piratas possíveis.
* ELENA *

  Elena tinha encontrado o que poderia ser dito como o impossível. Piratas haviam invadido o quartel de Lvnnel, aproveitavam que os marinheiros mais fortes estavam fora, entre eles a principal estrela, o Capitão Eric, mas isso era inconcebível para a sargento que seguiu para o combate.

  Sua velocidade superior e talento de luta logo se destacaram e os soldados que antes pareciam vacilar pareciam que tinham ganho confiança com a Elena no comando. Ela rapidamente derrubou seu adversário assustando também os piratas. Com o trabalho conjunto os quatro adversário foram derrubados, o portão do quartel havia sido recuperado.

  Logo na entrada a cena do pátio era aind amais tenebrosa, muitos piratas e marinheiros caídos, muitas pessoas feridas, outros três piratas vinham na direção do grupo de soldados mais Elena, entretanto a corrida foi interrompida. Do alto um corpo caiu sem vida. Todos reconheceram, era o tenente Holms.

  Um vulto muito rápido saiu do quartel, saltando rapidamente para fora e longe. Elena sentiu um enorme calafrio no seu corpo, pois poderia se dizer que ela foi a única pessoa que chegou perto de acompanhar a velocidade do vulto e reconheceu brevemente a pessoa. Era um pirata que ocupava as páginas dos jornais durante sua infância, um pirata que recebeu o título de supernova, um pirata na na Grand Line era tido como um monstro, poderia ser reconhecido em todo mundo por causa de sua fama. Era Gio Mio, o pirata de recompensa de 150 milhões de berreis, mas que havia sido derrotado pela Marinha e acabou como escravo de algum nobre do mundo.

  - RETIRADA! - Gritava um pirata aleatório. Logo o grupo de três piratas começava a crescer, havia mais doze piratas saindo do quartel. Ao todo eram quinze, mas Helena recebia um reforço, outros sete marinheiros se juntavam a ela, três deles com fuzis e o resto com espada. Ela era a superior no quartel.
* MIZZU *

  Mizzu estava caído e via a casa pegando fogo, claro que preocupado com os seus subordinados e pedia ajuda dos agentes ali, logo o sargento ficou aliviado, viu seus soldados, feridos e dois inteiros saindo da cas em chamas, junto mais 4 prisioneiros.

  Um estouro poderia ser ouvido no andar de cima. Trogo saia pela janela, com ele mais três homens apagados em seus braços, entretanto o outro agente ainda não havia aparecido. As chamas cresciam e um dos soldados se chegava a Mizzu, ele tinha um kit primeiros socorros.

  - Senhor! - Disse o soldado. - Permita me ajudar o senhor.

  Logo ele preparava o material para fechar as feridas do sargento, mas foi interrompido por uma que de um meteoro, não o de Micqueot, mas um que havia feito sua fama na Grand Line. Era o famoso pirata Gio Mio, cuja recompensa era superior a 150 milhões de Berreis. Todos os presentes sabiam sobre aquele homem, que havia recebido o título de Supernova, mas que hoje deveria ser um escravo de um nobre da Grand Line.

  Em um rápido movimento ele matou todos os prisioneiros, Trogo que tentou fazer algo também havia sido morto em um único golpe. Caído teve seu corpo revistado, Gio tirou uma pasta do corpo de Trogo, nem se quer olhou para os marinheiros e tão rápido quanto surgiu, ele sumiu, mas não sem antes de dar um rápido golpe de fazer com que a casa toda desmoronasse e virasse uma fogueira.

  Outro soldado que ajudava com o Den Den Muchi, rapidamente discou para o capitão...

  -Senhor... - Disse o soldado com a voz aflita. - - O capitão logo vai atender.
  - Sargento Mizzu! - Era a voz do capitão. - Também obtivemos sucesso. Esperamos nos ver no Quartel General. Devemos chegar em 5 horas. Lá me passe o relatório detalhado.

* KURAI *

  Kurai sentia que sua vida estava indo por água a baixo, literalmente. Viu que sua cabeça iria brincar de quebra nozes, quando uma corrente salvadora se prendeu a sua mão. Era Sado que o puxava e junto com outro soldado também fazendo força tentavam tirar o sargento da água.

  O sargento tentava tirar Brian da água, mas aquela vontade de morrer estava ainda viva no bárbaro, Kurai olhando para ele não saia se era lágrimas ou água no rosto do seu adversário, mas havia evidente tristeza no rosto do piratas. Entretanto para salvar a sua vida o marinheiro não teve alternativa se não chutar o adversário.

  Chegando ao convés, mesmo sem dar muita atenção e caindo no chão, o sargento percebeu que a situação estava sob controle. Então deitado, respirando, ele sente os lábio quentes de Sado em sua boca.

  - Não morra! - Dizia ela de maneira safada.  -Ainda preciso do meu soldadinho de chumbo.

  Todos em volta riam.

  Mas temos que sair. - Disse a agente se levantando e saindo de cima do Kurai. - Esse barco esta condenado e logo vai afundar. Para onde vamos sargento?

  - Sargento! - Um soldado chamava atenção. - O Den Den Muchi esta tocando e aqui esta seu boné.

     - Sargento Kurai! - Era a voz do capitão. - Obtivemos sucesso aqui na caverna e o soldado Mizzu também obteve na cidade. Qual a situação de vocês? Devemos chegar em 5 horas. Volte para lá.

O corpo de Brian boiava sem vida na água.

____________________________________________________

OBJETIVOS:

Nessa missão::
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Van

Créditos : 4
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyTer 31 Jul 2018 - 23:43


A invasão no Quartel tinha tudo para ser bem sucedida devido a ausência temporária dos grandes nomes da Marinha. Os ícones em termos de poder estavam realizando missões fora do QG e com isso uma grande brecha era formada. Certamente era um trabalho com ajuda interna, pois o ataque acontecera no momento exato em que a instalação estava “desprotegida”. Tal precisão era assustadora e mostrava o quão profunda a corrupção estava enraizada na organização. Já não bastava sua xará, ainda tinham mais marinheiros corruptos ou tem a mão dela? Pensou Elena durante o combate.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Sob a tutela da Sargento, os militares conseguiram recuperar a moral e virar o jogo, sendo capazes de repelir o ataque. A espadachim estava num nível acima em comparação aos presentes e por isso transformou o cenário iminente de destruição para um futuro esperançoso perante seu comando. Confiante com a experiência vitoriosa, ela estimulava os demais companheiros com sua aura triunfante, entretanto, ao ver um corpo cair e um vulto escapar em altíssima velocidade, a sua motivação deu uma caída e embora os piratas estivessem em retirada, o gosto da batalha era amargo e a vitória parecia fajuta.

- Soldados, capturem o máximo de invasores que conseguirem. É HORA DE DAR O TROCO!

Ordenaria aos soldados que atacassem os fugitivos, visto que o sucesso da defesa seria baseado na quantidade de criminosos capturados. Se muitos fossem detidos, a população se sentiria segura e confiante para com a Marinha. Todavia, um resultado negativo causaria grande impacto na moral e consequentemente crença dos cidadãos. Agora era a hora de literalmente “correr atrás do prejuízo”.

ELEEEEEEEEEEEEEE-CHAAAAAAAAAAAAAAAAAAN...

- Hm!?

Esse trabalho braçal exercido por ralé e indignos gerou tanta tensão nela que não conseguia mais nos notar.  

De fato, a jovem ficou “livre” das aparições aleatórias e indesejadas dos fantasmas Reais: seu pai e mãe. O casal possuía personalidades bem opostas e conflitantes entre si sobre tudo, porém, com relação ao trabalho na Marinha, ambos tinham os seus motivos para não gostarem. O Rei Selene tinha medo dos riscos da profissão e não queria que sua primogênita passasse por situações ruins ou se machucasse enquanto a Rainha considerava função de gente inferior, algo inapropriado à alguém de berço tão nobre quanto Elena. Para a deserdada, após a morte dos pais, a presença temporária dos pais era agridoce, uma vez que externaliza sua esquizofrenia e ao mesmo tempo a ajuda a matar saudades dos familiares. Como sempre, ela ignorou a presença e embora em seu coração estivesse feliz, em seu rosto nenhuma expressão surgia. Seu foco era na defesa do quartel.



”Considerações”:
 

Histórico:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ficha |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 46
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyQua 1 Ago 2018 - 14:46


Karyo Shen

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A minha busca em nada resultava, nem com Fof Ofo e nem no laboratório secreto que ficava localizado dentro da caverna. Estava tudo vazio. Eles já haviam se preparado para a nossa chegada. Como o pirata me alertara, tudo já havia sido escoado para o cliente. Mas quem? Quem haveria de comprar uma droga tão perigosa? Com certeza era uma pessoa perigosa, a qual representaria maior periculosidadde ainda com um estoque tão vasto da substância em mãos. — Droga! Droga! Não há nada aqui! - resmungaria em voz alta. O desespero já começava a tomar conta, quando notava que a situação só se deteriorava. Não tinha a crença de que poedríamos derrotar Elena, sendo o uso daquela peversão a nossa única opção.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]A cruel realidade se mostrava ainda mais nítida quando os gritos de dor do Agente Tuudus chegavam aos meus ouvidos. Para um homem tão forte como ele estar sofrendo assim, lutando ao lado do Capitão e de Bolton, Elena Eisenberg era, de fato, uma presença extremamente ameaçadora. E o que eu poderia fazer? Estava muito longe de possuir as habilidades daqueles três homens, e quem dirá da prória mulher. Entretanto, eu confiava neles. Sabia que, com uma grande persistência, com o trabalho duro, com sacrifícios, nós podíamos alcançar o nosso objetivo. Todas as minhas - e as dos meus companheiros - esperanças estavam depositadas neles. O nervossismo só crescia à medida que a luta se prolongava. Cerrava os meus punhos e rangia os meus dentes, naquela vão desejo que o tempo passasse mais rápido. Ganhando ou perdendo, queria saber logo do desfecho de nossa empreitada, não havia motivos para querer adiar o destino.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não sabia exatamente o que estava a acontecer lá fora, mas logo que estava para deixar a caverna, depois do fracasso de minha busca, pronto para regressar e ajudar os meus companheiros, meu corpo travava instantaneamente o seu avanço. Queria recuar, mas minhas pernas estavam fincadas no chão. O meu próprio corpo não me obedecia; era como se ele, no fundo, soubesse que nada do que fizesse poderia adiantar. Quem estava à minha frente era a própria Elena Eisenberg, com a ponta de seus cabelos cianos tingidos do rubro de seu sangue. Os seus olhos já não mostravam mais aquela mulher de outrora, afiada e perceptível a tudo em sua volta, sempre perigosa. Não eram os olhos vívidos de alguém que se apegava à vida, mas o olhar de alguém que aceitara a morte.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Não sabia o motivo, mas o meu corpo reagia aos seus desejos. Era como se sentisse algo. Não estava mais com raiva ou ódio de sua face; todo o sofrimento que ela causara a Gunter não me vinha à cabeça. Apenas estendi a mão, em resposta a ela, pegando uma ensanguentada medalha e escustando com atenção as suas palavras, como se o mundo ao nosso redor estivesse parado e só apenas aquilo existisse. Podia ver, com toda a clareza, as suas forças deixando o seu corpo. E, antes que ela desabasse, me precipitaria, ajoelhando-me com um dos joelhos, a fim de segurar o seu corpo esmaecido com o meu, envolvendo-o em meus braços — A justiça é um caminho difícil. Nunca duvidei de que o fosse cruel. Não posso perdoá-la, mas jamais deixaria alguém que um dia lutou pela mesma justiça tombar assim. Vosso desejo passará para as proximas gerações, carregarei suas antigas ambiçoes comigo, assim como as do pai do Kurai e daqueles que sangraram por um mundo melhor - botaria a medalha em meu bolso, erguendo-a nos braços e deixando a caverna — E, se você ainda estiver aí, saiba, Elena, que eu não falharei - sussurraria, indo em direção à luz que recebia a nossa vitória.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]HOMENS! NÃO DEIXEM NINGUÉM FUGIR! - iria em direção ao Capitão, após aparecer daquele jeito e ordenar aos meus homens, com Elena nos braços, repousando o corpo da mulher aos seus pés — Eis o símbolo de nossa vitória, mas isso ainda está longe de acabar. Toda a carga foi entregue, o laboratório está vazio - diria, soltando a mulher delicadamente, com um tom de tristeza — Capitão... eu não posso perdoá-la, mas também já não mais a odeio - levantaria, pegando a minha foice e partindo em perseguição aos piratas e traidores fugitivos. Buscaria por aqueles que não estavam sendo perseguidos por ninguém, ainda. Nenhum vilão me escaparia a vista.


Citação :

Nome do Player: Karyo Shen
Nº de Posts: 20
Vantagens: Liderança; Adaptador; Voz Encantadora; Ambidestro.
Desvantagens Código da Honestidade; Código dos Heróis.
Perícias: Forja; Intimidação; Engenharia.
Ofício: N/A
EdC: Ceifador

Ganhos: 13's Jason; Perícia (Interrogatório*); Mapa; Livro.
Perdas: 500.000

Players: Elena Selena; Karkarov Von Durmstrang; Kurai Hoshiken; Mizzu S. Hayha.
NPC's: Mike; Jordan; Agente Reita; Agente Sado; Maso; Agente Brigger; Agente Muert; Agente Troglo Dyta; Agente Perf Ekt; Karn Voro; Tenente Juss.
Extras:










Off





Spoiler:
 



____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ficha - Karyo Shen, Ceifador Branco
I - Goatman Kill Streak
II - Do Espírito das Leis
III - [Divine Tools] Juntando as peças!
IV - Diante da Lei
V - Zarpando para Utopia!
VI - Caos em Utopia!
VII - [LB] O Florescer de Utopia
VIII - [LB] O Florescer de Utopia II


Última edição por Kekzy em Qui 2 Ago 2018 - 1:11, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
darkmilks
Pirata
Pirata
darkmilks

Créditos : 8
Warn : [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 07/02/2018
Idade : 26
Localização : North Blue - Micqueot

[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 EmptyQua 1 Ago 2018 - 20:17

VITORIA SOBRE AS ADVERSIDADES
A ESPERA DE UM NOVO AMANHECER
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

No momento do desespero é que conseguimos transparecer quem verdadeiramente somos, uma mãe desesperada por salvar seu filho, um pai que reconhece que o fim chegou, um destino que é herdado por um garoto que não entende seu lugar no mundo. Assim como aquelas palavras ecoavam em minha mente, a tristeza também transparecia pelo rosto de Brian que lentamente caia para seu destino final, rumo ao abismo que também era o túmulo de meu pai.

"A vida fica cada vez mais difícil perto de seu fim... E nunca é fácil ver alguém morrer, principalmente quando se é o executor."

Meu corpo demandava um pouco de descanso, meus músculos extravasam a tensão pela situação e pelo esforço ao qual foram submetidos nos últimos instantes, felizmente a batalha parecia ter sido vencida. Permitia ao meu corpo alguns segundos antes de me levantar do convés do navio, fechava os olhos voltando a respirar normalmente, ainda refletindo sobre todos os acontecimentos.

"Espero que toda essa bagunça tenha um significado... O plano da Tenente Eisenberg parecia muito elaborado, espero que a luta do capitão Eric tenha dado resul..."

As ultimas silabas eram retiradas suavemente de minha mente, por lábios quentes. Abria meus olhos subitamente para perceber a Agente Sado sobre mim, com uma cara sem vergonha e soltando dizeres vulgares, um coro de risinhos também podia ser ouvidos ao fundo. Assim que ela levantou apresentando melhor a situação, o den den muchi em meu pulso era acionado e a voz do outro lado parecia ser do Capitão Eric, solicitando que eu me reportasse sobre a missão e pedindo que encontrasse os demais no QG.

Certo Senhor, a batalha aqui foi vencida. Logo estaremos no QG. — Desligava o pequeno animal, passando mão sobre os cabelos molhados para retirar um pouco da água, voltando a adornar a cabeça com o boné de meu pai recebido de um dos soldados.

Contabilizava o número de subordinados presentes no navio, incluindo os agentes e Kleine caso estivesse ali, enquanto caminhava uma última vez até a beirada, para olhar para o mar procurando Brian, apenas confirmando pelo seu corpo a verdade inegável de sua morte. Fazia sinal para dois dos soldados que ainda estavam ali, apontando para baixo enquanto solicitava.

Antes de partirem, retirem o corpo de Brian da água, gostaria que ele fosse levado até o QG para estudo. E se algum de você encontrar seu machado, traga-o imediatamente para mim. — Não revelava sua intenção sobre a arma do adversário, mas em sua mente era algo nobre, pois presentearia Karkarov com ela se a encontrasse.

Enquanto meus subordinado cumpriam as ordens, iniciava a penosa caminhada de volta ao QG, que provavelmente seria pelo meio da floresta que cobria a ilha e para a alegria de todos, durante o período da noite. Caminharia de forma calma, tentando não deixar ninguém para trás, manteria a dianteira junto a Agente Sado enquanto a questionava sobre os acontecimentos enquanto havia ficado me digladiando com Brian no mar.

Agente, Kleine conseguiu libertar os prisioneiros?! Os estoques da Droga foram todos destruídos? Qual o panorama geral da situação?!— Escutaria suas respostas começando a montá-las em minha mente para reportar ao Capitão Eric ao chegar no QG.

Ao chegar no QG me apresentaria a Capitão Eric ficando em posição de sentido e esperando que os subordinados fizessem o mesmo. Apresentaria então o corpo de Brian, enquanto começaria a reportar os resultados da batalha que houvessem sido relatados pela Agente Sado

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Partes da Tonfa:
 

OFF:
 

Objetivos(Atualizado):
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Divine Tools:
 

WANTED:
 

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




[Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: [Divine Tools] II - Juntando as peças!   [Divine Tools] II - Juntando as peças! - Página 9 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Divine Tools] II - Juntando as peças!
Voltar ao Topo 
Página 9 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11, 12  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: