One Piece RPG
Chapter III: Easy Way Out XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Phantom Blood
Chapter III: Easy Way Out Emptypor Licia Hoje à(s) 02:53

» Escaping Mean! Run Ria, Run!
Chapter III: Easy Way Out Emptypor Milabbh Hoje à(s) 02:29

» [LB] O Florescer de Utopia III
Chapter III: Easy Way Out Emptypor Vincent Hoje à(s) 01:08

» As mil espadas - As mil aranhas
Chapter III: Easy Way Out Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 00:42

» Noskire M. Hughes
Chapter III: Easy Way Out Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:28

» Yami Sukehiro
Chapter III: Easy Way Out Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:22

» Yami Sukehiro
Chapter III: Easy Way Out Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:21

» [Ficha] Kuze Kyoji
Chapter III: Easy Way Out Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:43

» Vivian Strongwill
Chapter III: Easy Way Out Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 23:37

» The One Above All
Chapter III: Easy Way Out Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 23:18

» II - Growing Bonds
Chapter III: Easy Way Out Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:41

» Busca Implacável
Chapter III: Easy Way Out Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 22:07

» Do ferro ao aço
Chapter III: Easy Way Out Emptypor Anjodk Ontem à(s) 21:42

» 1º Ato - O Despertar
Chapter III: Easy Way Out Emptypor Chaitanya Mahaprabhu Ontem à(s) 21:39

» MINI - Abraço de Urso
Chapter III: Easy Way Out Emptypor TheJoker Ontem à(s) 20:34

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Chapter III: Easy Way Out Emptypor Skÿller Ontem à(s) 20:24

» Fanalis B. Ria
Chapter III: Easy Way Out Emptypor GM.Noskire Ontem à(s) 20:19

» Enuma Elish
Chapter III: Easy Way Out Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 20:12

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
Chapter III: Easy Way Out Emptypor JaponeisLK Ontem à(s) 19:54

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Chapter III: Easy Way Out Emptypor Pippos Ontem à(s) 19:53



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Chapter III: Easy Way Out

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Chapter III: Easy Way Out 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptyQui 05 Abr 2018, 13:41

Chapter III: Easy Way Out

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Caçador de Recompensas Akihiro Yoshida. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Ficha | Aventura

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: Regras | Mudanças Importantes | Crie seu Personagem | Mini-Aventuras
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptySex 06 Abr 2018, 06:03

A primeira impressão que eu tinha sobre o grupo que o Warren montou era: “Puts, temos uma cozinheira de muito mal humor.” Ela parecia uma pessoa bem rígida e tinha uma vibe completamente diferente de todos os outros. Bem, isso não importava, talvez ela se soltasse mais com o tempo de convivência. Faoni parecia um cara bem popular e Tyla até que era fofinha. Depois que todos fizemos nossos pedidos Haidee ia para a cozinha preparar os pratos enquanto Warren e os outros arrumavam a mesa para comermos todos juntos ao ar livre. Eu estava relaxando, vendo toda aquela cena com um sorriso no rosto. A quanto tempo eu não comia assim com tantas pessoas na mesa? Tá certo que mal nos conhecíamos, mas eu sentia que de alguma maneira formaria grandes amigos ali.

— Tocaria algo antes da comida chegar Faoni? Seria legal um pouco de diversão pra contrastar com as surras que ando tomando.

Mesmo focando minha atenção no músico foi impossível não sentir aquele cheiro divino que saia da cozinha. Não sei se era a fome que eu acabava de perceber que sentia ou simplesmente porque realmente cheirava muito bem, mas eu estava ansioso para a comida chegar. Focando em conhecê-los melhor, eu começaria a puxar assunto antes de Haidee trazer tudo.

— Galera, atenção por favor, como vocês começaram suas jornadas como caçador de recompensas? Pensando sobre isso eu me sinto bem simplório. Trabalhei como ferreiro minha vida toda até a morte de meus pais e a partir daí comecei com essa vida de caçador. Então tenho rumado de Malkiham Island até Lvneel e estou aqui junto de todos vocês. Desde então confrontei inimigos, conheci amigos, em especial uma marinheira muito gata que eu adoraria encontrar mais vezes e este garoto loiro que tem todo o meu respeito.

Aquele comentário era obviamente feito para Warren que o acompanhou desde Micqueot até aquele momento em Lvneel. Com ele havia lutado boas batalhas e em diversos momentos o garoto o ajudou e protegeu. Uma coisa era certa, devia muito àquele moleque e teria a certeza de pagar em dobro quando pudesse.

— E vocês, algum problema em me contar suas histórias? Bem… Antes de contarem, alguém poderia ir lá na cozinha ajudar a Haidee a trazer os pratos? Esperem todos chegarem para continuarem a contar o resto. Depois falo a minha parte pra Haidee.

Eu ficaria feliz em poder ouvir o que todos têm a dizer sobre suas vidas, mas respeitaria os que se negassem a falar. Quando a Haidee chegasse na mesa com a comida junto de quem quer que fosse ajudá-la eu explicaria o que estava acontecendo à ela e sugeriria que a garota continuasse explicando sobre sua vida antes de ser caçadora. Enquanto isso eu comeria, beberia e me divertiria com todos ali na mesa com um largo sorriso no rosto, torcendo para que houvessem mais e mais momentos como aqueles.

Quando todos acabassem de comer, ajudaria a levar os pratos para a cozinha, e ajudaria a Haidee a lavá-los. Seria até bom, já que eu teria um tempo a mais para conversar com ela sobre tudo o que estava acontecendo. Olhando pra ela eu finalmente percebia que a garota era realmente linda, olhos e cabelos azuis, um nariz afinado. Sinceramente, ainda preferia a Jewel, mas como posso dizer… Ela era bem o meu tipo, mesmo com aquela personalidade difícil de lidar.

— O que achou da história dos que decidiram contar? Melhor, será que todos continuaremos a nos dar bem juntos nessa aventura? — Do jeito que ela era eu realmente não esperava que Haidee respondesse e se esse fosse o caso eu continuaria a lavar os pratos tranquilamente e terminando o trabalho iria para a cabine me deitar. Porém eu não desistiria dela, de integrá-la melhor ao grupo. Antes de realmente dormir eu tomaria um banho, tendo cuidado de lavar os ferimentos na medida do possível. Depois disso iria me deitar e tentar aproveitar a minha primeira noite de sonho na cabine do MEU barco. Aquilo era tão bom, o prelúdio de uma das minhas melhores aventuras. Eu estava ansioso pelo raiar do dia e por conta disso dormir poderia ser realmente difícil. Qualquer coisa eu me levantaria e iria na cozinha buscar um copo d’água ou simplesmente iria tomar um ar da fria noite de Lvneel, só tentaria me lembrar de não dormir lá fora, não queria ficar doente por conta de uma burrice.

Quando amanhecesse eu sugeriria outra vez que todos passassem esse momento juntos para aprofundar as relações do grupo. Mais uma vez os sorrisos viriam espontaneamente e eu realmente achava que a viagem ficaria muito mais divertida a partir dali. Torceria para que todos se dessem bem na medida do possível e a depender das minhas condições, ajudaria no que pudesse para que todos fossem no mínimo felizes enquanto viajarmos juntos. Recolheria e lavaria os pratos mais uma vez, era um bom jeito de falar com a Haidee, ou pelo menos de tentar.

— Quando acabarmos aqui, irei pedir para que todos estejam no convés para os últimos preparativos antes da viagem pela reverse começar okay? Te esperarei lá, mas isso não é uma ordem e sim um pedido, se você não estiver disposta e quiser descansar, falarei com você depois. —
Ao terminar de lavar os pratos eu tentaria me encontrar com o Warren e falaria que havia chegado a hora, o momento que estávamos esperando. Era hora de subir a reverse.

____________________________________________________

Ficha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Chapter III: Easy Way Out 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptySeg 09 Abr 2018, 16:10



O pedido de Akihiro ao seu mais novo companheiro era de imediato atendido, fazendo Faoni retirar seu violão para começar a tocar algo. A música era lenta e o garoto tinha grande maestria ao manusear seu violão, tocando sem cometer nenhum erro. Levando algum tempo até realmente terminar, prolongando tal música até que Haidee começou sua aproximação com alguns pratos e panelas, sendo rapidamente ajudada pelos outros dois que não faziam nada até então. Durante as idas e vindas o caçador resolveu anunciar algo ao grupo, deixando claro que eles teriam a escolha de responder ou não, mas em um grupo seria bom conhecer seus companheiros e saber de suas histórias. Assim que a música finalmente tinha o fim, Faoni guardava cuidadosamente seu instrumento musical e partia para ajudar Haidee na cozinha. Akihiro permanecia sentado em seu lugar, esperando todos chegarem até a mesa para conseguir explicar à cozinheira o que estava acontecendo e incentivar as falas da mesma.

Como eu já tinha dito antes, sou um simples músico que usa armas a distância. Comecei a tocar instrumentos musicais muito cedo, tudo foi influência dos meus pais e acabei gostando da música. Ainda que não fosse o melhor, treinei muito e hoje sou alguém até reconhecido nessa ilha. Sempre vivi em Lvneel e aprendi muito do que sei com pessoas da cidade, até mesmo a questão de usar armas, pois é sempre bom saber se proteger quando necessário. – Com tanto para falar ele pausou já sorrindo e observando os companheiros, procurando algo mais que fosse necessário dizer naquele momento. – Me tornar um caçador de recompensas é muito mais pelo dinheiro que isso vai me dar do que realmente meu sonho, pois o dinheiro vai me ajudar na questão de possuir instrumentos melhores e ter um melhor aprendizado. Um dia eu ainda quero me apresentar em algum lugar da GL e me tornar conhecido por lá. –  A história do músico terminava daquela forma e ele rapidamente dava espaço para os outros começarem, sentando-se em uma das cadeiras.

Nunca tive interesse em ser caçador ou algum justiceiro, esperava estudar e me tornar alguém com um trabalho fixo e com bom pagamento. Porém o bando de quem estamos atrás, principalmente o líder deles foram responsáveis pela morte da minha irmã mais nova, meus pais e o sequestro da minha irmã mais velha. – O ódio estava novamente visível e Warren precisou ficar quieto para acalmar-se, respirando fundo até conseguir voltar à história. – Esses problemas me levaram até onde estou agora. Treinei muito antes de realmente tentar me tornar um caçador, mas hoje alcancei esse feito e estou torcendo para encontrar meus inimigos o quanto antes... – Triste e com raiva ele finalizava sua história afastando-se até um ponto onde escutaria os outros, mas conseguiria ficar isolado.

Tyla era a única que realmente parecia bem animada em contar sua história, saltando da cadeira para iniciar. – Eu sou e sempre fui uma médica! Gosto muito de cuidar das pessoas, mas o que mais me faltou foi dinheiro. Eu vivia em Fernand Ice Island, uma ilha com poucos habitantes e extremamente gelada. Por lá eu conseguia cuidar das pessoas, porém era complicado arrumar dinheiro para os medicamentos e também não existia nenhuma floresta para achar ervas medicinais... Foi neste momento que decidi sair da ilha, tomando um rumo diferente para arrumar dinheiro e enviar coisas até eles. Tornar-me uma caçadora não foi um sonho, mas sim uma necessidade para minha família que esta naquela ilha. – A história ainda tinha como continuar e Tyla não gostaria de parar agora. – Derrotar bandidos e salvar as pessoas da minha ilha, não existe nada melhor que isso para mim. Espero que vocês entendam a razão de eu estar aqui e me apoiem, pois estou feliz de estar ajudando mais pessoas do que antes. – Muito animada para sentar-se, deixou que Haidee fosse a próxima e se afastou um pouco.

Hum.. – Ainda faltava algo. – Eu não sinto que conheço vocês bem o bastante para compartilhar minha vida. – O tempo passado junto ainda era pouco e todo tinham suas vidas, ninguém precisava realmente dizer a todos o que aconteceu para chegar até aquele ponto. – Eu não odeio ninguém aqui, mas também não conheço ninguém. Entenda que eu sou mais reservada e em algum momento posso acabar me abrindo e contando tudo a vocês, porém hoje não é este dia. – Por fim ela voltou a comer sem dizer mais nenhuma palavra, deixando qualquer interação de lado enquanto comia. Assim que todos tinham se alimentado, Haidee levantou-se e começou a levar os pratos até a cozinha, colocando todos juntos para após isto começar a lavar.

O tempo juntos na cozinha foi longo e Haidee não se importava nem um pouco com a presença de Akihiro para ajudar na lavagem. – Ter vidas felizes é algo bom. Mesmo não sendo as melhores histórias que já escutei, prefiro o lado mais obscuro e triste da coisa, pois nunca cheguei perto de algo feliz antes. – A maioria das pessoas no grupo eram animadas e somente a cozinheira estava longe de ser realmente sociável. Sem mais nada a se dizer ela continuou na lavagem, finalizando tudo e partindo ao convés com Akihiro e todos os outros que já estavam por lá aguardando o inicio da viagem. Warren começava a preparar tudo e se posicionar, porém precisava da ordem direta do capitão para que tudo fosse realmente ter um inicio e dar certo.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aventura | Ficha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptyQua 11 Abr 2018, 14:30

Havia muitas coisas que eu não conhecia, já que vivi basicamente minha vida inteira com um martelo na mão trabalhando nas forjas com meu pai e eram incontáveis os momentos que me surpreendi desde que saí de Malkiham Island. Por sinal, esse com certeza faria parte deles. Com uma tremenda maestria, Faoni nos entreteu antes de fazermos nosso primeiro jantar juntos. Acabei puxando o assunto sobre o porquê de termos nos tornado caçadores de recompensa e cada um acabou contando um pouco de sua história enquanto comíamos o jantar feito pela Haidee. Por sinal, ela foi a única a não contar sua história, alegando que não conhecia a todos bem o suficiente para expor sua vida. Para mim não era um problema e talvez os outros partilhem de minha opinião. O que mais me surpreendeu foi o Warren realmente contando toda a sua história para um bando de desconhecidos. O garoto tinha muita coragem e ninguém no mundo poderia negar isso.

Quando acabamos o jantar, fui ajudar a Haidee como podia a lavar os pratos e entendi um pouco mais do porquê dela ser tão reservada. Bem, a única coisa que eu podia fazer era respeitá-la e esperar que ela confiasse em nós naturalmente com o passar do tempo. Warren começava seus preparativos para iniciar a viagem quando eu me lembro que faltava alguma coisa. Em minha última batalha eu havia quebrado a lança como um jeito de conquistar a vitória, porém agora eu basicamente só tinha minhas mãos. Precisava cancelar ao menos por um curto período de tempo a ida para a Grand Line. — Pessoal, desculpem-me por ser um capitão tão relapso, mas precisarei sair para fazer minha última compra nessa ilha. Como já tenho tudo em mente, vai ser bem rápido. Faoni! — Acenava para o garoto chamando sua atenção. — Como conhece bem a ilha, poderia me mostrar uma boa loja de armas? Um lugar onde posso comprar armas de fogo e espadas. Vamos, vamos logo para acabarmos com isso. — Antes de continuar me lembrava justamente de um dos principais detalhes que faltavam para o barco ficar pronto. — Enquanto estamos fora, terminem de amarrar qualquer coisa móvel dentro do barco para que o mínimo de objetos possíveis caia no chão enquanto subimos a Reverse. Vejo vocês quando voltar.

A urgência na voz era só uma brincadeira e eu estaria sorrindo enquanto empurrava ele gentilmente para fora do barco. Tentaria manter um ritmo constante enquanto o seguia, mas aos poucos pediria para ele andar mais devagar já que eu ainda não havia me recuperado totalmente dos ferimentos da última batalha. Tentaria ser o mais discreto possível com as dores que eu sentisse, não queria deixá-lo ou deixar ninguém da tripulação preocupado enquanto subíamos a Reverse Mountain. Se o garoto não soubesse de nenhuma loja, tentaria perguntar para as pessoas ao nosso redor até acharmos a bendita loja. Chegando lá eu bateria na porta e pediria permissão para entrar, localizando o vendedor e falando claramente o que eu queria. — Por favor, poderia me dizer qual o preço do seu Winchester 44 com scope e de um dos seus sabres? Todos estão me esperando então me desculpe pela minha pressa, mas não tenho muito tempo. — Ouviria os respectivos preços e já que dinheiro não era problema os pagaria para que então pudesse retornar ao barco o mais rápido que eu conseguia. Ainda sim, devia ao jovem músico um agradecimento.

— Obrigado por vir comigo Faoni. Estou atrasando nossa viagem e causando alguns problemas para vocês. Ah, e antes que eu me esqueça, você tem muito talento como músico, vai ser muito bom tê-lo conosco nessa viagem. — Eu estava sendo realmente sincero ao falar aquilo e esperava que ele entendesse meu elogio como tal. Assim que voltássemos para o barco eu perguntaria se tudo estava amarrado, então daria a ordem que todos queriam ouvir: — Warren, rume para a Reverse Mountain, vamos começar a melhor parte da aventura que é viver. Estarei em minha cabine, se não for atrapalhar, Tyla! — Chamaria a atenção da garota, mas de forma tranquila. — Poderia ir lá para ver como eu estou quando as coisas se acalmarem? — Passar pela montanha parecia ser uma aventura muito boa para alguém saudável, mas eu estava realmente com um pouco de receio de fazer aquilo em minhas condições, porém, eu não atrasaria mais a viagem de todos, a hora havia chegado.

Me recolheria rapidamente à minha cabine e me manteria segurando algum móvel pesado ou qualquer lugar robusto o suficiente para não correr o risco dele cair em cima de mim com o balançar da embarcação. Então, esperaria pelo tenso e excruciante momento da subida. Como tudo o que eu podia ver era o que passava pela escotilha eu não sabia como todos estavam e aquilo era o pior sentimentos de todos. Saber que eu não podia estar ao lado deles ajudando-os a manter o barco a salvo me irritava completamente. A única coisa que eu podia fazer era esperar tudo acabar e torcer para tudo dar certo. Não é como se eu não confiasse no trabalho que o Warren podia fazer, só não queria ser o capitão que dependia de todos e sim capitão com que todos podiam contar e eu teria a certeza de cumprir esse papel enquanto todos estiverem comigo. Como eu não sabia como eu ficaria sozinho e ferido naquela cabine, eu adoraria ver o rosto da Tyla o mais rápido possível, já que com ela estando comigo no quarto, queria dizer que estaria tudo bem lá fora. Pediria a sua ajuda para levantar e seguiria para onde todos estivessem e aproveitaria a vista de um mundo completamente novo cheio de ilhas a serem desbravadas e aventuras a serem vividas.

____________________________________________________

Ficha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Chapter III: Easy Way Out 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptySab 14 Abr 2018, 12:53


Uma loja de armas. Novamente o grupo precisava fazer uma pequena pausa antes de partir para a Grand Line, pois o líder deles estava precisando fazer algumas compras. Todos conseguiam entender as preocupações do ruivo, porém estavam tão focados na viagem que acabavam esquecendo-se de pequenas coisas e pareciam até mesmo desaminados com tais palavras. – Claro, posso te mostrar a loja onde compro minhas armas. – Com uma velocidade ainda debilitada Akihiro seguia seu companheiro, deixando ele guiar enquanto o restante terminava as arrumações no barco. Ninguém estava realmente preparado ainda e durante a saída da dupla, alguns até mesmo tomavam outro rumo após terminarem a preparação da embarcação com todos os objetos importantes presos a algo, além de algumas cordas espalhadas que serviriam nos momentos mais complicados da subida ou descida da reverse. Dito isto, todos que tinham saído da embarcação seguiam até certas lojas e compravam aquilo que estavam necessitando, pagando rapidamente e voltando até o convés onde precisavam se reunir antes da partida. Faoni tinha realmente gostado do elogio, mas não sabia como responder e apenas agradecia brevemente o ruivo, deixando sem muito sentimento o quanto estava grato por aquelas palavras.

Warren estava pronto e todos tinham suas cordas e equipamentos em mãos, estava finalmente na hora de partir e Tyla tinha uma tarefa logo após a viagem ter sido completa. Akihiro precisaria de uma ajuda no quarto em algum momento, pois seu corpo poderia não aguentar aquela viagem tão bem quanto os outros e a missão da garota seria dar uma olhada no capitão, seja no fim ou até mesmo na metade de tudo para poder impedir futuros ferimentos. Com o dono do barco indo até o próprio quarto, restou apenas o quarteto que comandaria aquela viagem e teria a missão mais importante do sucesso na reverse, podendo guiar todos até o Farol ou então a morte certa. A voz de Warren podia ser escutada muito e o barulho dos passos de todos na madeira era evidente a todo o momento, algo comum quando se necessita da ajuda da tripulação inteira. Em poucos segundos a ancora subia e a escuna começava sua movimentação pelos mares do North Blue, caminhando até o objetivo inicial que era a Reverse Mountain.

Foi realmente um tempo longo e preciso até chegarem lá. Todos se mantinham seguros em algo enquanto nada era preciso ser feito e Warren estava completamente atento na pilotagem, dizendo algumas palavras para quem podia escutar, deixando Akihiro completamente fora disto por conta de seus ferimentos. A entrada da Reverse estava exatamente ali, muito próxima e perigosa para quem conseguia ver. O ruivo só foi perceber a mudança de ambiente quando a subida realmente teve seu inicio quando a embarcação começou a ir a uma velocidade absurdamente rápida, sendo puxada pela correnteza que leva o barco até o topo da montanha. Naquele instante foi possível perceber que Warren estava realmente gritando de um modo que todos poderiam escutar, dizendo as ordens que ele achava serem importantes no momento, deixando que cada um fizesse a coisa mais importante enquanto seguravam-se em algo. Akihiro também fazia um esforço para não ser jogado aos lados, segurando em móveis e até mesmo nas paredes onde poderia facilmente se prender e aguentar a velocidade e movimentos que o barco fazia durante a subida.

1/3


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aventura | Ficha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptyDom 15 Abr 2018, 16:42

A decepção era palpável no convés do barco, eu sabia que era chato ter que adiar, mesmo que rapidamente, a viagem, mas eu preferia estar completamente equipado para qualquer situação que poderia acontecer. E ao meu ver, foi uma boa escolha, já que acabei vendo que outras pessoas também saíram do barco a procura de comprar os últimos, porém necessários itens para a viagem complicada que viria a seguir. Faoni aceitava o pedido e ia comigo até a loja para comprarmos minhas armas que eram compostas por uma combinação que eu não usava a muito tempo. Saí de lá feliz com uma winchester em minhas costas e um sabre embainhado em minha cintura, parecia uma criança com novos brinquedos. Uma outra coisa que achei divertida foi a reação meio sem graça do jovem músico ao ser elogiado, mas preferi não bater mais nessa tecla por enquanto, de qualquer modo eu realmente achava-o um músico muito bom e realmente adorava tê-lo no grupo.

Depois disso não trocamos muitas palavras e ao voltarmos à escuna que estava com os preparativos totalmente completos para a viagem que finalmente viria a seguir. Para não atrapalhar ainda mais a viagem eu iria logo à cabine do capitão para me preparar, não antes de falar à Tyla para checar minha situação de vez em quando nas horas em que tudo estivesse mais calmo. Do lugar onde eu estava, dava para ouvir, mesmo num volume reduzido, a voz do Warren comandando a todos o melhor que podia. Mais uma vez eu só pensava que o meu lugar era lá em cima, ajudando a todos na viagem, e não naquela cama de merda torcendo para tudo dar certo. Por conta disso, ouvir a movimentação vinda de cima apenas ajudava a aumentar toda a frustração que eu estava sentindo.

Um bom tempo se passou até chegarmos na entrada da reverse e eu estava cansado de ser tão negativo. Completamente fora de questão para os outros, só acabei percebendo realmente onde estávamos quando o barco começou a se inclinar. Meu coração batia rápido como nunca bateu na vida, já que querendo ou não, parecíamos estar navegando para os céus. A velocidade que subíamos também não ajudava a acalmar meu coração que parecia estar arrumando uma brecha para sair do meu corpo, já que minha boca permanecia fechada devido às constantes dores que eu sentia devido a vibração do barco. Warren começava a ditar ordens mais pontuais e eu começava a ficar com receio de algo dar errado, o que era bem possível nessa perigosa empreitada.

Se algum móvel grande ameaçasse estourar as cordas e cair em cima de mim eu usaria o ombro bom para escorá-lo ou simplesmente me jogaria no chão se julgasse que seria pesado demais para escorá-lo. Já os pequenos objetos, talvez fosse impossível de pará-los, então me focaria em proteger as partes mais sensíveis, como olhos e partes íntimas. Havia também o risco de eu ser jogado para o lado pelas sacudidas insanamente violentas do barco, então nesses casos onde seria impossível de aguentar, eu priorizaria tentar cair com as costas ou com os ombros. Se a situação estivesse tão caótica que fosse impossível ter essa noção ou a possibilidade de amparar a queda eu apenas protegeria a cabeça e torceria para tudo dar certo. No meio da loucura que era a subida eu tentaria procurar algum bom apoio para aumentar, mesmo que pouco, a minha segurança. Tentaria aproveitar alguma fenda no chão onde pudesse cravar a bainha do sabre o mais fundo que conseguisse e aproveitaria para segurá-lo como se minha vida dependesse disso. Caso não fosse possível eu aproveitaria as cordas que prendiam os objetos na cabine e entrelaçaria meus braços nelas e usaria todas as forças que eu tinha para poder segurá-las. Tomaria cuidado também com a possibilidade do piso ou de alguma parede se quebrar com os sucessivos impactos sofridos e caso eu ouvisse algum sinal desse dano eu tentaria me manter longe e usar de qualquer artifício que eu conseguisse para evitar um dano maior, seja ele um rolamento, um salto pro lado, ou simplesmente usar os braços ou as pernas para evitar um dano fatal. Como última opção, posicionaria minhas mãos na nuca, colaria meu queixo e os joelhos no peito, encolhendo as pernas no processo e torceria pelo melhor.

____________________________________________________

Ficha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Chapter III: Easy Way Out 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptyDom 15 Abr 2018, 22:00


A viagem mais emocionante e violenta que Akihiro já tinha enfrentado estava começando e não acabaria tão bem quanto ele poderia esperar. Subir a Reverse Mountain seria simples comparado a descer em uma velocidade ainda mais rápida do que aquela em que estavam balançando e perdendo pequenos objetos que poderiam ser comprados mais tarde caso necessário. Com os ferimentos já se recuperando e sua forma antiga retornando o ruivo tinha espaço para agir de maneira mais ativa, podendo até mesmo ir ao lado de fora caso fosse necessário para ajudar os companheiros. Sendo jogado para os lados e precisando arrumar algo onde poderia segurar-se, cordas e móveis não ajudariam naquele momento. A última opção sobrou para um pequeno espaço no chão onde o sabre entrou e ficou quase tão firme que Akihiro aguentava algum tempo naquela posição, segurando-se e desviando de objetos pequenos caindo pelo quarto.

O real problema surgiu quando algo de estranho aconteceu com o barco. A força do movimento era tão grande que Akihiro saia do chão e batia as costas no teto com o impacto que provavelmente seria da batida da embarcação nas laterais da reverse. Warren estava fazendo o trabalho perfeito até então, mas era inexperiente naquela correnteza e acabava por vacilar em certo momento, batendo em cheio na parede da reverse que acabava por causar tal impacto e jogar os membros de um lado ao outro enquanto ele tentava controlar novamente a escuna. – ME AJUDEM!!! – O grito de desespero foi escutado até mesmo pelo ruivo ainda no ar, caindo ao chão de joelhos já sem o sabre em mãos, outro objeto perdido com a violência da Reverse Mountain.

Warren estava realmente preocupado e após tal problema nada de mais surgiu. O caminho até o topo era suave e veloz, mas ao alcançar o pico da montanha o navio basicamente voava, dando um salto como em uma rampa e novamente os tripulantes faziam de tudo para segurar-se naquele ponto e não cair no mar ou ferir-se gravemente. Akihiro era o único que não tinha uma corda presa ao corpo e tinha dificuldade em se manter fixo em um ponto, recebendo os maiores danos dos movimentos feitos pela escuna. Algumas pancadas e ele sentiria as dores se fosse focar nisso, porém do lado de fora a visão bela da Grand Line poderia apagar qualquer sinal de dor e sofrimento que o caminho dava ao bando.

2/3


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aventura | Ficha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptyDom 22 Abr 2018, 17:38

Uma gota de suor escorria pela minha testa e apenas uma coisa vinha na minha mente, martelando-a como a escuna martelava as paredes da reverse. “Mas que poha de viagem é essa?!”. Meu sabre se foi e eu estava a mercê das forças aplicadas por aquela viagem infernal sobre a pequena e novinha escuna que possivelmente iria precisar de reparos. Eu escutava o grito do Warren e depois começava a ser jogado para os lados violentamente, parecia que estávamos voando. “Será que acabamos de ch…” Sem nenhuma forma de me segurar, apenas era jogado para os cantos, tentando sempre proteger as partes mais sensíveis do corpo.

Quando aquela tormentosa viagem ficasse menos agressiva eu tentaria me levantar e mesmo com dores eu tentaria continuar a andar para fora da cabine. Se fosse difícil de caminhar, além de me agarrar às paredes como apoio, teria o discernimento de voltar ao quarto se a situação continuasse ruim, já que não me parecia ser uma boa ideia ir lá pra fora sem nenhuma amarra para me manter dentro do barco com todos esses solavancos. Com a porta fechada, mas não trancada, já que eu ainda esperava a vinda de Tyla em algum momento, esperaria o fim daquela viagem do terror. Para a minha sorte, parecia que os ferimentos da última batalha não estavam me causando mais dor, o que me dava uma certa vantagem para o que estaria por vir. Acabava tendo uma ideia olhando tudo o que me rodeava. Aos trancos e barrancos me dirigiria à quina do quarto, qualquer uma, e usaria ambas as paredes como apoio, pondo o máximo de força que conseguia para me manter o mais parado possível. Não conseguindo me segurar, protegeria mais uma vez partes sensíveis como cabeça, nuca e órgãos genitais.

Outro meio de tentar me proteger seria tentar prender meus braços em alguma corda que segurava os móveis do cômodo em que me encontrava, poderia até derrubar o que ela segurava no chão para ter mais espaço para prender meus braços nela e me segurar no lugar. Enquanto estiver preso e relativamente seguro, tentaria varrer o quarto a procura do meu sabre, já que podia usá-lo mais uma vez como um apoio caso as outras tentativas não funcionassem. Evitar danos maiores eram minhas prioridades e sinceramente, mesmo sendo uma aventura e tanto, não sei se eu gostaria de repetir aquilo uma segunda vez. Se Tyla aparecesse, independente da situação em que eu me encontrasse, abriria um largo sorriso e a cumprimentaria: — Como vai Tyla, está tudo okay com o pessoal lá fora? E o barco? Precisará de muitos reparos?

____________________________________________________

Ficha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryoma
Super Nova
Super Nova
Ryoma

Créditos : 81
Warn : Chapter III: Easy Way Out 10010
Feminino Data de inscrição : 04/06/2011
Idade : 21
Localização : hell

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptyDom 22 Abr 2018, 21:24


A viagem estava chegando ao fim e ficava ainda mais complicada. O barco ainda no ar ia descendo, chocando-se com a água e jogando seus membros para o ar, fazendo assim o controle ser perdido e novamente a embarcação bater em algo e exatamente por isto Akihiro voava pelo quarto novamente, batendo na madeira enquanto Warren buscava recuperar o controle da escuna. Alguns gritos de todos os membros eram escutados e no momento ninguém parecia calmo. A viagem estava no fim e mesmo assim não tinham certeza de que tudo terminaria bem, pois toda aquela confusão e batidas causava medo no grupo. Mesmo com um navegador bom eles ainda tinham dificuldades e com um pouco de cuidado conseguiam estabilizar a movimentação, descendo em alta velocidade a montanha enquanto podiam ver o belo mar da Grand Line. – ESTAMOS BEM! CUIDEM DO CAPITÃO!!! – Com a descida mais tranquila e sem grandes complicações, Tyla resolveu desamarrar a corda que prendia seu corpo no mastro e correr até Akihiro.

Tyla corria rapidamente até onde seu líder estava e encontrava o mesmo no chão com o braço direito meio esquisito. Os balanços e batidas fizeram Akihiro chocar seu braço contra as paredes da embarcação e acabaram por deslocar seu ombro, deixando uma dor bem chata de aguentar e a movimentação do mesmo reduzida por algum tempo. Tyla rapidamente se aproximou e decidiu resolver o problema de imediato. – Vai doer, mas irá melhorar logo. – Sem dar qualquer outra viso ela executou o procedimento, causando a intensa dor que poderia incomodar Akihiro no momento e após alguns segundos ele sentiria algo mais leve e a movimentação do braço voltar aos poucos. – Isso é complicado... Vou lhe um dar remédio, cuidado para não forçar muito este ombro direito. – A agitação de antes sumia do rosto da garota e a mesma partia para seu quarto, demorando poucos segundos para retornar até seu líder e entregar um pote de plástico onde estavam diversas pilulas vermelhas. – Tome apenas um e sempre que a dor voltar pode engolir outro... Não exagere, pois esse remédio é bem forte. – O pote ficava com o ruivo e Tyla ajudava ele na questão de levantar-se. De pé o caçador conseguiu ver que seu sabre estava preso no colchão da cama e possivelmente atravessou ele por causa dos problemas anteriores.

O barco esta bem mesmo com as batidas, podemos reparar no farol antes de partirmos. Warren falou que ele irá cuidar destes gastos por ser culpa dele. – A velocidade da embarcação ia diminuindo e isto só podia significar que eles estavam chegando. – Todos sofreram alguns ferimentos leves e vão precisar de tempo para recuperar, mas podemos partir para a ação assim que conseguirmos o log pose. – A dupla ia ao lado de fora e rapidamente viam o enorme farol que os aguardava na encosta da Red Line. Tyla começava a fazer pequenos curativos em Akihiro enquanto o mesmo andava, envolvendo e imobilizando seu braço para que não fossem feitos movimentos desnecessários. – Você provavelmente vai conseguir usar ele, mas não faça muito esforço ou a cura pode demorar mais do que espera. – Muita água podia ser vista no convés e os companheiros do ruivo estavam já arrumando tudo e preparando a ancora que rapidamente foi lançada, parando a escuna do caçador em um ponto onde poderiam descer e ter acesso ao farol.

Agora começa o nosso problema. Karthus é quem guarda os log pose e precisamos fazer algo para ele ou não conseguiremos um... Só que alguém vai ir e o restante vai ter que proteger o barco. – Warren apontava para as cavernas e passagens que podiam ser vistas na montanha, pois lá estavam diversas pessoas que pareciam com sede de sangue e a enorme vontade de roubar o novo barco de Akihiro. – Antigos piratas que não conseguiram ir para a primeira ilha... A proteção desse barco precisa existir e você é quem decide. – As principais decisões ficavam para o líder deles e Akihiro deveria escolher algo com base na situação atual dos companheiros. Todos estavam em um bom estado e possivelmente poderiam lutar, mas precisavam resolver o problema do log pose o mais rápido possível e isto significava passar pelo desafio de Karthus antes que a embarcação fosse dominada por desconhecidos.

3/3


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Aventura | Ficha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nolan
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
Nolan

Créditos : 1
Warn : Chapter III: Easy Way Out 9010
Masculino Data de inscrição : 27/12/2016

Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out EmptySab 28 Abr 2018, 14:35

Aquilo foi realmente um susto para mim. Olhar para o lado direito e ver o estado que o meu ombro se encontrava. Sem contar com a dor e o desespero de quem nunca havia deslocado nada em toda a sua vida. Eu evitava olhá-lo e até fingi que estava tudo bem, mas o balançar do barco me lembrava constantemente dele. Me concentrei no que acontecia no convés e consegui escutar Warren falando para Tyla ir ver como eu estava. Ela foi ótima e bem atenciosa e “delicadamente” botou o meu braço no lugar. A bem da verdade, ela quase tomou um socão no estômago por fazê-lo, mas isso não é algo que ela precise saber. Mesmo com todas as emoções o barco parecia estar bem e finalmente achei meu sabre, recolhendo-o da cama em que estava cravado. Faltava apenas uma coisa para podermos continuar viagem, o Log Pose.

Ao descermos percebi que o ambiente era bem hostil. Olhares de cobiça vindo de várias direções para o nosso barco. Warren me explicou bem a situação, então eu já sabia o que fazer: — Vocês podem ficar protegendo o barco, eu irei ver o senhor Karthus. — Com o braço enfaixado eu não protegeria bem o barco e eu era o capitão, não era? Nada mais justo que eu fosse barganhar com o velho Karthus para conseguir o item tão necessário para a nossa viagem. Enquanto eu andava, sentia os olhares rumando de mim para o barco, “Tsc, espero que esses abutres imundos nem pensem em chegar perto dele. To precisando pegar umas recompensas mesmo.”. Infelizmente nada daquilo me fazia esquecer a dor que estava a sentir no ombro direito, que mesmo controlada pelos remédios da Tyla, me incomodava constantemente a cada passo.

Outra coisa que me incomodava era o desafio que o velho homem do farol poderia propor e suas consequências caso eu não me saísse bem. Óbvio que ao meu ver esse fardo tinha que ser meu, mas ainda sim eu não me sentia como o capitão daquele grupo. Como eu poderia protegê-los ou simplesmente liderá-los sem ao menos ser mais forte do que eles? Ao mesmo tempo percebi que era apenas eu me esforçar mais e mais, que um dia eu poderia ser um líder digno da tripulação que navegava comigo ou de todas as outras pessoas que poderiam vir a se juntar ou partir no futuro. Foi com isso na cabeça que adentrei nos domínios do velho lobo do mar em busca de uma direção para minhas aventuras. Caso não o visse na frente de sua casa eu bateria na sua porta educadamente e esperaria um tempo para ver se ele apareceria. De qualquer forma, falaria ao encontrá-lo: — Ouvi muitas coisas a seu respeito Karthus, meu pessoal me falou que precisaria barganhar com você para ganharmos o Log Pose e seguirmos nossa jornada. Seu jogo, suas regras, pelo que iremos jogar?

____________________________________________________

Ficha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Chapter III: Easy Way Out Empty
MensagemAssunto: Re: Chapter III: Easy Way Out   Chapter III: Easy Way Out Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Chapter III: Easy Way Out
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: